Globo registra 16 pontos no Rio com Ponte Preta x Vasco

7/24/2014 04:33:00 PM

A vitória do Vasco da Gama sobre a Ponte Preta por 2 a 0 apresentou a pior audiência da Copa Sadia do Brasil 2014. Ao transmitir a partida para o estado do Rio de Janeiro com exclusividade na televisão aberta, a Globo somou apenas 16 pontos e 29% de participação, segundo o Ibope.

Até então, haviam sido transmitidos quatro jogos pela competição (três deles do próprio Vasco), e todos contabilizaram pontuações superiores. A vitória do Vasco sobre o Resende por 1 a 0 cravou 21 pontos e 36% de share. Já a vitória do Fluminense sobre o Tupi por 3 a 0 anotou 17 e 32%. Enquanto isso, a vitória do Vasco sobre o Treze assinalou 17 e 31%. Por fim, o empate entre as duas equipes em 1 a 1 marcou 21 e 38%. A média era de 19 pontos e 34% de share.

Embora os índices tenham sido muito baixos, a Globo liderou o horário (22h à 0h), seguida por Record, com nove pontos e 16% de share; SBT, com oito e 15%; e Bandeirantes, com dois e 4%. Este última, aliás, dividia o certame com a emissora carioca até 2013.

De acordo com a pontuação do Ibope, cada ponto é equivalente a 38.621 domicílios sintonizados no Rio de Janeiro. Os dados de medição compreendem apenas a audiência da região metropolitana do território fluminense.

Com informações do site Máquina do Esporte.

Copa do Brasil: Corinthians x Bahia rendeu 19 pontos à Globo em SP

7/24/2014 04:31:00 PM

A vitória do Corinthians sobre o Bahia por 3 a 0 manteve a média de audiência do clube paulista na Copa Sadia do Brasil 2014. A partida rendeu 19 pontos e 36% de participação à Globo, que a transmitiu para o estado de São Paulo com exclusividade na televisão aberta.

A pontuação foi idêntica à média do Corinthians na competição, que era de 19 pontos e 35% de share. A equipe do Parque São Jorge havia disputado apenas dois jogos. O primeiro, vitória sobre o Bahia de Feira por 2 a 0, registrou 18 pontos e 34% de share, enquanto o segundo, vitória sobre o Nacional-AM por 3 a 0, cravou 20 e 36%.

Entre os paulistas, o Corinthians permanece líder em média de audiência no torneio. Com 18,75 pontos e 35% de share, o São Paulo, que teve quatro confrontos transmitidos, aparece na vice-liderança. Já o Palmeiras, que soma dois duelos televisionados, ocupa a terceira colocação, com 16,5 e 31%. Por fim, o Santos, que anotou 15 e 29% em sua única aparição na televisão, é o quarto.

A transmissão do futebol levou a Globo à liderança no horário (22h à 0h), seguida por SBT, com oito pontos e 15% de share; Record, com oito e 14%; e Bandeirantes, com três e 5%. Esta última, aliás, exibia o certame até o ano passado.

Segundo o Ibope, cada ponto é equivalente a 61.952 domicílios sintonizados. Os dados de medição compreendem apenas a audiência da região metropolitana de São Paulo, utilizada como referência pelo mercado publicitário.

Com informações do site Máquina do Esporte.

Juliana Franceschi foi ameaçada durante assalto em São Paulo

7/24/2014 04:26:00 PM
Crédito: Reprodução/Facebook

A jornalista Juliana Franceschi passou por um tremendo sufoco na noite de terça-feira (22), após deixar o SBT, na Anhanguera.

Ela foi vítima de assalto a mão armada, com direito a vidro do carro quebrado e revólver na cara.

Mesmo entregando tudo que tinha, em várias oportunidades, o bandido, segundo ela drogado, ameaçou matar a apresentadora.

Com informações da coluna de Flávio Ricco.

Alex Escobar apresenta "Esporte Espetacular" durante férias de Ivan Moré

7/23/2014 07:54:00 PM

Ivan Moré saiu de férias na Globo, deixando para o Alex Escobar o seu lugar no "Esporte Espetacular".

Já a partir de domingo e pelas próximas três semanas, ele é quem irá formar dupla com Glenda Kozlowski.

Com informações da coluna de Flávio Ricco.

"Arena SBT" não resiste a fracasso de audiência e chega ao fim

7/23/2014 07:48:00 PM

Durou apenas quatro meses a última tentativa do SBT de ter um programa esportivo. Mistura de humorístico com revista semanal de esportes, o Arena SBT não volta mais ao ar nem para se despedir. O programa de sábado (19) passado foi o último. Na faixa da meia-noite do próximo sábado (26), o SBT exibirá o telebarraco Caso Encerrado - Proibido, um Casos de Família mais pesado produzido pela rede hispânica Telemundo, dos Estados Unidos.

Com um time de radialistas e comentaristas esportivos, mais o humorista Alexandre Porpetone e a apresentadora Lívia Andrade, os dois últimos escalados por Silvio Santos, o Arena SBT era a esperança da emissora de emplacar um formato esportivo.

Mas a público das noites de sábado não fez questão de prestigiar o programa. Logo na estreia, o Arena derrubou a média do SBT, em torno de cinco pontos, para três. Em abril, migrou das 23h para o início das madrugadas, mas o ibope não passou de quatro pontos.

A continuidade do Arena SBT após a Copa do Mundo era dúvida desde o princípio. Longe da disputa do segundo lugar com a Record, o programa teve seu fim confirmado.

Com informações do site Notícias da TV.

SBT estuda possibilidade de transmitir Olimpíada de 2016

7/23/2014 07:42:00 PM

Globo, Bandeirantes e Record já confirmam a transmissão da Olimpíada, em 2016, no Rio.

O SBT ainda não. A sua direção pretende estudar melhor o assunto, saber se será viável ou não. Ficará a cargo do departamento comercial a última palavra.

Ao contrário das suas concorrentes, o SBT há muito tempo está afastado do esporte e não tem em suas fileiras profissionais especializados para tal.

Será necessário contratar. O problema é o que fazer com esse pessoal depois que a Olimpíada terminar? São as questões em jogo.

TV Brasil e Jogos Paralímpicos

A TV Brasil decidiu que, dependendo do preço a ser cobrado, quer transmitir os Jogos Paralímpicos de 2016.

Com informações da coluna de Flávio Ricco e do blog Radar Online.

Galvão Bueno revela à Veja que desistiu da aposentadoria; confira a entrevista

7/21/2014 07:21:00 PM
Crédito: Rede Globo/Divulgação

Desde 1974, o Brasil ouve Galvão Bueno narrar a Copa do Mundo. Foram onze até hoje. E, se depender dele, outras virão. O locutor esportivo chegou a anunciar que não narraria mais Mundiais, mas mudou de ideia e acaba de renovar contrato com a Rede Globo até 2019. Nesta entrevista, ele diz que a derrota épica do Brasil para a Alemanha e a perda do hexa em casa não abalam a mística do país do futebol e que não pode ser acusado de elogiar demais — seja a seleção, o Felipão ou o Neymar. “As pessoas esquecem que estou lá para animar o espetáculo.” Galvão Bueno recebeu VEJA para a conversa que se segue pouco antes de embarcar para a Alemanha, onde vai narrar o Grande Prêmio de Fórmula 1 deste fim de semana.

Derrotado em casa, humilhado pela Alemanha e ultrapassado pela Argentina — o Brasil ainda pode ser chamado de o país do futebol? Não há dúvida de que a derrota para a Alemanha foi humilhante e que fomos ultrapassados pela Argentina. Mas a mística da seleção não sofre impacto. O mundo todo ainda nos ama e nos vê como o país do futebol por tudo o que fizemos nestes quase 100 anos, pela maneira com que sempre jogamos. Quem teve Garrincha e Pelé? O que precisa ser feito é uma revisão de valores, para que se possa retomar o caminho certo. Não se pode confundir o desempenho de um time com a riqueza de uma história.

A reação à derrota para a Alemanha por 7 a 1 foi exagerada? O apresentador Luciano Huck, seu colega, chegou a dizer que aquilo foi o nosso 11 de Setembro.
Houve reações exageradas, sim. No caso do Luciano, eu falei na hora para ele: “Pois é, Luciano, são coisas diferentes. Lá as consequências foram outras”. Mas quem não erra na vida? Já falei um monte de bobagem. Nas eliminatórias da Copa de 1990, eu me atrapalhei e narrei um gol errado. E comecei a dar desculpas. No dia seguinte, o Armando Nogueira (jornalista esportivo morto em 2010) me chamou e disse: “Você perdeu a maior chance da sua vida de ter sido simpático com o telespectador e reconhecer o seu erro em vez de ficar dando desculpas”. Daquele dia em diante, cada vez que erro, e sei que errei, reconheço e peço desculpas.

O senhor foi acusado de ter elogiado o técnico Luiz Felipe Scolari durante todo o torneio e passado a criticá-lo para valer só depois do 7 a 1. Isso foi um erro? Desde o primeiro jogo desta Copa, o Casagrande, o Ronaldo e eu sempre fizemos críticas à forma como a seleção estava jogando. Eu disse, em alguns momentos, que o trabalho do Felipão era coerente. Mas em momento algum elogiamos a seleção nem dissemos que era uma maravilha. Entre as muitas coisas que aprendi com o Armando Nogueira é que devemos elogiar sem bajular e criticar sem ofender. Eu pauto a minha vida com base nisso. Nunca fiz uma crítica que carregasse ofensa pessoal. E nunca fiquei babando ovo para ninguém.

Mas no jogo contra Camarões, quando o Ronaldo criticou a seleção, o senhor perguntou se ele não estava sendo “exigente demais”. Você não pode esquecer que eu também tenho o papel de animador da brincadeira. Sou um vendedor de emoções que anda no fio da navalha. De um lado, tem a emoção que você tem de vender e, do outro, a realidade dos fatos. Na Copa do Mundo, mesmo que o time não tenha feito uma grande partida, tem a festa, todo aquele envolvimento das pessoas. Mas em momento algum nós dissemos que a seleção jogou um grande futebol. O que eu disse foi: a comissão técnica tomou um caminho na Copa das Confederações e acertou em cheio. Persistiu nesse caminho na Copa do Mundo e o trabalho não funcionou. O erro, pareceu-me, foi a falta de humildade de reconhecer que a Alemanha era melhor. E acabar jogando com pouca cautela.

Os jogadores brasileiros choram demais? Nunca vi uma seleção que chorasse tanto. Criou-se um clima um pouco exagerado em cima desta Copa no Brasil. Acho que isso tem a ver com essa coisa do hino cantado a capela. Era emocionante mesmo. Nas primeiras vezes que ouvi, fiquei com lágrimas nos olhos. Mas não precisava ser algo levado a um nível tão extremo. Tenho minhas dúvidas se isso não abalou o emocional do time. Houve um exagero na contusão do Neymar também, aquela coisa meio fúnebre, de levar a camisa dele no jogo contra a Alemanha. Tinha visto isso na Copa das Confederações, quando morreu o jogador de Camarões, em 2003. Pode ter prejudicado também. Fala-se muito em time de guerreiros, grupo de guerreiros, mas futebol é um esporte. O Brasil criou a fama do futebol dele com arte, não com um time de guerreiros. É um momento de retomada desse caminho.

