Sem dupla Atletiba, Globo fecha acordo de transmissão do Paranaense

Emissora ainda está negociando com Atlético-PR e Coritiba

17:40
Reprodução
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Sem conseguir entrar em acordo com Atlético-PR e Coritiba, a Rede Globo acertou nesta quarta-feira (11) a venda dos direitos de transmissão do Campeonato Paranaense com os outros dez clubes que disputam a competição em 2017.

De acordo com o jornal 'Gazeta do Povo', representantes de Cascavel, Cianorte, Foz do Iguaçu, J. Malucelli, Londrina, Paraná Clube, Prudentópolis, PSTC, Toledo e Rio Branco aceitaram a proposta da Globo e selaram o acordo em reunião na sede da Federação Paranaense de Futebol (FPF), em Curitiba, com apenas 18 dias de antecedência da estreia, marcada para 29 de janeiro.

O valor bruto pelo torneio foi fechado em R$ 4 milhões – a dupla Atletiba continua negociando à parte sua participação no acordo. Caso os dois principais clubes do estado acertem com a televisão no futuro, outros R$ 2 milhões serão distribuídos entre as equipes que estavam no acordo original.

A cota do Paraná, por exemplo, caiu de R$ 1 milhão para apenas R$ 450 mil, mesmo valor do Londrina, que recebeu cerca de R$ 600 mil em 2016. Os clubes menores ficaram com R$ 2,7 milhões para dividirem entre si (cerca de R$ 337 mil para cada um). A FPF, por outro lado, ficou com aproximadamente R$ 300 mil para gastos administrativos e pagar taxas de arbitragem.

Paranaense fora do PPV

Como consequência do não firmamento do acordo com a dulpa Atletiba, o Paranaense 2017 não terá transmissão do canal Premiere, responsável pela exibição pay-per-view das partidas – por meio das tevês por assinatura e internet. No ano passado, os jogos de Atlético, Coritiba, Paraná e Londrina foram transmitidos pelo canal pago.

Os clientes da Sky, por exemplo, já começaram a receber mensagens de SMS que informam sobre a não exibição do Estadual. Procurada pela reportagem, a assessoria da empresa de tevê por assinatura confirmou que a situação é a mesma para todas as operadoras. Net, Oi, Vivo e Claro também contam com o canal especializado em futebol.

O Premiere revela que tentou manter o Paranaense em sua grade, que envolve outros estaduais e as Séries A e B do Brasileiro, mas não chegou a um acordo. “Foi questão de negociação. Não entramos em acordo, infelizmente. Gostaria de ter o produto na nossa grade, mas por algumas razões não foi possível”, conta o gerente geral do Premiere, Marcos Botelho.

Na negociação deste ano entre a Federação Paranaense de Futebol (FPF) e a Rede Globo – proprietária do canal Premiere – , o pacote pay-per-view foi negociado à parte da transmissão em rede aberta. Normalmente ambos eram comercializados em conjunto.
Ouça a Rádio Estação Play em seu Computador, Tablet ou Celular pelos aplicativos RadiosNet e TuneIn.
Curta a página oficial Portal Mídia Esporte no Facebook e @midiaesporte no Twitter.

Compartilhe

Editor e administrador do Portal Mídia Esporte.
Contato: midiaesporte@gmail.com

Leia mais

Próxima
« Anterior
Anterior
Próxima »