Cláusula no contrato com EI garante ao Inter proteção contra retaliação da Globo

Esporte Interativo vai pagar R$ 50 milhões por ano se o clube não conseguir vender os direitos de TV aberta

22:27

Esporte Interativo vai pagar R$ 50 milhões por ano se o clube não conseguir vender os direitos de TV aberta


Inter se protege de retaliação após acordo com emissora de TV | Foto: André Ávila / CP Memória

Por Correio do povo (Fabrício Falkowski) - Já acordado com o Esporte Interativo para a transmissão em TV fechada dos seus jogos dos Brasileiros de 2019 e 2020, o Inter conseguiu incluir no contrato uma cláusula que lhe protege de possíveis atos de retaliação por parte de outras emissoras.

Leia mais:

Náutico anuncia acordo com a Globo por Brasileirão em 2019

Esporte Interativo consegue acordo com 11 clubes por Brasileirão 

CBF negocia com Esporte Interativo direitos de TV fechada da Copa do Brasil

Corinthians recusa oferta de R$ 80 milhões de luvas do Esporte Interativo 

Graças a esta cláusula, o canal — ligado ao grupo Turner, um dos mais importantes do mundo — bancará até o valor de R$ 50 milhões por ano dos direitos de TV aberta, mesmo que o EI não tenha uma emissora para transmitir os jogos.

Ou seja, caso não apareça um interessado em comprar os direitos de TV aberta do Inter, que estão negociados com o grupo Globo até 2018, o EI bancará. “Trata-se de uma garantia, pois tem gente que acredita que possa haver retaliação”, confirma um dirigente colorado que participou das negociações.

O Inter já recebeu R$ 13 milhões do EI pelos direitos da TV fechada destes dois anos. Se prorrogar o contrato até 2024, receberá mais R$ 27 milhões. Os recursos deverão ser utilizados na contratação de reforços para o Campeonato Brasileiro.

Conselho definirá prorrogação

O contrato já celebrado com o Esporte Interativo está à disposição para a análise dos conselheiros. Em alguns dias, uma nova reunião avaliará se o clube deve ou não prorrogar o atual contrato por mais quatro anos (até 2014). Essa reunião não foi marcada ainda, mas é repercussão da que foi realizada na noite da última segunda-feira. Durante este encontro, alguns conselheiros reclamaram que não tiveram acesso ao documento.

O Conselho Fiscal também vai avaliar o contrato e emitir um parecer. O presidente Vitorio Piffero, por imposição do estatuto, só pode celebrar contratos até cinco anos no futuro. Por isso, assinou até 2020, e precisa de autorização para a prorrogação.

PLACAR DA NEGOCIAÇÃO


SporTV
Contrato assinado para 2019/2020: Corinthians, Vasco, Botafogo, Vitória, Sport, Cruzeiro, Atlético-MG e Fluminense
Contrato assinado para 2019/2024: São Paulo, Grêmio e Náutico

Esporte Interativo
Contrato assinado para 2019/2020: Internacional
Contrato assinado para 2019/2024: Santos, Atlético-PR, Bahia, Ceará, Paysandu e Joinville
Ouça a Rádio Estação Play em seu Computador, Tablet ou Celular pelos aplicativos RadiosNet e TuneIn.
Curta a página oficial Portal Mídia Esporte no Facebook e @midiaesporte no Twitter.

Compartilhe

Editor e administrador do Portal Mídia Esporte.
Contato: midiaesporte@gmail.com

Leia mais

Próxima
« Anterior
Anterior
Próxima »