Foi a Copa das Copas? Esse termo “Copa das Copas” é fruto de um interesse político que não me interessa nem me agrada. Mas foi uma Copa especial, disputada com intensidade, como poucas vezes eu vi. Teve a Colômbia, os Estados Unidos, a Costa Rica... Foi uma Copa de superações. A de 1982 talvez tenha sido, de todas de que participei, a mais fantástica, pelo time que o Brasil tinha, pelo fato de ter sido batido pela Itália. Esta foi uma Copa de muita emoção. Não vou dizer que tenha sido a mais bela ou a mais técnica.

Agora virou moda dizer que o futebol brasileiro precisa mudar. Quais as mudanças necessárias, na sua opinião? No que diz respeito à seleção, acho que deve existir um gestor, um sujeito com experiência e conhecimento do futebol internacional, que saiba como se trabalha na França, na Itália, na Espanha, no Brasil. É alguém para se preocupar menos com o dia a dia e mais com os caminhos a ser seguidos. Na minha opinião, ninguém está mais bem preparado neste momento para assumir essa tarefa do que o (ex-jogador) Leonardo. É um sujeito que fala cinco idiomas, foi campeão na França e na Itália e tem formação de técnico e gestor.

E, para o técnico, concorda com a tese de que ele deveria ser um estrangeiro? Não sou dessa linha. Primeiro, devemos pensar no caminho a tomar. Veja bem, eu sou um narrador e não tenho de opinar sobre nome de técnico. Cito alguns nomes agora, mas apenas como detentores de certas características, como o perfil adequado para o momento. Como técnico, você tem o Tite, o Muricy, o Abel Braga, o Luxemburgo, grandes nomes do Brasil. Vamos enfrentar uma eliminatória duríssima, talvez a mais difícil do futebol brasileiro, e por isso esse trabalho tem de ser muito bem pensado.

Sem mudanças no comando da CBF, o senhor acha possível darmos um salto como deu a Alemanha a partir da derrota na Eurocopa de 2000? Tem um presidente eleito, não vejo como mudar. Isso é uma coisa muito complicada de discutir e de responder numa frase. Tivemos, todo mundo sabe, uma série de problemas na gestão do Ricardo Teixeira, que foi excessivamente longa e deixou sombras que o obrigaram a renunciar. Mas foi uma gestão com várias conquistas esportivas. Seria muito melhor que elas tivessem acontecido sem as sombras. Está respondido? Não tenho poder de decisão sobre a CBF, mas gostaria, sim, que ela se modernizasse e se modificasse.

Nas redes sociais, o senhor ganhou o apelido de “Neymarzete”. Acha que exagera nos elogios ao jogador? Cada um fala o que quer, mas eu não concordo. Acho até que em certos momentos critiquei excessivamente o Neymar. Casagrande e eu temos a tese de que ele deve prender a bola na área, porque lá não vão cair em cima dele. Quando o Neymar prende a bola lá atrás, toma pancada o tempo todo. Agora, ele é a nossa estrela, é quem mais brilhava, e as pessoas não podem esquecer que eu estou lá para animar o espetáculo, para vender emoções. E, para aqueles que dizem que exagero, gostaria que ouvissem narrações de locutores de outros países. Sou até contido.

A atuação do Ronaldo como comentarista na Copa foi bastante criticada. Como o senhor a avalia? Essa reação é absolutamente normal. Quando o Pelé começou a trabalhar com a gente, nos anos 80, as pessoas esperavam que ele pegasse o microfone e desse o show que dava como jogador. Com o Ronaldo é a mesma coisa. Ele foi um dos maiores atacantes da história do futebol mundial. Daí, as pessoas imaginam que, como comentarista, ele vai pegar o microfone e se sair como Frank Sinatra. Não é assim, são coisas diferentes. No início da Copa, ele foi, entre nós, o primeiro a criticar a seleção de forma mais incisiva.

E a Patricia Poeta, com quem o senhor fez dupla? Ela teve um papel difícil, substituir o que a Fátima Bernardes fez em Mundiais anteriores, quando conseguiu uma empatia forte com jogadores, telespectadores. Ela foi muitíssimo bem. Preparou-se intensamente para ter domínio sobre o assunto e conseguimos fazer um contraponto da notícia com a opinião. Por isso, inclusive, o nosso espaço no telejornal foi aumentando. Ontem fui lá dar um abraço no William Bonner, porque o editor-chefe do jornal, quem pagina o jornal, é ele. E o Bonner nos deu espaço, incentivou-nos o tempo todo.

O senhor está para lançar um livro de memórias... Nestes quarenta anos de carreira convivi com todos os grandes personagens do esporte brasileiro. Então, conto minhas histórias com Pelé, Ayrton Senna, Nelson Piquet, Fittipaldi, Rivellino, Zico.

O senhor vai revelar alguma coisa sobre esses jogadores famosos ou sobre o piloto Ayrton Senna que até hoje ninguém ficou sabendo? O Ayrton tinha aquela cara de bonzinho, mas era muito sacana. Ele tem duas comigo que não se faz. Uma vez, fomos embarcar para Miami e ele prendeu três cadeados nas passadeiras da minha calça, sem que eu percebesse. Evidentemente, eu fui barrado no raio X. E eu dizia: “Mas como vou tirar isso daqui se não tenho a chave?”. E o Ayrton falava para o americano do controle que estava me barrando: “Ele é maluco, não deixa esse louco entrar no avião”. A outra vez foi no avião para o Japão. Tirei o paletó e a camisa, fiquei de camiseta, e deixei lá. Quando fui me vestir, minha camisa estava sem gola, sem botão e sem punho, que ele tinha cortado. Desci num calor danado e todo tapado com o paletó, e o Ayrton dizia para o japonês da imigração: “Manda ele tirar o paletó que você vai perceber que ele não pode entrar no país porque é maluco”.

Um jornalista sueco disse que, em uma entrevista no começo do mês, o senhor teria afirmado que era tão famoso quanto Bono Vox. Acha mesmo isso? Não falei aquilo em hipótese alguma. Esse rapaz escreveu um livro. Eu concordei em dar uma longa entrevista a ele. Foi ele quem ficou impressionado com o assédio em torno de mim. Isso é uma coisa que veio dele. Nem li o livro ainda. Não sou idiota de falar isso, de me comparar com quem quer que seja do tamanho de um Bono Vox. Se tivesse dito isso que ele me atribui, eu mesmo seria o primeiro a me considerar um idiota total.

Em uma entrevista a VEJA em 2010, o senhor disse que a Copa de 2014 seria a sua última. Agora, renovou contrato com a TV Globo até 2019. Desistiu de se aposentar? O que eu disse foi que não me via fazendo outra Copa do Mundo fora do Brasil. E naquele momento não me via mesmo. Mas a vida é dinâmica. Não se esqueça de que nós tivemos uma mudança de gestão na Rede Globo, muito relacionada à minha área. Eu me sinto extremamente feliz hoje trabalhando. É um novo desafio. Fo­ram-me propostas coisas novas. Cheguei à conclusão de que é o que eu gosto de fazer, o que sei fazer, é onde eu realmente me realizo. E tem uma história de quarenta anos. Enquanto me sentir bem, com saúde e em condições de fazer o trabalho, e a Globo entender que eu sou importante nesse trabalho, vou ficar. Tenho contrato até depois da Copa de 2018. Então, respondendo à sua pergunta, voltei atrás, sim. Não tenho motivos para parar agora. Então, por que parar?

COM INFORMAÇÕES DA VEJA ONLINE.

Audiência do FOX Sports cresce 70% durante a Copa do Mundo

7/21/2014 06:56:00 PM

Ao todo, o mundial completou 32 dias, 32 seleções e 736 jogadores que defenderam suas seleções na Copa do Mundo da FIFA de 2014. O FOX Sports acompanhou a grandiosidade do evento, transmitiu todos os jogos ao vivo, e trouxe novidades e números para a cobertura do Mundial.

Desde de seu lançamento, o FOX Sports está consolidado em 2° lugar* entre os canais esportivos de payTV. No primeiro semestre desse ano, entre maio e junho, o FOX Sports cresceu 70% em seu principal target**, e no período da Copa 22 jogos alcançaram a vice-liderança absoluta. Mais de 9 milhões de telespectadores*** ficaram ligados na tela do FOX Sports durante a Copa do Mundo da FIFA 2014.
O canal realizou mais de 780 horas de transmissões ao vivo, colocou três novos programas no ar dedicados especialmente para o Mundial: "Bom Dia", "Boa Tarde" e "Boa Noite", que foram ao ar desde o dia 26 de maio até 13 de julho, e juntos, os três programas receberam 122 convidados. O "Boa Tarde" foi o primeiro programa a ser transmitido ao vivo do IBC.

Com todos os destaques da competição, Paulo Roberto Falcão fez sua estreia como apresentador e levou ao estúdio do "Boa Noite" 43 convidados, entre eles, nomes conhecidos e consagrados do universo esportivo como: os treinadores Tite e Levir Culpi, os ex-jogadores Zico, Dadá Maravilha, Juninho Paulista e o búlgaro Hirsto Stoichkov, e também os jogadores, Rafinha, que joga pelo Bayern de Munique, da Alemanha, e Philippe Coutinho, que atua pelo Liverpool, da Inglaterra. Além disso, o programa Central FOX foi reformulado, e José Ilan e Marina Ferrari levaram todos os detalhes, de dentro e fora do campo, para a versão especial "Central FOX Mundial".

Com mais de 300 profissionais envolvidos na cobertura, o canal enviou para cada uma das 12 cidades sedes do evento uma equipe especial, contou também com a novidade da "tela em L", informação, interatividade e agilidade em uma só tela, com todo o conteúdo produzido pela redação do canal. O estúdio móvel, com participação de Ricardo Martins e Letícia Wiermann, também foi destaque na cobertura, com roteiro itinerante o estúdio percorreu pelas maiores cidades sedes do evento, São Paulo e Rio de Janeiro.

O canal FOX Sports 2 inovou com sua transmissão cômica. Paulo Bonfá comandou o time de narradores e comentaristas que realizaram as narrações de forma irreverente e informal, levando aos telespectadores risadas e informação. O segundo canal recebeu mais de 100 convidados, a grande maioria do universo da comédia como Fábio Rabin, Rafael Cortez, Danilo Gentili e o apresentador Roberto Justus.
Os dois canais levaram, juntos, para o telespectador mais de 870 horas de transmissão ao vivo, 230 convidados em sua programação e ousou ao inovar nas transmissões. Os canais FOX Sports dedicaram toda sua programação para a melhor cobertura da Copa do Mundo da FIFA 2014 mantendo a vice-liderança entre os canais esportivos do Brasil!

Com informações da assessoria de imprensa do FOX Sports.

