Header Ads

SporTV repreende Juninho Pernambucano após críticas a repórteres setoristas de clubes

Ex-jogador e comentarista disse que os jornalistas têm inveja dos jogadores e são maus profissionais

Reprodução

O ex-jogador e comentarista Juninho Pernambucano causou polêmica na edição desta segunda-feira (3) do programa 'Seleção SporTV' após fazer duras críticas aos repórteres que cobrem diariamente os clubes, conhecidos por setoristas, segundo informações do site 'Esporte Fera'.

Ao comentar sobre o incidente da última semana, quando alguns torcedores do Flamengo tentaram agredir o meia Diego no aeroporto, Juninho citou reportagens publicadas na imprensa que, segundo ele, eram equivocadas e disse que os jornalistas ajudam a fomentar a violência da torcida.

"Os setoristas são muito piores hoje em dia. Eu sei que eles ganham mal, mas cada um tem o caráter que tem. Se eu sou setorista, o que eu ia fazer, tentar fazer um ótimo trabalho para tentar ir para outra etapa, subir", afirmou Juninho.

Ele também disse que atualmente os repórteres têm um vínculo muito próximo com dirigentes de clube. "Hoje, para quem cobre futebol, a prostituição está muito grande. Isso é muito perigoso, como na política", afirmou. "Parte da imprensa também tem culpa na violência, porque há um excesso de pilha", completa.

Juninho ainda afirma que parte da conduta dos jornalistas com os jogadores é permeada por inveja. "Já vi isso também de olhar para você, um jogador que é profissional, não tem formação e ganha R$ 100 mil. Tem um cara que está ali, estudou quatro anos, fez de tudo para se formar jornalistas, para ser setorista e ganha mal. Talvez ele leva isso em consideração", explicou.

Durante a explicação, Juninho citou uma reportagem publicada sobre ele em 2012, quando estava no Vasco, e que ele considerou equivocada. "É difícil você ganhar R$ 3 mil ou R$ 4 mil em uma sociedade e se você não for um cara fera, tem que entrevista um cara que ganha mais e que você considera ele um ninguém", afirmou.

Ainda durante o programa, o apresentador André Rizek leu um comunicado da direção de jornalismo do SporTV, que claramente contesta os comentários do ex-jogador.

"Há bons e maus profissionais em todas as categorias. Temos mais de 30 setoristas trabalhando hoje no Grupo Globo e eles recebem aqui nossa confiança e nossa solidariedade. Muitas vezes são eles que mais sofre com o desequilíbrio e a eventual violência dos torcedores. Isso não quer dizer que o Juninho não tenha o direito à sua opinião, que é e continua sendo livre. Mas é importante fazer esse registro", narrou Rizek.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece nos bastidores da mídia esportiva em tempo real? Então curta nossas páginas no Facebook (facebook.com/midiaesporte), Twitter (twitter.com/midiaesporte) e Instagram (instagram.com/midiaesporte).

Quer anunciar no Portal Mídia Esporte? Entre em contato com a nossa equipe no email midiaesporte@gmail.com e solicite uma proposta.



PUBLICIDADE



Tecnologia do Blogger.