Flamengo e Fluminense consultam Globo sobre cotas do Carioca; Ferj pode ser processada

Se a ameaça vier a se concretizar, não está descartada a possibilidade de processo contra a Ferj por apropriação indébita do dinheiro

19:22

Se a ameaça vier a se concretizar, não está descartada a possibilidade de processo contra a Ferj por apropriação indébita do dinheiro



Flamengo e Fluminense consultaram a Rede Globo para definir a postura a ser adotada em relação à decisão da Ferj (Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro) de distribuir as cotas de TV da dupla entre seus demais filiados. Se a ameaça vier a se concretizar, não está descartada a possibilidade de processo contra a entidade comandada por Rubens Lopes por apropriação indébita do dinheiro.

Ainda podem ocorrer outros desbodramentos.

Os direitos de transmissão do Campeonato Carioca são pagos hoje através da federação antes de chegar aos clubes.

O atual contrato com a Globo se encerra nesta temporada. Em uma eventual renovação, rubro-negros e tricolores também cogitar mudar isso.

Segundo o Blog da Gabriela Moreira, repórter da ESPN Brasil, Botafogo, Vasco e os demais membros da federação carioca podem ganhar cerca de R$ 11 milhões que seriam destinados inicialmemte a Fla e Flu. O time das Laranjeiras fatura cerca de R$ 6,4 milhões enquanto que o da Gávea um pouco mais, entre R$ 6 e R$ 8 milhões. Ambos já receberam a primeira parcela, de janeiro.

Esse seria mais um contra-ataque dos integrantes da Primeira Liga, que teve o seu início na última quarta-feira.

Ainda existe uma insatisfação com a Ferj e por extensão com a CBF pelo que os dirigentes classificam como 'sabotagem' comercial. Em sua rodada de abertura, a Copa Sul-Minas-Rio, como também é conhecida, não contou com praticamente nenhum patrocinador em suas placas de publicidade. Os espaços foram, em sua maioria, ocupados por seus respectivos programas de sócio-torcedor.

"É muito ruim ter este tipo de situação, que somente prejudica na questão comercial e na vendas, os torcedores ficam preocupados. Isso dá descrédito para a competição", afirmou anteriormente Marco Antônio Batista, membro do conselho do América-MG, em contato com a reportagem.

oras antes do início da Primeira Liga, a Ferj enviou ofício para impedir que as demais federações recebessem jogos de Flamengo e Fluminense. O pedido não surtiu efeito em Minas Gerais. Pode haver dificuldade em Estados como Paraná e Rio Grande do Sul.

Uma reunião entre todos os representantes da Sul-Minas acontece nesta sexta-feira, a partir das 12h (de Brasília), em Belo Horizonte.

12 clubes participam da edição de estreia do campeonato: América-MG, Atlético-MG, Atlético-PR, Avaí, Coritiba, Criciúma, Cruzeiro, Grêmio, Internacional, Figueirense, Flamengo e Fluminense. Ele se encerra no dia 31 de março.

Fonte: Portal Mídia Esporte
Ouça a Rádio Estação Play em seu Computador, Tablet ou Celular pelos aplicativos RadiosNet e TuneIn.
Curta a página oficial Portal Mídia Esporte no Facebook e @midiaesporte no Twitter.

Compartilhe

Editor e administrador do Portal Mídia Esporte.
Contato: midiaesporte@gmail.com

Leia mais

Próxima
« Anterior
Anterior
Próxima »