Globo marca apenas 14 pontos em SP com Vitória x Corinthians

7/21/2014 03:19:00 PM

O empate com o Vitória em 0 a 0 apresentou a pior audiência do Corinthians no Campeonato Brasileiro 2014. Segundo o Ibope, foram 20 pontos e 42% de participação na soma das duas emissoras que o televisionaram. A Globo anotou 14 pontos (30% de share), enquanto a Bandeirantes, seis (12% de share).

Todas as outras partidas transmitidas do clube paulista haviam obtido índices superiores. O empate com o Atlético-MG em 0 a 0 registrou 21 pontos (47% de share). Já o empate com o São Paulo em 1 a 1 (53% de share) e a derrota para o Figueirense por 1 a 0 (49% de share) cravaram 25 cada. Por fim, a vitória sobre o Sport Recife por 4 a 1 anotou 23 (42% de share).

De quebra, o Corinthians viu seus números serem idênticos aos do arquirrival Palmeiras, dono da pior média de audiência entre os paulistas. A equipe do Parque Antarctica teve apenas dois jogos transmitidos: derrota para o Flamengo por 4 a 2 (40% de share) e empate com o Grêmio em 0 a 0 (37% de share). Em ambos, marcou os mesmos 20 pontos.

Realizado no último domingo (20), no estádio do Barradão, em Salvador, o empate entre Corinthians e Vitória levou a Globo à liderança no horário (16 às 18h), seguida por Record e SBT, com oito pontos cada. Por sua vez, a Bandeirantes ocupou apenas a quarta colocação nesta faixa.

De acordo com a pontuação do Ibope, cada ponto é equivalente a 61.952 domicílios sintonizados. Os dados de medição compreendem apenas a audiência da região metropolitana de São Paulo, referência para o mercado publicitário.

Com informações do site Máquina do Esporte.

Ricardo Rocha pretende seguir a carreira de comentarista

7/20/2014 12:48:00 PM

Ricardo Rocha adorou a experiência de ser comentarista no SporTV durante a Copa do Mundo e pelo jeito a emissora também gostou do desempenho do ex-zagueiro da seleção brasileira. Ele conta que recebeu proposta para continuar e situação deve ser definida na próxima semana. Empolgado, conta que se a negociação der certo vai fazer aulas de vídeo.

O ex-jogador revela que fez somente uma e ela ocorreu dois dias antes de estreiar na frente das câmeras. Em caso de a experiência virar emprego Ricardo Rocha também estará mais ambientado à rotina da televisão. O ritmo puxado foi uma surpresa. “Fiz a semi final em Brasília e cheguei no hotel às 22h. Acordei às 5h para fechar a conta, pegar o voo para o Rio e assim que cheguei, às 9h30, me colocaram num carro para eu já trabalhar na cobertura da final”.

Mesmo com o cotidiano frenético o ex-jogador achou ótimo ser comentarista. Conhecer pessoas de um meio novo ajudou a fazer da experiência algo positivo. Também contribuiu a recepção do público nos estádios, que acenavam, tiravam fotos e gritavam o nome do ex-zagueiro. Em Recife, cidade natal, a sensação foi especial.

Ele diz que estranhou os horários de chegada ao estádio, muito distintos dos tempos de boleiro. “As vezes o jogo começava às 17h e estávamos no gramado às 10h30 para fazer a primeira entrada ao vivo”. Com uma rotina tão longa Ricardo Rocha ficou dias sem aparecer em casa. Também não era possível manter o contato que gostaria com a família e a consequência deste período ausente apareceu no vídeo.

Durante um comentário em que fazia uma espécie de balanço da Copa, o ex-zagueiro chorou quando citou o filho Pedro Lucas de seis anos. “Fiquei fora de casa 17 dias. Cheguei em casa e meu filho queria me mostrar uma coisa. Cantou o hino com a mão no ombro (de outra pessoa) igual aos jogadores entrando em campo. Ele não sabia o hino e pediu para ensinarem só de ver as pessoas cantando a capela”.

Ricardo Rocha não sente qualquer embaraço ao falar do episódio. O ex-zagueiro conta que recebeu a orientação de ser ele mesmo. Ele participou de uma única sessão de 40 minutos com a fonoaudióloga em que ouviu dicas de como se portar na frente da câmera, o que fazer e o que não fazer.

Também foram exibidas imagens de aparições dele na televisão e indicações do que funcionava no vídeo. Das pessoas responsáveis pela contratação, ouviu algo que agradou muito. “Falei: serei eu mesmo e a resposta foi que era por este motivo que estavam me chamando”.

O ex-zagueiro é bastante grato a Edinho, antigo companheiro de seleção e que está a mais tempo na função de comentarista. Ricardo Rocha diz que recebeu muitas dicas isto ajudou na ambientação. Ele admite que estava nervoso na primeira aparição na televisão e não esquece os colegas da transmissão: Jader Rocha e Carlos Eduardo Lino. Feliz com o resultado, é possível que a Copa seja o primeiro passo de uma nova carreira.

Com informações do UOL Esporte.

ESPN Brasil aumenta mais que o dobro de audiência no primeiro semestre de 2014

7/20/2014 12:33:00 PM

A audiência da ESPN Brasil cresceu 145% no primeiro semestre de 2014 – de 1º de janeiro a 30 de junho.

Com este resultado ficou em segundo lugar entre os canais esportivos, atrás apenas do SporTV.

Com informações da coluna de Flávio Ricco.

"Arena SBT" pode estar com os dias contados após fracassos de audiência

7/20/2014 12:24:00 PM

A direção do SBT precisa definir qual é a real situação do esportivo "Arena", exibido nas noites de sábado. Se para ou continua.

De oficial não existe nada, mas internamente se dá como certo o seu fim. A última gravação já aconteceu neste climão.

Com informações da coluna de Flávio Ricco.

Programas esportivos da Band serão reprisados no BandSports

7/20/2014 12:16:00 PM

O programa "Jogo Aberto", da Renata Fan, que a Band aberta apresenta diariamente a partir das 11 da manhã, terá uma reprise na faixa da tarde do BandSports.

E o mesmo vai acontecer com "Os Donos da Bola", uma edição nacional, compilando tudo que foi levado ao ar nos programas locais, na hora do almoço.

Com informações da coluna de Flávio Ricco.

Fás de Fórmula 1 reclamam de transmissão reduzida do treino na Globo

7/19/2014 02:38:00 PM

Detentora dos direitos de transmissão da Fórmula 1 no Brasil, a TV Globo decidiu não passar o treino oficial na íntegra neste sábado. Para acompanhar a sessão que definiu o grid de largada do GP da Alemanha, o fã precisou recorrer à TV por assinatura. O Sportv, canal que pertence às Organizações Globo, exibiu o treino em sua totalidade.

Galvão Bueno voltou ao ar depois da Copa do Mundo e entrou no ar na metade da segunda parte do treino oficial, destacando o acidente que o inglês Lewis Hamilton sofreu no Q1. Apesar disso, em momento algum fez referência à transmissão parcial da emissora.

A mudança chamou a atenção dos fãs da categoria na internet. Alguns criticaram a “elitização” da Fórmula no 1 no Brasil. “Quer dizer que a Rede Globo só vai transmitir parte do treino da F1 a partir de hoje? Uma pena para os que são fãs e não possui o SporTV” lamentou um internauta. “O Sportv anuncia que a classificação será permanente no canal, ou seja, a Rede Globo vai parar de passá-los. É a F1 elitizada no Brasil”, reclamou outro fã.

Por outro lado, a equipe de transmissão do Sportv, composta pelo narrador Sérgio Maurício, o comentarista Lito Cavalcanti e o automobilista Max Wilson foi elogiada.
“Show de informação, como sempre, na transmissão do treino. Enquanto na Globo não fala nada de importante”, disse um telespectador.

Embora esteja em baixa, a audiência da Fórmula 1 no Brasil ainda é a maior do mundo. Relatório da FOM, entidade que gerencia a categoria, divulgado no fim do ano passado mostrava que a competição tinha cerca de 77 milhões de telespectadores no país.

Correndo em casa, o alemão Nico Rosberg, da Mercedes, conseguiu sua quinta pole position no ano e largará à frente de Bottas e Massa, ambos da Williams. A corrida está marcada para domingo, às 9h (horário de Brasília).

Com informações do UOL Esporte.

Após sucesso na Copa, Larissa Erthal deve permanecer na Band Rio

7/19/2014 02:29:00 PM
Foto:Divulgação/Band

Não foram poucos os pedidos em redes sociais para que Larissa Erthal permanecesse na programação de rede, da Bandeirantes, após passagem pelo "Band na Copa". Causou.

Só que ainda não tem nada certo sobre sua mudança do Rio de Janeiro, onde comanda o "Jogo aberto" local, para São Paulo.

Com informações da coluna de Flávio Ricco.

Transmissões esportivas da TV (20/07)

7/18/2014 09:58:00 PM

4:25 - Velocidade, GP3: segundo GP da Alemanha - SPORTV
5:35 - Velocidade, GP2: segundo GP da Alemanha - SPORTV
6:45 - Velocidade, Supercopa Porsche: etapa da Alemanha - SPORTV
7:00 - Golfe, The Open Championship: última rodada - ESPN e WATCH ESPN (Internet)
8:15 - Vôlei de Praia, Circuito Mundial: finais de etapa a confirmar - SPORTV2
9:00 - Velocidade, Fórmula 1: GP da Alemanha - GLOBO
9:00 - Tênis, WTA de Bastad: final - BANDSPORTS
9:00 - Hipismo, Chio Aachen: Grand Prix - SPORTV2
9:30 - Vôlei de Praia, Circuito Mundial: finais de etapa a confirmar - SPORTV
10:00 - Tênis, ATP de Hamburgo: final - SPORTS+
10:00 - Ciclismo, Tour de France: décima quinta etapa - ESPN+ e WATCH ESPN (Internet)
12:30 - Vôlei, Liga Mundial: terceiro lugar - SPORTV
13:00 - Velocidade, Fórmula Truck: etapa de Cascavel - BAND
13:00 - Judô, Desafio Internacional: Brasil x Cuba - SPORTV2
14:00 - Futebol, Taça de Honra: terceiro lugar - ESPN+
14:15 - Atletismo, Torneio de Londres: várias provas - SPORTV2
15:30 - Vôlei, Liga Mundial: final - SPORTV
16:00 - Futebol, Campeonato Brasileiro: Internacional x Flamengo - GLOBO (RJ, RS - exceto Porto Alegre -, Salvador e parte da rede), BAND (RJ, BA e parte da rede) e PREMIERE
16:00 - Futebol, Campeonato Brasileiro: Vitória x Corinthians - GLOBO (SP, BA - exceto Salvador -, Porto Alegre e parte da rede), BAND (SP, RS e parte da rede) e PREMIERE
16:00 - Futebol, Campeonato Brasileiro: Palmeiras x Cruzeiro - GLOBO MINAS (MG) e PREMIERE
16:30 - Futebol, Taça de Honra: final - ESPN
16:30 - Velocidade, Fórmula Indy: segundo GP de Toronto - BANDSPORTS
18:30 - Futebol, Campeonato Brasileiro: Fluminense x Santos - SPORTV (RJ assiste no Premiere)
18:30 - Futebol, Campeonato Brasileiro: Atlético Paranaense x Criciúma - PREMIERE
18:30 - Futebol, Campeonato Brasileiro: Goiás x Sport - PREMIERE
19:00 - Futebol, Campeonato Brasileiro Série C: Mogi Mirim x Guarani - TV BRASIL
19:00 - Futebol, Campeonato Brasileiro Série C: Cuiabá x Paysandu - ESPORTE INTERATIVO
19:00 - Futebol, Copa Euroamericana: Atlético Júnior x Monaco - BANDSPORTS
21:00 - Beisebol, MLB: Saint Louis Cardinals x Los Angeles Dodgers - ESPN e WATCH ESPN (Internet)

