Clubes com dívidas trabalhistas podem ter cotas de TV bloqueadas

A partir de 2016, os principais clubes do Brasil receberão valores maiores das cotas de TV do Campeonato Brasileiro, mas boa parte dessa quantia deve ser bloqueada pela Justiça para o pagamento de direitos trabalhistas, segundo informa o jornal "Folha de S. Paulo".

14:42
Reprodução / Internet

A partir de 2016, os principais clubes do Brasil receberão valores maiores das cotas de TV do Campeonato Brasileiro, mas boa parte dessa quantia deve ser bloqueada pela Justiça para o pagamento de direitos trabalhistas, segundo informa o jornal "Folha de S. Paulo".

A Rede Globo, que detém o direito de transmissão do Brasileirão e faz o repasse aos clubes, a CBF e as federações estaduais devem ser notificadas para que os valores que cada clube receberá no próximo ano sejam bloqueados e repassado aos jogadores que estão exigindo salários atrasados, FGTS, 13° salário e férias.

O advogado João Chiminazzo, que pretende fazer a notificação, contabiliza cerca de 300 processos trabalhistas, contra grandes, médios e pequenos clubes. Da Série A, por exemplo, somente a Chapecoense não é processada atualmente. Os processos são movidos por quase todos por jogadores que já deixaram os clubes.
Ouça a Rádio Estação Play em seu Computador, Tablet ou Celular pelos aplicativos RadiosNet e TuneIn.
Curta a página oficial Portal Mídia Esporte no Facebook e @midiaesporte no Twitter.

Compartilhe

Editor e administrador do Portal Mídia Esporte.
Contato: midiaesporte@gmail.com

Leia mais

Próxima
« Anterior
Anterior
Próxima »