Header Ads

SBT paga menos da metade do valor pedido pelo Esporte Interativo à Globo pelo Nordestão

Para além do contrato, há conversas para que a emissora de Silvio Santos transmita a final da Copa do Nordeste em rede nacional

Reprodução

Após três meses de negociação com o Esporte Interativo, detentor dos direitos da Copa do Nordeste, o SBT bateu a concorrência e transmitirá o principal torneio regional do país em 2018. Para isso, pagou menos da metade do que a emissora do grupo Turner havia pedido à Globo, que transmitiu o Nordestão para Bahia, Pernambuco e Ceará até este ano.

Segundo apurou a reportagem, o Esporte Interativo havia pedido em torno de R$ 10 milhões à emissora da família Marinho pelos direitos de 2018. Ao SBT Nordeste, que se organiza num comitê das TV`s afiliadas, vendeu por menos de R$ 5 mi. A Record também entrou no páreo, mas ficou pelo caminho.

Apesar do montante modesto para os padrões do mercado à primeira vista, o acordo vai além da simples transmissão das partidas. Um dos acertos é que o Esporte Interativo terá um espaço de 30 minutos semanais na grade das afiliadas do SBT no Nordeste. Ainda não está definido como deve ocupá-lo, mas é possível que não se restrinja à Copa do Nordeste, ampliando seu público para produtos como a Liga dos Campeões.

São dez afiliadas no total, distribuídas em oito estados, porque Pernambuco e Paraíba têm duas cada. Sergipe é o único dos nove estados nordestinos que não tem afiliada do SBT e não terá transmissão na TV aberta da Copa do Nordeste.

Para além do contrato, há conversas para que o SBT transmita a final do Nordestão em rede nacional. As tratativas estão apenas no início, mas é possível que a decisão seja transmitida em todo o país a depender da expressão dos clubes envolvidos e da perspectiva de audiência, por exemplo.

Esse conjunto de acertos e conversas ajuda a explicar por que o grupo Turner optou pela escolha: além de comercializar um de seus principais produtos, ganhará audiência e abrangência numa região do país em que investe bastante, mas onde está fora da TV aberta. Embora muitos telespectadores nordestinos assistam ao Esporte Interativo via antena parabólica, as afiliadas do SBT abrirão espaço nas camadas mais populares da audiência que não têm acesso à TV por assinatura.

Futebol ou Raul Gil?

Em entrevista ao UOL Esporte, o presidente do Comitê SBT Nordeste comemorou a vitória sobre a concorrência. "Quando levei a proposta para as demais afiliadas, falaram que era uma maluquice muito grande, porque estávamos fora do mercado de transmissão de futebol há muitos anos. Foram três meses de conversas, mas tornou-se a maior negociação do SBT Nordeste", contou Wladimir Melo, também diretor da TV Jornal/Recife, uma das afiliadas do grupo de Silvio Santos.

"O SBT [nacional] teve um papel muito importante. Apoiou a ideia, participou das primeiras reuniões com o Esporte Interativo e nos cedeu [às afiliadas] dois horários da grade nacional. Os jogos serão nos sábados, às 16h, no horário do Raul Gil, e nas terças-feiras, às 22h, na hora do filme", completou.

Segundo Melo, a principal vantagem da cobertura do SBT na TV aberta para o torcedor é o fato de que boa parte das afiliadas do grupo mantém mais de uma plataforma, abrangendo sites e rádios, como a TV Jornal em Pernambuco. É o caso também da TV Aratu na Bahia, que mantém o site Aratu Online.

Esporte Interativo na TV aberta?

Para a cobertura das partidas, as afiliadas poderão escolher entre reproduzir na íntegra a transmissão do Esporte Interativo ou optar por investir em suas próprias transmissões. Hoje apenas as parceiras do SBT em Pernambuco e Ceará contam com equipes esportivas na TV, mas já há conversas entre as demais emissoras para partir para contratações. No entanto, é possível que algumas afiliadas optem pela saída mais fácil e barata, isto é, o grupo Turner pode ganhar espaço direto na TV aberta.

Em Pernambuco, segundo o diretor da TV Jornal, a transmissão contará com reportagem, narração e comentários locais. O narrador que puxará as transmissões será o conhecido Aroldo Costa, que comanda as jornadas esportivas da Rádio Jornal no estado e carrega o slogan de "maior gol do mundo" — seguindo à regra a megalomania pernambucana. Ele grita gol por até 24 segundos.

Heineken: da Champions à "Lampions"

Haverá duas categorias de cotas comerciais para patrocinadores na nova casa do Nordestão na TV aberta. Cotas locais, para as empresas que quiserem expôr sua marca apenas num determinado estado, e cotas regionais, para todo o Nordeste.

A primeira empresa a adquirir cota comercial junto à TV Jormal/Recife foi o grupo Heineken, patrocinadora da Liga dos Campeões da Europa, apurou a reportagem. Agora, além da Champions, ela também será uma das patrocinadoras da "Lampions League", como é carinhosamente chamada no Nordeste. A taça, inclusive, se assemelha à da competição europeia e é conhecida por "orelhuda".

Segundo Wladimir Melo, porém, não se sabe ainda se a Heineken vai expor seu carro-chefe ou optará por propagandear outras marcas do grupo, a exemplo de Devassa e Schin.

Globo x Esporte Interativo

Por que o Esporte Interativo optou por vender os direitos da Copa do Nordeste ao SBT em vez de negociar com a Globo? Para Anderson Santos, professor de Economia da UFAL e pesquisador de direitos de transmissão de eventos esportivos, a resposta se encontra no crescimento da emissora do grupo Turner.

"O contrato anterior do Esporte Interativo com a Globo durou o tempo de ambas se tornaram concorrentes. A venda à Turner e a aquisição da Champions estão no meio desse período. Então o Esporte Interativo deixou de ser o primo pobre de um setor comandado por SporTV e ESPN por muitos anos. O Nordestão é produto do Esporte Interativo, que é promotor do torneio. Apostar nele é também alimentar o concorrente", avalia Santos.

Neste sentido, vale lembrar que o Esporte Interativo entrou firme na briga pelos direitos de transmissão dos jogos de alguns dos principais clubes brasileiros a partir de 2019. Times como Santos, Internacional, Atlético-PR, Bahia, Santa Cruz e Fortaleza fecharam com a emissora até 2024. Ao todo, segundo publicou o blog do Rodrigo Mattos, já são pelo menos 15 agremiações entre as séries A, B e C.

Doutorando em futebol pela UERJ e autor do livro recém-lançado Clientes Versus Rebeldes, Irlan Simões também entende que a disputa entre os dois grupos está por debaixo dos panos. "Aparentemente a Copa do Nordeste se tornou um front da batalha entre a Globo e a Turner pelo futebol. É um dos produtos mais atrativos da televisão desde sempre. Hoje se disputa de pacotes completos da Champions League até jogos pontuais da Série C, e a escolha da SBT para a transmissão dos jogos do Nordestão para a TV aberta tem relação direta com isso", destaca Simões.

Fonte: UOL Esporte

Quer ficar por dentro de tudo que acontece nos bastidores da mídia esportiva em tempo real? Então curta nossas páginas no Facebook (facebook.com/midiaesporte) e Twitter (twitter.com/midiaesporte).

Quer anunciar no Portal Mídia Esporte? Entre em contato com a nossa equipe no email midiaesporte@gmail.com e solicite uma proposta.
Tecnologia do Blogger.