Transmissões esportivas da TV (19/07)

7/18/2014 09:56:00 PM

6:00 - Velocidade, Fórmula 1: treino livre do GP da Alemanha - SPORTV
6:35 - Rúgbi, Super Rugby: Brumbies x Chiefs - ESPN+ e WATCH ESPN (Internet)
8:00 - Tênis, WTA de Bastad: duas semifinais - BANDSPORTS
8:00 - Golfe, The Open Championship: terceira rodada - ESPN e WATCH ESPN (Internet)
8:30 - Tênis, a confirmar: semifinal - FOX SPORTS 2
9:00 - Velocidade, Fórmula 1: treino oficial do GP da Alemanha - SPORTV (às 9:40 também na Globo)
10:00 - Ciclismo, Tour de France: décima quarta etapa - ESPN+ e WATCH ESPN (Internet)
10:30 - Tênis, ATP de Hamburgo: semifinais - SPORTS+
10:40 - Velocidade, GP2: primeiro GP de Alemanha - SPORTV2
12:00 - Futebol, Amistoso: Valencia x Nuremberg - ESPN BRASIL
12:20 - Velocidade, GP3: primeiro GP da Alemanha - SPORTV2
12:30 - Vôlei, Liga Mundial: primeira semifinal - SPORTV
13:30 - MMA, UFC Irlanda: Diego Brandão x Conor McGregor - COMBATE
13:30 - Radicais, X-Fighters: etapa de Munique - SPORTV2
14:30 - Atletismo, Torneio de Madrid: várias provas - SPORTV3
14:30 - Futebol Americano, LFL: Baltimore Charm x Toledo Crush - BANDSPORTS (gravado)
15:30 - Vôlei, Liga Mundial: segunda semifinal - SPORTV
16:00 - Futebol, Campeonato Brasileiro Série C: São Caetano x Tupi - SPORTV2
16:20 - Futebol, Campeonato Brasileiro Série B: Vasco x América de Natal - REDETV! (menos RJ), INTER TV CABUGI (RN) e PREMIERE
16:20 - Futebol, Campeonato Brasileiro Série B: Vila Nova x Santa Cruz - GLOBO NORDESTE (PE) e PREMIERE
16:20 - Futebol, Campeonato Brasileiro Série B: Ceará x Icasa - PREMIERE
16:20 - Futebol, Campeonato Brasileiro Série B: Luverdense x Atlético Goianiense - PREMIERE
16:30 - Futebol, Copa da Argentina: Estudiantes x Douglas Haig - ESPN
16:30 - Velocidade, Fórmula Indy: primeiro GP de Toronto - BAND e BANDSPORTS
16:30 - Basquete, WNBA: Jogo das Estrelas - ESPN+ e WATCH ESPN (Internet)
17:00 - Futebol, Amistoso: Seattle Sounders x Tottenham - ESPN BRASIL
17:00 - Beisebol, MLB: Los Angeles Dodgers x Saint Louis Cardinals - FOX SPORTS 2
18:30 - Futebol, Campeonato Brasileiro: Atlético Mineiro x Bahia - SPORTV (MG assiste no Premiere)
18:30 - Futebol, Campeonato Brasileiro: São Paulo x Chapecoense - PREMIERE
18:30 - Futebol, Campeonato Brasileiro: Figueirense x Grêmio - PREMIERE
19:00 - Futebol, Campeonato Brasileiro Série C: Treze x Fortaleza - TV BRASIL e ESPORTE INTERATIVO
19:00 - Futebol, Copa Paulista: Red Bull Brasil x Paulista - REDE VIDA
19:00 - Futebol, Campeonato Mexicano: Cruz Azul x Pachuca - ESPN+
19:00 - Futebol, MLS: Sporting Kansas x Los Angeles Galaxy - ESPN e WATCH ESPN (Internet)
21:00 - Futebol, Campeonato Brasileiro: Botafogo x Coritiba - PREMIERE
21:00 - Futebol, Campeonato Brasileiro Série B: Náutico x Boa Esporte - PREMIERE
21:00 - Futebol, Campeonato Brasileiro Série B: Bragantino x Sampaio Corrêa - PREMIERE
21:30 - Futsal, Liga Futsal: ACBF x São Paulo - SPORTV2
21:30 - Velocidade, Nascar Nationwide Series: etapa de Chicago - FOX SPORTS 2
21:30 - MMA, Jungle Fight: várias lutas - SPORTV e COMBATE
1:00 - Rugby League, NRL: Knights x Titans - SPORTS+

Confira a escala das transmissões de Globo, SporTV e Premiere neste fim de semana

7/18/2014 07:21:00 PM

As transmissões abaixo referem-se aos canais TV Globo (e suas afiliadas), SporTV e Premiere e estão no horário de Brasília.

SEXTA-FEIRA, 18

Série B do Campeonato Brasileiro


19h30 – ABC x Joinville
Transmissão: SporTV (menos RN) e PFC (com Rodrigo Raposo e Marquinhos)

19h30 – Portuguesa x Paraná
Transmissão: Premiere e Premiere HD (com Reinaldo Porto e Rivelino Teixeira)

19h30 – América-MG x Oeste
Transmissão: Premiere (com Jaime Junior e Raphael Rezende)

21h50 – Avaí x Ponte Preta
Transmissão: SporTV (menos SC) e PFC (com André Lino e Paulinho Criciúma)

Amistoso Internacional

14h – PSG x Red Bull Leipzig
Transmissão: SporTV 2 (com Eusébio Resende e Teixeira Heizer)

SÁBADO, 19

Série A do Campeonato Brasileiro


18h30 – Atlético-MG x Bahia
Transmissão: SporTV (menos MG) e PFC (com Odinei Ribeiro e Wagner Vilaron)

18h30 – São Paulo x Chapecoense
Transmissão: Premiere e PFC HD (com Jota Jr e William Machado)

18h30 – Figueirense x Grêmio
Transmissão: Premiere (com André Lino e Mário Marcos)

21h – Botafogo x Coritiba
Transmissão: Premiere, PFC e PFC HD (com Eduardo Moreno e Lédio Carmona)

Série B do Campeonato Brasileiro

16h20 – Vasco x América-RN
Transmissão: TV Globo para RN (com Danilo Ribeiro, Domingos Sávio e Augusto César Gomes) e Premiere, PFC e PFC HD (com Daniel Pereira e Carlos Eduardo Lino)

16h20 – Vila Nova x Santa Cruz
Transmissão: TV Globo para PE (com Rembrandt Junior, Chiquinho e Wilson Souza) e Premiere (com Victor Roriz e Kleber Guerra)

16h20 – Luverdense x Atético-GO
Transmissão: Premiere (com Andersen Navarro e Ruiter Carvalho)

16h20 – Ceará x Icasa
Transmissão: Premiere (com Fabio Pizzato e Paulo Cesar Norões)

21h – Náutico x Boa Esporte
Transmissão: Premiere e Premiere HD (com Rodrigo Raposo e Marquinhos)

21h – Bragantino x Sampaio Corrêa
Transmissão: Premiere (com Osvaldo Luis e Renato Leal)

Série C do Campeonato Brasileiro

16h – São Caetano x Tupi
Transmissão: SporTV 2 (com Henrique Guidi e Rivelino Teixeira)

DOMINGO, 20

Série A do Campeonato Brasileiro


16h – Internacional x Flamengo
Transmissão: TV Globo para RJ, ES, GO, TO, MS, MT, BA, AL, PE, PB, RN, CE, PI, MA, PA, AM, RO, AC, RR, AP, DF, RS (menos Porto Alegre), SC, PR (menos Londrina, Maringá e Paranavaí) e MG (Juiz de Fora) e Premiere e PFC HD (com Luiz Alano e Batista)

16h – Palmeiras x Cruzeiro
Transmissão: TV Globo para MG (menos Juiz de Fora) e Premiere, PFC HD e PFCI (com Jorge Vinicius e Luiz Ademar)

16h – Vitória x Corinthians
Transmissão: TV Globo para SP, SE, RS (Porto Alegre) e PR (Londrina, Maringá e Paranavaí) e Premiere (com Thiago Mastroianni e Ivan Andrade)

18h30 – Fluminense x Santos
Transmissão: SporTV (menos RJ) e Premiere (com Luiz Carlos Júnior e Roger Flores)

18h30 – Atlético-PR x Criciúma
Transmissão: Premiere e Premiere HD (com Luiz Augusto Xavier e Edson Militão)

18h30 – Goiás x Sport
Transmissão: Premiere e PFCI (com Cesar Resende e Claudio Rabelo)

Com informações do site Globoesporte.com.

Datena estreia programa na Rádio Bradesco Esportes

7/18/2014 07:10:00 PM
Foto: Reprodução/Twitter

A Bradesco Esportes FM 94.1 (São Paulo) e FM 91.1 (Rio de Janeiro) traz José Luiz Datena para comandar o programa "Nossa Área Com Datena", depois de uma grande atuação como narrador esportivo na Copa do Mundo na Band e no canal Bandsports.

A partir das 11h da próxima segunda-feira, dia 21, o público poderá conferir as principais notícias esportivas do dia e entrevistas com personalidades da área. Além disso, o ouvinte terá espaço no programa para discutir sobre seu esporte favorito com o apresentador. Datena, que começou a sua carreia jornalística no rádio, fala da expectativa em voltar a trabalhar neste veículo de comunicação, que está longe desde março de 2013. "Estou muito feliz em voltar ao rádio. E muito feliz com a oportunidade de interagir com o público. Muitas vezes, a opinião de um ouvinte é mais interessante que a do próprio apresentador", comenta.

A Bradesco Esportes FM já se prepara para cobrir as Olimpíadas no Rio de Janeiro em 2016 e planeja novidades para os ouvintes neste segundo semestre de 2014.

O "Nossa Área com Datena" será transmitido ao vivo de segunda a sexta-feira das 11h às 12h.

Com informações da assessoria de imprensa do Grupo Bandeirantes.

Band e Bandsports transmitirão a Copa Euroamericana

7/18/2014 06:43:00 PM

O canal Bandsports transmite ao vivo a Copa Euroamericana de futebol, torneio amistoso que será disputado entre os dias 20 de julho e 2 de agosto com a participação de 13 times dos dois continentes.

O representante brasileiro na segunda edição do evento será o Palmeiras, que enfrentará a Fiorentina, da Itália, no próximo dia 30, em São Paulo, às 21h, no Estádio do Pacaembu.

A partida faz parte das comemorações do centenário do clube paulista e também será exibida pela Band aberta.

