Header Ads

Jornalistas têm dificuldades para cobrir a seleção olímpica na Granja Comary; saiba o motivo

Neblina faz cinegrafistas se desdobrarem para conseguir alguma movimentação dos jogadores

Crédito: Lucas Figueiredo/Mowa Press

Os jornalistas que estão cobrindo o dia-a-dia da seleção olímpica do Brasil na Granja Comary, em Teresópolis, região serrana do estado do Rio de Janeiro, estão enfrentando dificuldades para conseguirem trabalhar no local.

VEJA TAMBÉM

Globo transmitirá último amistoso da seleção brasileira antes da Olimpíada

Segundo informações da coluna de Flávio Ricco, o fato da CBF ter construído seu centro de treinamento debaixo de uma nuvem está tirando os cinegrafistas do sério. A neblina faz o pessoal se desdobrar para conseguir alguma movimentação dos jogadores.

A casa da seleção brasileira fica na cidade mais alta do estado do Rio de Janeiro, e não é raro a temperatura cair, assim como o surgimento da neblina, que impossibilita aos jornalistas ter qualquer visão do campo.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece nos bastidores da mídia esportiva em tempo real? Então curta nossas páginas no Facebook (facebook.com/midiaesporte) e Twitter (twitter.com/midiaesporte).
Tecnologia do Blogger.