Proposta do Esporte Interativo pelo Brasileirão inclui citação de naming rights

Um dos clubes que o canal da Turner quer atrair é justamente o Palmeiras cujo nome do Allianz Parque não é falado pela Globo

18:30

Um dos clubes que o canal da Turner quer atrair é justamente o Palmeiras cujo nome do Allianz Parque não é falado pela Globo



Em sua estratégia para levar uma parte do Brasileiro, o Esporte Interativo propôs agrados no contrato de TV fechada para clubes que a Globo não oferece, além de um valor bem superior à emissora carioca. Entre as ideias, está incluir no acordo a previsão de falar os naming rights de estádios. Um dos clubes que o canal da Turner quer atrair é justamente o Palmeiras cujo nome do Allianz Parque não é falado pela Globo.

VEJA MAIS

Esporte Interativo se compromete a gastar até R$ 750 milhões pelo Brasileirão


O Esporte Interativo tem uma reunião importante com os dirigentes de sete clubes, Santos, Fluminense, Internacional, Grêmio, Coritiba, Atlético-PR e Bahia, nesta quinta-feira. O blog apurou com as partes que houve acordo sobre vários pontos, mas ainda há discordâncias sobre questões técnicas. Esse é o empecilho da negociação.

A proposta do EI é de R$ 550 milhões para todos os 20 clubes. Como será impossível assinar com todos, já que sete fecharam com a Globo, esse valor cairia proporcionalmente ao número de times que entrarem no acordo, embora a conta não seja exata. Mas, ainda assim, o montante seguiria bem superior ao do Sportv.

Executivos do canal dizem aos cartolas de clubes que sua proposta é nove vezes maior do que a do Sportv, como mostrou o blog do Perrone. Dirigentes de times envolvidos na negociação confirmam que o valor é muito superior, embora não falem com precisão sobre a diferença.

A estratégia da Globo é jogar com o seu valor global, incluindo TV Aberta e pay-per-view. Executivos do Esporte Interativo têm insistido com os dirigentes que eles devem considerar a proposta sozinha.

Além disso, o canal da Turner tem proposto agrados que a Globo se recusa a dar. Primeiro, garantem em contrato que falarão nas transmissões todos os nomes oficiais de estádios como o Allianz Parque. Isso poderia atrair, por exemplo, o Palmeiras que é um dos alvos do Esporte Interativo. Houve conversas entre o canal e a diretoria do clube, mas o alviverde não está no grupo de negociação atual.

Outros agrados aos clubes são horários de jogos mais cedo do que 22 horas, o que é exigido pela Globo. Há ainda a possibilidade de os clubes escolherem a forma de dividir as receitas do bolo da forma que quiserem. Os times optaram pelo modelo da Premier League, com 50% igual, 25% em audiência e 25% por colocação.

Além do Palmeiras, a intenção do Esporte Interativo é ampliar o número de clubes na mesa. Flamengo e São Paulo já tiveram conversas, e o canal tem falado com todos os outros que ainda não fecharam com a Globo.

Fonte: Rodrigo Mattos/UOL
Ouça a Rádio Estação Play em seu Computador, Tablet ou Celular pelos aplicativos RadiosNet e TuneIn.
Curta a página oficial Portal Mídia Esporte no Facebook e @midiaesporte no Twitter.

Compartilhe

Editor e administrador do Portal Mídia Esporte.
Contato: midiaesporte@gmail.com

Leia mais

Próxima
« Anterior
Anterior
Próxima »