O primeiro dos nove jogos da competição será realizado às 19h deste domingo (20), na cidade de Barranquilla, na Colômbia, onde a equipe do Junior recebe o Mônaco, da França.

Organizada pela Directv, a Copa Euroamericana terá sempre um duelo entre uma equipe da América e outra da Europa. Cada jogo vale um ponto – em caso de empate, será decidido nos pênaltis.

Ao final, o continente que tiver a maior pontuação ficará com o troféu da competição. No ano passado, os europeus levaram a melhor e venceram os sul-americanos por 6 a 2 no placar geral.

Confira abaixo a programação da Copa Euroamericana, com transmissão do canal de todos os esportes:

Domingo, dia 20, às 19h: Junior (Colômbia) x Mônaco (França), em Barranquilla
Quarta, dia 23 às 21h: Atlético Nacional (Colômbia) x Mônaco, em Miami
Sábado, dia 26, às 15h: Estudiantes x Fiorentina, em La Plata (ARG)
Sábado, dia 26, às, às 19h: Alianza (Peru) x Valência (Espanha), em Lima
Domingo, dia 27, às 20h: Earthquakes x Atletico Madrid, em San Francisco (EUA)
Terça, dia 29, às 21h: Univ. Católica (Chile) x Valência, em Santiago
Quarta, dia 30, às 19h: América (Mexico) x Atletico Madrid, na Cidade do México
Quarta, dia 30, às 21h, Palmeiras x Fiorentina, em São Paulo
Sábado, dia 02/08, às 19h: Universitário (Peru) x Fiorentina, em Lima

Com informações do site Bandsports.com.br.

Criciúma x Fluminense rende 17 pontos à Globo no Rio

7/17/2014 05:49:00 PM

A derrota do Fluminense para o Criciúma por 3 a 2 registrou a pior audiência do Campeonato Brasileiro 2014 às quartas-feiras. A partida totalizou 18 pontos e 36% de participação na soma das duas emissoras que a televisionaram.

Tanto Globo quanto Bandeirantes exibiram a atração para o estado do Rio de Janeiro. Segundo o Ibope, a primeira contabilizou 17 pontos (33% de share), enquanto a segunda, apenas um (3% de share). Foi a pior pontuação de ambas com a competição neste dia da semana.

No total, os números também deixaram a desejar. Todos os três jogos até o momento apresentaram índices superiores. Transmitida apenas pela Globo, a derrota do Botafogo para o Goiás por 2 a 0 anotou 19 pontos (34% de share). Já a derrota do Botafogo para o Grêmio por 2 a 1 marcou 20 (37% de share). Por fim, a derrota do Fluminense para o Atlético-MG por 2 a 0 somou 21 (39% de share).

A Globo liderou o horário do triunfo da equipe catarinense, das 22h à 0h. A vice-liderança foi dividida entre SBT (16% de share) e Record (15% de share), com oito pontos cada. Por sua vez, a Bandeirantes foi a quarta.

De acordo com a pontuação do Ibope, cada ponto é equivalente a 38.621 domicílios sintonizados no Rio de Janeiro. Os dados de medição compreendem apenas a audiência da região metropolitana do território fluminense.

Com informações do site Máquina do Esporte.

Globo marca 18 pontos de audiência em SP com Bahia x São Paulo

7/17/2014 05:45:00 PM

A vitória do São Paulo sobre o Bahia por 2 a 0 apresentou a mesma audiência das outras partidas do clube paulista no Campeonato Brasileiro 2014 às quartas-feiras. Foram 22 pontos e 41% de participação na soma das duas emissoras que a transmitiram.

Disputado na última quarta-feira (16), na Itaipava Arena Fonte Nova, em Salvador, o jogo rendeu 18 pontos (34% de share) à Globo e apenas quatro (7% de share) à Bandeirantes, segundo o Ibope. Ambas televisionaram o confronto para todo o estado de São Paulo.

Somente duelos da equipe do Morumbi foram exibidos às quartas-feiras. Foram apenas dois, na verdade. E ambos registraram a mesma audiência. A derrota para o Fluminense por 5 a 2 e o empate com o Atlético-PR em 2 a 2 também anotaram 22 pontos. A diferença é que o primeiro jogo cravou 40% de share, enquanto o segundo marcou 42%.

Válido pela décima rodada da principal competição do futebol brasileiro, o triunfo do São levou a Globo à liderança no horário (22h à 0h), seguida por SBT (16% de share) e Record (15% de share), com oito pontos cada. Já a Bandeirantes ocupou a quarta colocação nesta faixa.

De acordo com a pontuação do Ibope, cada ponto é equivalente a 61.952 domicílios sintonizados. Os dados de medição compreendem apenas a audiência da região metropolitana de São Paulo, referência para o mercado publicitário.

Com informações do site Máquina do Esporte.

Globo prioriza desenho e não vai exibir treino da Fórmula 1 na íntegra

7/17/2014 05:29:00 PM

A TV Globo não transmitirá o treino classificatório para GP da Alemanha de Fórmula 1 na íntegra, no próximo sábado. A emissora publicou sua grade de programação, e nela consta apenas a exibição do Q3, a parte final da sessão que define o pole position apenas entre os dez primeiros classificados nas tomadas de tempo anteriores e dura 12 minutos.

No lugar da Fórmula 1, a emissora optou por estender a exibição da TV Globinho, programa de desenhos animados infantis que começa por volta de 8h20. A F1 só começa na Globo, de acordo com a programação divulgada, às 9h48 (horário de Brasília). A sessão terá a volta de Galvão Bueno à narração da categoria, após a Copa do Mundo. No período do Mundial de futebol, Sergio Maurício, do Sportv, ficou no comando dos GPs da Áustria e da Inglaterra na Globo.

Para o fã de automobilismo que quiser assistir a toda a sessão, a única opção vai ficar na TV por assinatura. O Sportv, canal esportivo que pertence às Organizações Globo e normalmente transmite os treinos livres da Fórmula 1, vai exibir o treino classificatório do GP da Alemanha a partir das 9h.

Esse expediente de exibição pelo Sportv já foi usado em corridas nas quais o horário coincidia com outros eventos, como partidas de futebol do Campeonato Brasileiro no período da tarde, casos dos GPs dos EUA em 2012 e 2013, ou em casos como a visita do Papa Francisco ao Brasil, que acabou impedindo a exibição do GP da Hungria do ano passado, mas essa é a primeira vez que a Globo “racha” uma sessão com o canal fechado.

Embora esteja em baixa, a audiência da Fórmula 1 no Brasil ainda é a maior do mundo. Relatório da FOM, entidade que gerencia a categoria, divulgado no fim do ano passado mostrava que a competição tinha cerca de 77 milhões de telespectadores no país.

O Brasil não tem um título mundial na Fórmula 1 desde 1991, há 23 anos, quando Ayrton Senna conquistou o tricampeonato no Japão. Desde a morte do piloto, em 1994, apenas Felipe Massa brigou pelo título até o fim de uma temporada ao ficar apenas um ponto atrás do campeão Lewis Hamilton em 2008.

Com informações do UOL Esporte.

Novo programa "Esporte no Ar" estreia no Esporte Interativo

7/17/2014 05:23:00 PM
Foto: Reprodução/ Facebook

Nesta segunda-feira (21) o canal Esporte Interativo estreia o seu primeiro programa ao vivo no horário do almoço. O novo programa se chama "Esporte no Ar" e será exibido de segunda à sexta-feira às 11h da manhã.

A atração, comandada por Alexandre Gimenes e Melissa Garcia vai trazer diariamente as principais notícias do mundo dos esportes e cobrir os treinamentos dos grandes clubes.

Da redação do Mídia Esporte.

Sandro Gama assume apresentação do programa "Os Donos da Bola" no Rio

7/16/2014 01:11:00 PM

Na Band - Rio de Janeiro, o repórter Sandro Gama vai assumir, a partir da próxima semana, o comando do programa "Os Donos da Bola".

Que, em São Paulo, é comandado pelo Neto, sempre com bom retorno.

No "Donos da Bola", Rio, Edmundo e Fernanda Maia – a gandula que virou apresentadora, serão participantes fixos.

José Carlos Araújo e sua equipe, que até então estavam à frente do programa, deixaram a emissora.

Com informações da coluna de Flávio Ricco.

Esporte Interativo obteve boa audiência com 'Copa no Videogame'

7/15/2014 08:04:00 PM
Reprodução/Esporte Interativo

Sem os direitos de transmissão do Mundial, o canal Esporte Interativo apostou na "Copa no Videogame", com a participação dos seus contratados.

O último programa, exibido sábado, que mostrou o confronto entre o narrador Luís Felipe Freitas e o comentarista Anderson Moura, teve um alcance de um milhão de pessoas.

Com informações da coluna de Flávio Ricco.

"Linha de Passe" ganha mais edições na ESPN Brasil

7/15/2014 07:52:00 PM

A boa repercussão do "Linha de Passe" diário, durante a realização da Copa do Mundo, levou a direção da ESPN Brasil a colocar em prática uma ideia antiga, que é a exibição do programa também nas noites das sextas-feiras, além das segundas.

E com revezamento na equipe de participantes.

Com informações da coluna de Flávio Ricco.

Rodrigo Paiva deixa assessoria de imprensa da CBF após 12 anos

7/15/2014 05:28:00 PM

Após 12 anos, Rodrigo Paiva não é mais diretor de comunicação da Confederação Brasileira de Futebol (CBF). Ele foi demitido logo depois da dissolução da comissão técnica da seleção que participou da Copa do Mundo em casa.

Também deixaram a entidade Thiago Larghi (analista de desempenho), Paulo Paixão (preparador físico), José Luis Runco (médico), Carlos Pracidelli (preparador de goleiros), Flavio Murtosa (auxiliar), Luiz Felipe Scolari (técnico) e Carlos Alberto Parreira (coordenador).

Rodrigo Paiva se envolveu em polêmica durante a Copa ao ser acusado de agredir o atacante Mauricio Pinilla no intervalo da partida entre Brasil e Chile, no Mineirão. O assessor de imprensa foi suspenso por quatro partidas pela Fifa.

Em contato com o ESPN.com.br, Paiva diz sair satisfeito com seu trabalho, principalmente durante a Copa no Brasil. "Saio muito satisfeito com todo o trabalho desses 12 anos, de fazer parte da cobertura do maior evento do mundo, e fazer isso funcionar muito bem. Tudo funcionou, com exceção do resultado em campo".

O jornalista soube da sua demissão por um telefonema nesta manhã do secretário-geral da CBF, Julio Avelleda, três dias depois da morte de sua mãe, no sábado em que o Brasil perdeu a disputa de terceiro lugar para a Holanda. José Maria Marin e Marco Polo del Nero (atual e futuro presidentes da entidade) não entraram em contato.

"Prefiro não comentar", limitou-se a dizer Rodrigo Paiva sobre como foi comunicado.

Política

Rodrigo Paiva é assessor desde os tempos de Ricardo Teixeira. Desde a mudança no comando da CBF, conversas sobre a saída do jornalista passaram a ser frequentes. As previsões ganharam ainda mais peso quando Marco Polo Del Nero foi eleito para a sucessão de Marin - a nova gestão começa em 2015.

