No ar, José Trajano reclama da ESPN por convidar Danilo Gentili para programa

Trajano se referiu ao humorista como "personagem engraçadinho" e que "ficou enojado com a presença dele"

12:57


Nesta sexta-feira (28), o jornalista José Trajano fez um protesto ao vivo no programa "Linha de Passe", da ESPN Brasil, em razão da presença do humorista e apresentador Danilo Gentili, no programa “Bate-Bola Debate'' da última terça-feira (24).

Segundo informações do UOL, Trajano iniciou a sua participação lamentando um caso de estupro coletivo de uma adolescente de 16 anos no Rio de Janeiro. “Vou começar de uma forma diferente, me solidarizando com as mulheres brasileiras vítimas de estupro. São 11 por dia neste país. E me incorporando à campanha pelo fim da cultura do estupro. Somos todos contra 30 e, evidentemente, contra a violência sofrida pelas mulheres aqui no Brasil. O que aconteceu no Rio de Janeiro foi uma coisa cruel, absurda'', começou.

Em seguida, dizendo representar um grupo na ESPN, Trajano reclamou da emissora no ar. “Mas, além disso, eu que ocupo, vamos chamar de tribuna, todas as segundas e sextas-feiras aqui, neste mesmo lugar, e tenho o direito de falar o que eu quiser – só às vezes me chamam a atenção para falar menos de uma coisa ou de outra, mas de forma geral não sou censurado -, quero representar aqui um grupo da ESPN que me tornou porta-voz desse protesto que vou fazer aqui, porque o canal abrigou nesta semana um personagem engraçadinho que se posta como se fosse um sujeito que faz apologia do estupro, em nome do humor, dizendo que no humor cabe tudo. Esse grupo ficou irritado, ficou enojado com a presença dele. E o outro engraçadinho também já participou de transmissões aqui da NBA. Eu tô representando esse grupo'', avisou, porém, sem citar os nomes.

Nas redes sociais, os telespectadores que acompanhavam o programa interpretaram as declarações do jornalista como claras referências a Danilo Gentili e Rafinha Bastos, que já participou como convidado de jornadas da emissora de playoffs da NBA e no início do ano para acompanhar in loco, nos Estados Unidos, o último Super Bowl.

Trajano prosseguiu com a crítica contra a produção da ESPN. “Foi convidado talvez por um descuido da produção, uma produção alienada e não comprometida com o que acontece no país, justificando a pecha muitas vezes que jornalista esportivo tem de ser um sujeito alienado, e por fora o que acontece no país. Acontece.''

“Eu tô falando isso tudo aqui pra que a gente não saia na rua amanhã e seja confundido com o pensamento dessa gente, que eu e esse grupo abominamos. Então fica aqui o registro em relação a esse caso do estupro'', encerrou Trajano.

Foto: Reprodução/ESPN
Ouça a Rádio Estação Play em seu Computador, Tablet ou Celular pelos aplicativos RadiosNet e TuneIn.
Curta a página oficial Portal Mídia Esporte no Facebook e @midiaesporte no Twitter.

Compartilhe

Editor e administrador do Portal Mídia Esporte.
Contato: midiaesporte@gmail.com

Leia mais

Próxima
« Anterior
Anterior
Próxima »