Header Ads

Esporte Interativo não vê risco de ter poucas transmissões ao assinar com clubes menores

Diretor da emissora diz que caso ocorra essa possibilidade seria um "cenário apocalíptico"

Diretor da emissora diz que caso ocorra essa possibilidade seria um "cenário apocalíptico"



Por Máquina do Esporte (Diego Teixeira e Duda Lopes) - A Esporte Interativo fechou o grupo de clubes que a emissora terá no Campeonato Brasileiro. Com contratos entre 2019 e 2014, 14 equipes se juntaram ao canal da Turner: Atlético Paranaense, Bahia, Ceará, Coritiba, Paraná, Paysandu, Criciúma, Fortaleza, Internacional, Joinville, Ponte Preta, Santa Cruz, Santos e Sampaio Corrêa.

Após disputar as equipes com o Sportv, a Esporte Interativo fez um evento no Museu do Futebol, em São Paulo, para apresenta-las ao público e a jornalistas convidados. Os ex-jogadores Zico e Rivellino, que comentam no canal, fizeram o que seria o “toque inicial” do Brasileirão 2019.

O problema, no entanto, é que das 14 equipes acordadas com a Esporte Interativo, apenas seis estão na Série A. E três delas frequentaram a Série B nesta década. E se, por ventura, houver apenas três equipes da emissora na primeira divisão em 2019?

“Esse é um cenário apocalíptico, que poderia acontecer com a Globo também. Nem cogitamos essa possibilidade. Nosso plano é ter oito equipes na Série A em 2019”, contou Bernardo Ramalho, diretor da Esporte Interativo, à Máquina do Esporte.

A emissora não colocou nem dispositivo no contrato caso isso ocorra, mas teria uma indisposição com os clubes: um dos detalhes do contrato é ter um mínimo de jogos transmitidos, o que seria impossível com um número pequeno de equipes na Série A.

E esse não será o único risco que a Esporte Interativo correrá ao apostar em equipes menores. Para fechar os acordos, a empresa pagou um valor de luvas aos contratos, e a quantia não poderá ser devolvida. Os times ganharão por temporada na divisão principal. Caso não a disputem em nenhum ano, estão livres para fechar com qualquer outra emissora. Assim, parte do investimento feito em 2016 poderá ter sido em vão entre 2019 e 2014.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece nos bastidores da mídia esportiva em tempo real? Então curta nossas páginas no Facebook (facebook.com/midiaesporte) e Twitter (twitter.com/midiaesporte).

Quer anunciar no Portal Mídia Esporte? Entre em contato com a nossa equipe no email midiaesporte@gmail.com e solicite uma proposta.
Tecnologia do Blogger.