A notícia, no entanto, surpreendeu pelo momento. Mesmo os mais pessimistas em relação ao futuro do diretor de comunicação acreditavam que a demissão só aconteceria no ano que vem. Paiva nunca foi visto como o homem de confiança da dupla e, mais do que isso, ainda era conhecido por ser a pessoa do Teixeira na atual administração.

Com informações do site ESPN.com.br.

Câmara analisa projetos que antecipam horários de jogos à noite; Globo é contra

7/15/2014 03:47:00 PM

A Câmara dos Deputados analisa três projetos de lei diferentes que pretendem fixar um horário máximo para o término dos jogos de futebol.

Apoiadas na falta de segurança, no término da circulação dos transportes públicos e na ditadura de horários imposta pelas emissoras de TV, três propostas querem determinar um horário máximo para o fim das partidas: uma delas fixa esse limite até as 21h, outros dois, por volta das 23h.

É o caso do PL 6871/10, que estabelece o horário das 23h15 como prazo máximo para o término de jogos de futebol realizados em estádios. Atualmente, algumas partidas de campeonatos regionais e do Brasileirão começam às 21h50 e terminam às 23h35, se não houver atraso nem prorrogação.

Segundo o projeto de lei, o descumprimento desse horário implicaria uma multa de R$ 100 mil para os organizadores do evento e na interrupção imediata da partida.

As emissoras de TV que transmitem os jogos são as grandes opositoras ao projeto, que acabaria mexendo na grade de programação. No caso da Globo, a mudança de horário das partidas atingiria diretamente a novela das 21h.

A proposta tramita em caráter conclusivo na Câmara.

Com informações da coluna Outro Canal, da Folha de S. Paulo.

Falcão volta a aparecer na Globo e fala sobre fracasso do Brasil

7/15/2014 03:34:00 PM
Falcão, que trabalhou no FOX Sports durante a Copa do Mundo, participou com Júnior do 'Programa do Jô'
(Foto: Reprodução/Rede Globo)

Paulo Roberto Falcão e Júnior foram os convidados do programa do Jô, que foi ao ar nesta segunda-feira. Agora comentaristas, os ex-jogadores falaram sobre o fracasso da seleção brasileira na Copa do Mundo.

E o principal tema do bate-papo com o Jô foi a humilhante goleada sofrida de 7 a 1 para a Alemanha. Indignado com o resultado, Paulo Roberto Falcão disse que torceu para o jogo acabar já no primeiro tempo.

“A gente sabia que não tinha como passar pela Alemanha. Dentro da normalidade daquilo que vinha acontecendo durante a Copa. Já tínhamos dificuldade com o Chile e tal. Mas 7 a 1 era inaceitável. A medida que o jogo ia andando a gente começou a torcer para o jogo terminar já no primeiro tempo. Isso é uma coisa para quem jogou maluca, porque se a gente pensar que a Alemanha fez três gols em três minutos, ou se quiserem, quatro gols em seis, é muito gol para pouco tempo”, disse Falcão.

E o comentarista voltou a cornetar a seleção brasileira quando disse que o time da Alemanha é previsível, e que o Brasil já sabia como ele jogava, mas mesmo assim deu liberdade para seus principais jogadores.

“O time da Alemanha é bom, mas é muito previsível, você sabe onde começa jogando. A gente sabia que quem começa todas as jogadas da Alemanha é o tal de Schweinsteiger, e ai ele começa tudo. Ele jogou sozinho o jogo inteiro, Khedira é outro jogador de qualidade de jogou sozinho”.

Falcão também que o título da Copa das Confederações enganou o torcedor brasileiro e criou muita expectativa para a Copa do Mundo.

“O que enganou a gente foi a Copa das Confederações. A gente vinha em uma situação em que a gente não acreditava na seleção, de repente a vitória na Copa das Confederações, mesmo que os adversários eram diferentes e mais frágeis que os da Copa do Mundo, mas aquilo ligou com a torcida. E o baque foi maior porque não repetiu a Copa das Confederações”.

Com informações do UOL Esporte.

Band vê sua audiência aumentar durante os jogos da Copa de 2014

7/14/2014 05:08:00 PM

A transmissão da Copa do Mundo de 2014 trouxe bons resultados à Band.

Isso porque a audiência do Mundial na emissora do Morumbi cresceu 11% em relação ao campeonato de 2010.

Na faixa dos jogos transmitidos ao vivo, aliás, a Band registrou média de 3,5 milhões de telespectadores, de acordo com o jornal “Folha de S. Paulo”.

Em outras palavras, o número atingido representa 3,5 vezes a soma dos canais de TV a cabo responsáveis por transmitir o Mundial, que chegaram a 990 mil telespectadores.

Da redação Mídia Esporte.

Amigos falam sobre desabafo de Rivaldo contra Galvão Bueno

7/14/2014 03:33:00 PM

Conhecido como um ex-melhor do mundo avesso à exposição, Rivaldo despiu seu traço de personalidade mais conhecido no último sábado, ao disparar contra o narrador Galvão Bueno logo depois da partida entre Brasil e Holanda na Copa do Mundo. O pentacampeão de 2002 usou a internet para dizer que "não precisa de reconhecimento", em desabafo, segundo amigos próximos, possivelmente motivado pela mágoa do ídolo com o descaso após a aposentadoria.

Rivaldo foi ao Instagram poucos minutos depois de Galvão exaltar heróis brasileiros em Copas, de vencedores como Pelé e Romário, a derrotados como Júnior e Casagrande. Ignorado no discurso, o meia do Mundial de 2002 atacou o narrador da Rede Globo na web:

"Não preciso do seu reconhecimento Galvão Bueno. O povo brasileiro e o mundo sabem da minha importância para a história da seleção brasileira e do futebol mundial. Nunca precisei puxar saco de ninguém da mídia. Fiz meu papel e muito bem feito. E você Galvão sabe muito bem o porquê estou falando isso. #desabafo'"

Depois da final entre Alemanha e Argentina, o ex-jogador voltou a falar sobre o assunto no Instagram, depois que foi citado por Galvão quando Messi foi escolhido o melhor da Copa do Mundo. "Aleluia, finalmente lembraram de mim", disse.

Amigo de Ronaldo, Galvão Bueno costumeiramente exalta o ex-camisa 9 como herói do último título da seleção em Copas. Pela Globo, ambos foram companheiros de cabine na maioria dos jogos do Brasil no Mundial deste ano.

Já Rivaldo esteve fora de cena nesta Copa. Pessoas próximas ao ex-jogador relatam que o campeão de 2002 até foi procurado para conceder entrevistas antes do torneio, mas não aceitou.

Enquanto isso, muitos de seus antigos colegas da conquista de 2002 conseguiram oportunidades profissionais interessantes. Ronaldo e Roberto Carlos comentaram a Copa na Globo, Belletti no Sportv, Edmílson no SBT, Gilberto Silva trabalhou para a TV americana e Juninho Paulista para a BBC. Marcos apareceu fazendo comerciais, enquanto que Roque Júnior atuou como espião de Felipão no Mundial.

Para amigos, Rivaldo não tem apelo nem vocação para os holofotes.

"É o que eu penso, o Rivaldo depois da Copa do penta não foi procurado por ninguém, não teve nenhum comercial de TV", diz Leto, antigo companheiro de ataque no Mogi Mirim e Corinthians, que hoje cuida da carreira do filho do amigo. "Pô, um jogador pentacampeão e ninguém faz nada com o Rivaldo. Tanta propaganda aí e nada com o Rivaldo", adiciona.

"É uma pessoa fora da mídia. O Rivaldo sempre foi uma pessoa fora desse mundo da mídia e tal, diferente do Ronaldo, que agora nesta Copa do Mundo estava do lado do Galvão Bueno comentando. Então, bem diferente é o Rivaldo do Ronaldo", endossa o pastor Marcelo Garcia, que atua na igreja que Rivaldo segue, a Comunidade Shammah. "Ele deve se manter como ele está, entendeu. Ele é uma pessoa tímida e, pela personalidade dele, ele se mantém fora dos holofotes", acrescenta.

Melhor do mundo em 1999, Rivaldo se aposentou sem badalação em março deste ano, aos 41 anos, como atleta do Mogi Mirim. O herói do penta teria ficado chateado pelo fato de que, com exceção do Barcelona, nenhum de seus ex-clubes o procurou para reverenciá-lo.

Com carreira marcada por uma personalidade discreta, avesso à exposição, Rivaldo tem se expressado nos últimos tempos em questões polêmicas, sempre usando as redes sociais como instrumento. Antes de Galvão Bueno, o ídolo já havia comprado briga pela web com o ex-jogador Muller.

RIVALDO JÁ IGNOROU CAMPANHA DA GLOBO

Em meados de 2011 uma campanha do jornalismo esportivo da Globo contagiou os jogadores do futebol brasileiro com a comemoração do João Sorrisão. Na prática, os ídolos dos campos deveriam imitar um boneco do tipo "joão bobo" para ganhar o personagem da emissora.

Nesta época, Rivaldo jogava pelo São Paulo e contrariou a gracinha. No relato da partida contra o Atlético-GO, para o Esporte Espetacular, Glenda Kozlowski registrou a recusa do meia: "o Rivaldo saiu de mansinho... ô, Rivaldo... Rivaldo não quis brincar, não. Mas o Rhodolfo vai levar o dele (o boneco) pra casa".

Em seguida, na mesma partida, Rivaldo fez o segundo gol são-paulino e de novo ignorou a moda do boneco joão-bobo. "Gol do Rivaldo. Não teve João Sorrisão, não, mas teve Rivaldo Sorrisão. Olha o bocão aberto do Rivaldo", descreveu a apresentadora da Globo.

Com informações do UOL.

Revelação da Copa: Fernanda Gentil recebe homenagem na Globo

7/14/2014 11:29:00 AM

A apresentadora e repórter Fernanda Gentil, que acompanhou a seleção brasileira na cobertura da Copa do Mundo na TV Globo, ganhou status de estrela da emissora e foi homenageada pelo programa Mais Você nesta segunda-feira. Fernanda deu entrevista à apresentadora Ana Maria Braga e contou como foi o trabalho na Granja Comary, mas também falou sobre o início de sua carreira.

O programa exibiu depoimento da jornalista Glenda Kozlowski contando como Fernanda a procurou para enviar um currículo no começo de sua carreira, buscando uma vaga na TV Globo. “Eu estava jantando com meus filhos, meu pai, e de repente veio uma menina descabelada, e disse ‘oi, oi, meu nome é Fernanda, eu faço jornalismo e quero fazer o que você faz, eu quero trabalhar com esporte’. O jeito dela era engraçado, pediu para mandar currículo, deixar o telefone, era um furacão. De fato ela me mandou um e-mail, passou o currículo. E logo ela estava no Sportv, eu falei: ‘olha lá aquela descabelada que me chamou’ (risos)”, disse Glenda.

