Header Ads

Editorial: Decisão da Turner de tirar o Esporte Interativo do ar foi absurda e irresponsável

Assinado por Otto Rezende, editor do Portal Mídia Esporte

Reprodução

Na manhã desta quinta-feira, dia 9, fomos surpreendidos com a notícia de que o Grupo Turner vai tirar os canais Esporte Interativo do ar e que migrará as transmissões esportivas e parte do conteúdo para os canais de filmes TNT e Space, além de exibir as partidas da Liga dos Campeões no Facebook.

O inesperado anúncio abalou os fãs do canal, principalmente aqueles que acompanharam toda a trajetória do EI desde antes de se tornar uma emissora de TV, lá no início dos anos 2000, quando o Esporte Interativo iniciou como um projeto de transmissões esportivas na Band, RedeTV! e TV Cultura.

O "fim" do Esporte Interativo pegou muito mal também por outro motivo. A Turner sequer fez um comunicado prévio aos dirigentes dos clubes com quem fechou acordo para a transmissão do Campeonato Brasileiro de 2019. Não deu satisfação alguma e certamente enfrentará grandes problemas a partir de agora.

Outro problema é o que será de outras competições que o EI transmitia, como a Copa do Nordeste e o Brasileirão da Série C e de Aspirantes. No momento, as transmissões foram canceladas e a expectativa de voltarem, seja no Facebook ou na TNT e Space, é baixa. O cenário é nebuloso.

A decisão repentina da empresa agora controlada pela AT&T foi absurda e irresponsável. Mesmo sob a justificativa de que a legislação brasileira não permita que empresas de telecomnunicações de conteúdo ou detenha direitos e talentos brasileiros (a AT&T é acionista da Sky no Brasil), o fato de não "preparar" o público para a mudança foi um tiro no pé.

Além disso, é difícil entender como a Turner ainda quer investir em eventos esportivos se agora não terá um canal dedicado a isso. O modelo de 'superstation" dificilmente dará certo no Brasil e as transmissões da Liga dos Campeões pelo Facebook não alcançarão um público tão grande por conta dos péssimos serviços de internet que temos no Brasil.

É triste ver uma emissora que muitos de nós vimos nascer acabar morrendo de forma tão desastrosa. Fica aqui a nossa solidariedade aos mais de 150 profissionais que foram demitidos. E aos que ficam, desejamos uma boa sorte - pois vão precisar.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece nos bastidores da mídia esportiva em tempo real? Então curta nossas páginas no Facebook (facebook.com/midiaesporte), Twitter (twitter.com/midiaesporte) e Instagram (instagram.com/midiaesporte).

Quer anunciar no Portal Mídia Esporte? Entre em contato com a nossa equipe no email midiaesporte@gmail.com e solicite uma proposta.




Tecnologia do Blogger.