Fernanda respondeu no ar e disse que não lembrava de ter sido tão enfática e apressada na fala com a colega, mas disse que Glenda era e é uma referência na sua carreira. Em outro trecho, Glenda disse que sempre imaginou que Fernanda iria dar certo na Globo. “Mas eu sabia que ia dar certo, os olhos dela brilhavam para isso, trabalhar com esporte. E quando o olho brilha, sempre dá certo. Ela tem muito talento”, disse Glenda.

O apresentador Tiago Leifert também mandou seu depoimento e disse que gosta do estilo de Fernanda Gentil nas entradas ao vivo que ela faz nas coberturas esportivas da Globo. “O que ela faz no ar, as entradas ao vivo, é o que eu acredito que a gente deve fazer. O que me chama mais a atenção é a capacidade de raciocínio dela ao vivo. Com a seleção ganhando ou perdendo, ela continuava no ar e fez um trabalho sensacional. Foi ótima na Copa das Confederações e foi melhor ainda em 2014”, disse Leifert.

Fernanda recebeu ainda depoimentos dos pais e ficou muito emocionada, chegando a chorar durante o programa. A apresentadora falou ainda do projeto social que lidera, a Caslu. Os membros da equipe técnica da Globo também falaram sobre o período que passaram com Fernanda na cobertura da seleção brasileira.

Com informações do UOL Esporte.

Com o fim da Copa, emissoras já pensam na cobertura da Olimpíada

7/14/2014 11:14:00 AM

Ainda nem limparam a festa da Copa, e as emissoras de TV já começaram a pensar na Olimpíada de 2016, no Rio.

A busca por locais em pontos estratégicos da cidade para a instalação de estúdios já começou, assim também como a organização orçamentária e a disputa por profissionais e jornalistas esportivos.

Pela primeira vez, os Jogos Olímpicos serão transmitidos por três emissoras abertas no Brasil. Globo, Band e Record possuem os direitos de exibição do evento. Na TV paga, SporTV e Fox Sports estão na jogada.

SBT e RedeTV! ainda estão avaliando se vale a pena ou não entrar na divisão desse bolo, enquanto a ESPN Brasil avança na negociação dos direitos de transmissão.

Estima-se que a Globo tenha pago algo em torno de US$ 110 milhões (R$ 244 milhões) pelos direitos da competição na TV aberta, na TV paga e na internet.

Band e Record teriam desembolsado cerca de US$ 30 (R$ 66 milhões) milhões cada uma pelo evento.

A dúvida dos canais que ainda não entraram nessa divisão é se haverá audiência e anunciantes suficientes para todos. Afinal, o investimento em profissionais e na estrutura de transmissão é muito grande.

Com informações da coluna Outro Canal, da Folha de S. Paulo.

Canais esportivos esperam aumento de audiência com o fim da Copa do Mundo

7/14/2014 11:02:00 AM

Os canais esportivos da TV fechada - particularmente a Espn - que possuem os direitos dos principais campeonatos europeus, têm a expectativa de crescimento de suas audiências com as próximas transmissões.

A Copa do Mundo levou os telespectadores brasileiros a conhecerem mais de perto a maioria dos craques que atuam por lá.

Com informações da coluna de Flávio Ricco.

Globo marca excelente audiência com final da Copa do Mundo

7/13/2014 08:02:00 PM

A final da Copa do Mundo no Brasil rendeu 28,9 pontos à Globo na Grande São Paulo, segundo dados preliminares. Foi um ponto a mais do que a decisão de 2010, na África do Sul, vencida pela Espanha. Hoje, a Band cravou 8,1 pontos. No horário, o SBT teve 3,7 e a Record, 2,9.

Ainda de acordo com dados preliminares, a Globo cravou 33 pontos no Rio de Janeiro, 29 em Belo Horizonte, 36 em Brasília e 38 em Recife.

Com informações do site Notícias da TV.

Datena comemora título da Alemanha e provoca argentinos

7/13/2014 07:56:00 PM
REPRODUÇÃO/TWITTER

A vitória da Alemanha sobre a Argentina, na final da Copa do Mundo, neste domingo (13), no Maracanã, foi muito comemorada por José Luiz Datena no BandSports. O narrador, um dos grandes destaques das transmissões do Mundial, chamou a atenção novamente e movimentou as redes sociais.

Desesperado em muitos momentos da partida, Datena criou duas hashtags muito utilizadas pelo público no Twitter: #saicapeta, para espantar a Argentina e tirar o técnico Luiz Felipe Scolari e o assistente Carlos Alberto Parreira da seleção brasileira, e #vaisalsichão, no início da prorrogação. As duas tiveram centenas de menções.

No final, disse que respeitava os argentinos, mas justificou a torcida contra. “Estamos devolvendo tudo que eles tiraram de sarro de nós. Acabei de ir ao banheiro e tiraram sarro de mim, só não arrumei rolo porque estava trabalhando aqui”, disse.

Durante a transmissão, além de torcer pela Alemanha, Datena reclamou do atraso do retorno em seu ouvido (“Até ir ao satélite e voltar aqui estaremos na Copa do Catar”), zombou de Higuain (“Vai comemorar em Buenos Aires, meu chapa”) e percebeu que o alemão Khedira não estava em campo apenas aos 12 minutos do primeiro tempo _o atleta sentiu uma contusão no aquecimento.

Com informações do site Notícias da TV.

Galvão Bueno fica quase sem voz no final de Alemanha x Argentina

7/13/2014 07:39:00 PM

O narrador Galvão Bueno encarou problemas com sua voz nos minutos finais do duelo entre Alemanha e Argentina. Após o gol de Götze, o locutor teve dificuldades para seguir a narração.

No último lance de perigo do jogo, em uma falta de Messi, Galvão chegou a sofrer com um pigarro ao tentar narrar a jogada. Mesmo assim, com a voz falhando, ele seguiu com a cobrança do craque argentino.

Depois da falta, a voz de Galvão voltou a falhar na cobrança de tiro de meta de Neuer, nos últimos minutos da prorrogação.

Apesar do problema, o narrador conseguiu fazer a festa para os alemães após o apito final. “É tetra, tetra, tetracampeã do mundo”, falou para encerrar a transmissão.

A Alemanha conseguiu conquistar seu quarto título mundial após vencer a Argentina por 1 a 0 na prorrogação, em duelo disputado no Maracanã.

Com informações do UOL Esporte.

SporTV foi o canal mais visto na TV paga no dia de Brasil x México

7/13/2014 03:31:00 PM

O interesse pela Copa, de modo geral, é endossado pelos números recordes na TV paga, onde a família Marinho consegue manter a liderança no seu quintal. No dia 17, data do segundo jogo do Brasil, o SporTV anuncia ter sido sintonizado por 35% das TVs ligadas. Só a partida contra o México atingiu 2 milhões de telespectadores. Durante o dia todo, o canal alcançou 3,6 milhões de pessoas.

Com informações da coluna de Cristina Padiglione, do Estadão.

Globo tem público maior nesta Copa em relação ao Mundial de 2010

7/13/2014 03:24:00 PM

A Globo se apressa em desfazer um equívoco: a ideia de que a emissora tem menos audiência nesta Copa do que na Copa da África do Sul. O que agora é inferior a 2010 é a fatia porcentual de audiência durante os jogos do Brasil, não só para a Globo, mas também no número de TVs ligadas, o que é atribuído ao reforço da festa: pelo fato de o mundial ser aqui, o número de torcedores que deixa sua tela desligada para se juntar a outros telespectadores em outros ambientes é maior. Mas, somando os 16 jogos da 1ª rodada desta Copa, a audiência domiciliar média da Globo tem 2 pontos a mais (22,4) que o mesmo conjunto de partidas da Copa da África do Sul (20,4 pontos). É um crescimento de 10%.

Em número de indivíduos, o avanço chega a 26%: a Globo contabiliza agora 20.407.223 pessoas, ante 16.245.478 em 2010. Os dados são do PNT, Painel Nacional de TV, mensurado pelo Ibope em 15 regiões do País. E, considerando que cada ponto domiciliar representa mais gente hoje do que há quatro anos e que a própria Globo tem perdido participação em audiência no bolo de canais, o progresso é bastante relevante.

Com informações da coluna de Cristina Padiglione, do Estadão.

Comentaristas da Globo detonam campanha brasileira na Copa do Mundo

7/13/2014 01:33:00 PM

Os ex-jogadores Casagrande, Júnior e Juninho Pernambucano, que trabalham como comentaristas da TV Globo, foram duros ao avaliar o término da campanha brasileira na Copa de 2014. Depois de a seleção anfitriã ter acumulado derrotas para Alemanha (7 a 1) e Holanda (3 a 0), os três classificaram como vergonhosa a campanha da equipe nacional.

"Quando eu perdi uma Copa, botei minha cabeça no travesseiro e dormi. Essa rapaziada vai ter de dar muita explicação pelo que eles fizeram em 2014", cobrou Júnior assim que o jogo acabou.

Na rede social Twitter, Juninho Pernambucano foi ainda mais enfático: "O futebol não é tão importante assim, eu sei, mas foi a maior vergonha da história. Não foi ao acaso. Vimos um grupo movido a lavagem cerebral".

Juninho também contestou as explicações usadas pela comissão técnica para a derrota para a Alemanha em jogo válido pelas semifinais. Depois do revés, o treinador Luiz Felipe Scolari disse que o placar foi motivado por um "apagão" e tratou o maior tropeço da história da seleção como um episódio.

"É, o apagão durou cinco dias e não cinco minutos. Na coletiva [de hoje], a imprensa deveria mostrar os números ao Felipão: sete jogos, três vitórias, dois empates e duas derrotas", escreveu o ex-volante.

O ex-atacante Walter Casagrande também foi duro ao comentar o desempenho da seleção. Além de ter reclamado do desempenho, o comentarista da Globo condenou os jogadores da seleção por terem deixado o campo antes de a Holanda receber a premiação pelo terceiro lugar.

Com informações do UOL.

Vídeo: Renata Fan se emociona ao falar de Osmar de Oliveira

7/13/2014 12:34:00 PM
REPRODUÇÃO/BAND

Faleceu nesta sexta-feira, aos 71 anos, o médico e comentarista esportivo Osmar de Oliveira. Doutor Osmar, como também era conhecido no meio do futebol, estava internado em São Paulo após uma cirurgia para a retirada de um tumor na próstata e também sofria com problemas pulmonares.

Renata Fan, colega de trabalho do comentarista, chorou ao vivo no programa “Band na Copa” ao anunciar a morte do Doutor. Em rede social a apresentadora da Band publicou um depoimento em que afirmava que daria a vida por ele, sem pensar duas vezes. Segue, na íntegra, o texto escrito por Renata em seu perfil no Instagram e também compartilhado por ela no Twitter:

DR OSMAR DE OLIVEIRA, um predestinado que nos deixa. Um amigo para carregar no coração para sempre! As luzes nunca vão se apagar e a cortina não será fechada para o melhor profissional de TV que conheci. Dr Osmar de Oliveira foi meu mestre, amigo de tantas horas, um colega generoso e humilde, versátil, inteligente, raciocínio rápido, fanático corinthiano em grau máximo e um homem que por onde passou deixou o rastro da credibilidade e do respeito. Quantos debates emocionantes, quantas discussões futebolísticas e ao final o aperto de mão, a cordialidade nas idéias e o entendimento de que o amor pelo futebol deve ser genuíno e valorizado. Dr Osmar o céu não será seu limite. Sua grandeza, seu profissionalismo, sua dedicação e a frenética busca pelo aperfeiçoamento e por abraçar um planeta com um cérebro incrível vão me inspirar para a vida. Nunca esquecerei da sua alegria, de suas palavras bem escolhidas e de um ser humano sério e infinito que mudou minha vida desde que me acolheu no dia 11 de julho de 2003. Exatamente 11 anos depois o Dr voa para sempre em busca de um sorriso eterno. Aos familiares minha solidariedade e posso afirmar a vcs que admiravam o Osmar como eu – ele foi Feliz e fez muita gente feliz com sua presença inteligente e a sapiência fenomenal! Dr Osmar burlou a vida até o fim para ajudar pessoas como médico. E se pudesse daria minha vida por ele. Sem pensar duas vezes.

Veja agora o vídeo em que a apresentadora se emociona ao falar sobre o falecimento de Doutor Osmar:


Com informações do site TV Foco.

Fernanda Gentil comemora sucesso na cobertura da Copa do Mundo

7/13/2014 12:05:00 PM
CRÉDITO: INSTAGRAM/REPRODUÇÃO

Fernanda Gentil bombou na Copa do Mundo do Brasil. O público se acostumou a ver a jornalista frequentemente "invadindo" a programação da Rede Globo com os flashes ao vivo para falar da seleção brasileira e, assim como na Copa das Confederações, se apegou ao jeitinho alegre e espontâneo dela.

O sucesso fez Fernanda ser bastante requisitada para entrevistas, mas mesmo na reta final da Copa, ela encontrou um tempinho para responder o EGO e fazer um balanço do Mundial.

A paixão por Esportes veio bem antes de Fernanda escolher a profissão: "Na verdade, a paixão por esportes começou antes do jornalismo. Sempre pratiquei esportes e, desde cedo, sabia que queria trabalhar com algo relacionado a isso. O jornalismo caiu como uma luva!". E ela é mesmo boa de bola: "Sempre fui bem nas modalidades com bola - vôlei, tênis, basquete, futebol etc. Aqueles mais femininos ou artísticos, como ballet ou ginástica olímpica, por exemplo, nunca foram o meu forte".

Fernanda não imaginava que um dia fosse cobrir uma Copa do Mundo em seu país e ver tão de perto toda a festa da torcida e das seleções envolvidas. A sensação do trabalho realizado ainda a emociona. "A melhor parte é saber que estamos fazendo parte da história. Não apenas nós, jornalistas, mas os brasileiros em geral. Muito provavelmente não vamos viver isso novamente e, participar da cobertura de Copa do Mundo, não tem preço. Nem nos meus melhores sonhos imaginei isso!", conta ela.

Decepção mesmo só nos gramados. Ver a seleção brasileira eliminada por uma goleada de 7x1 não foi fácil: "A pior parte foi a decepção da eliminação da Seleção Brasileira do jeito que foi, jogando em casa."

Durante a Copa, Fernanda fez muito sucesso com o público. Era tietada na Granja Comary, atendia pedido de fotos por onde passava, comandava a torcida em entradas ao vivo e chegou a marca de mais de cem mil seguidores no Instagram.

Junto com o sucesso veio o título carinhoso de "musa da Copa", mas ela não se rende. Prefere focar no lado profissional: "Existe uma competição oficial (risos)? Acho que o título de musa é um grande carinho do público, mas não levo para casa. O que marca é fazer um trabalho sério e que me deixe satisfeita. Foi isso que prometi para mim mesma antes da Copa e acho que estou conseguindo."

Apesar de brincalhona, Fernanda trata a profissão com seridade e talvez por isso nunca tenha tido problemas com jogadores: "A minha relação com os jogadores é muito boa e totalmente profissional, então acho que o que mais ajuda é fazer um trabalho sério e no qual eles confiem. Assim me sinto à vontade para elogiar e criticar quando for preciso."

Com o final do Mundial neste domingo, 13, Fernanda vai voltar para casa, de onde está longe há mais de um mês. No sábado, 12, ela encerrou seu trabalho fazendo uma última entrada ao vivo antes do jogo do Brasil. "O choro foi depois da derrota mas poderia ter sido hoje depois do último vivo. O último vivo do último dia de cobertura da Copa. Foram 49... dias! Não vivos! Vivos eu perdi a conta. Perdi a conta também de quantas vezes pedi a Deus para que eu vivesse tudo isso. Lembro que quando o Brasil foi escolhido sede do mundial eu estava sem emprego, e pensava: "Papai do céu, prometo fazer por onde para que o Senhor me coloque pelo menos perto da cobertura da Copa." Eu fiz mais do que por onde. E Ele me colocou mais do que perto; me colocou dentro. O mais lindo e maior sonho que eu tive um dia na vida acabou de ser realizado. Quero agradecer demais os admiradores do meu trabalho. Quero abraçar bem forte minha família e meus amigos mais próximos. Quero dizer que não sou melhor nem pior do que ninguém, mas só eu sei o quanto eu quis. Eu e Ele. Obrigada Senhor", desabafou em uma rede social.

E ela espera ser recebida com o carinho do marido, da família e dos amigos: "ALOW amigos e famíliaaaaaa!!!! A surpresa do ano passado pós-Copa das Confederações foi linda, única e emocionante!!! Mas espero mais esse ano, ok? Obrigada. Beijo", escreveu no Instagram. Alguma dúvida de que vai ter festa para Fernanda?

Com informações do site Ego.

Agenda esportiva da TV (13/07)

7/12/2014 10:02:00 PM

6:00 - Velocidade, Mundial de Motovelocidade: etapa da Alemanha - SPORTV2
8:00 - Judô, Grand Slam: etapa da Rússia - ESPORTE INTERATIVO, SPORTV3, ESPN e WATCH ESPN (Internet)
8:30 - Velocidade, DTM: etapa de Moscou - BANDSPORTS
9:00 - Tênis, ATP de Bastad: final - FOX SPORTS 2
10:15 - Vôlei de Praia, Circuito Mundial: finais de etapa a confirmar - SPORTV2
10:30 - Taekwondo, Grand Prix: etapa da China - ESPORTE INTERATIVO
10:30 - Ciclismo, Tour de France: nona etapa - ESPN e WATCH ESPN (Internet)
11:30 - Tênis, ATP de Stuttgart: final - ESPN+ e WATCH ESPN (Internet)
14:00 - Futebol, Copa Valais: Benfica x Shakhtar Donetsk - WATCH ESPN (Internet)
14:55 - Velocidade, Mundial de Superbike: primeira bateria de Laguna Seca - ESPN+ e WATCH ESPN (Internet)
16:00 - Futebol, Copa do Mundo: Alemanha x Argentina (final) - GLOBO, BAND, SPORTV, ESPN BRASIL, BANDSPORTS, FOX SPORTS, FOX SPORTS 2, GLOBOESPORTE.COM (Internet) e WATCH ESPN (Internet)
16:00 - Golfe, US Senior Open Championship: última rodada - ESPN+ e WATCH ESPN (Internet)
21:00 - Beisebol, MLB: Baltimore Orioles x New York Yankees - ESPN e WATCH ESPN (Internet)
21:00 - Velocidade, Mundial de Superbike: segunda bateria de Laguna Seca - ESPN+ e WATCH ESPN (gravado)
21:45 - Velocidade, Nascar Sprint Cup: etapa de New Hampshire - FOX SPORTS 2 (gravado)
23:00 - Futebol, MLS: Seattle Sounders x Portland Timbers - ESPN+ e WATCH ESPN (Internet)

Galvão Bueno faz críticas à Felipão na transmissão de Brasil x Holanda

7/12/2014 09:24:00 PM

O narrador Galvão Bueno voltou a causar durante a transmissão da partida que definiu o terceiro colocado da Copa do Mundo neste sábado (12), entre Brasil e Holanda, no Mané Garrincha.

Normalmente paciente com a equipe nacional, o global não se aguentou e, aparentemente, engrossou o coro dos que querem ver Luiz Felipe Scolari fora do comando da seleção.

Ao falar sobre as cinco alterações do time em relação ao que levou 7 a 1 da Alemanha, Galvão deu uma cutucada no treinador. "Não adianta colocar jogador novo junto no meio de campo se não treinar".

O narrador também soltou suas famosas pérolas e, como de costume, irritou os internautas em alguns momentos, como ao dizer que "vale muito esse terceiro lugar" ou que "o espírito de Mané Garrincha possa iluminar os jogadores brasileiros".

Julio César, que terminou a partida como o goleiro mais vazado da historia do Brasil em Mundiais, também foi "absolvido" por Felipão do vexame da seleção. "É preciso ter muito cuidado com os números. Julio César não teve culpa em nenhum dos 13 gols que tomou, e ainda deu a cara para bater quando chamado".

Gafes, no entanto, andam de mãos dadas com Galvão, que chegou a questionar o comentarista de arbitragem Arnaldo César Coelho se o Brasil teria que abrir mão de uma das três substituições previstas na regra apenas pelo fato de a Holanda ter perdido Sneijder, com lesão, durante o aquecimento.

Para finalizar com chave de ouro, após errar o placar da goleada da Alemanha em cima do Brasil (trocou 7 a 1 por 7 a 0), informou que "ganhar ou perder, amigo, faz parte do esporte".

Com informações do site R7.

Último jogo do Brasil na Copa rende 29 pontos à Globo em SP

7/12/2014 09:07:00 PM
Jogadores brasileiros mostram abatimento depois da derrota por 3 a 0 para a Holanda, na disputa de terceiro lugar, 
no Mané Garrincha (CRÉDITO: AFP PHOTO / VANDERLEI ALMEIDA)

Se havia alguma dúvida a respeito da decepção do público com a seleção brasileira depois da goleada de 7 a 1 aplicada pela Alemanha, o Ibope tratou de confirmar esse sentimento neste sábado (12). A disputa pelo terceiro lugar foi responsável pela pior audiência da Globo em uma partida do Brasil nesta Copa.

Dados prévios do Ibope indicam que a emissora carioca marcou 29 pontos durante a partida (com 53% de share).

Já a Band, registrou 8 pontos. Record, com 3, e SBT, com 2, ficaram em em terceiro e quarto lugar, respectivamente.

Audiência dos jogos do Brasil da Copa (Ibope na Grande São Paulo)

Brasil x Croácia
Globo: 37,5 pontos
Band: 9,2 pontos

Brasil x México
Globo: 35 pontos
Band: 8,2 pontos

Brasil x Camarões
Globo: 35,5 pontos
Band: 10 pontos

Brasil x Chile
Globo: 34 pontos
Band: 10 pontos

Brasil x Colômbia
Globo: 35 pontos
Band: 8,5

Brasil x Alemanha:
Globo: 34 pontos
Band: 10 pontos

Brasil x Holanda
Globo: 29 pontos
Band: 8 pontos

Com informações do UOL Esporte.