Header Ads

Inter diz que só jogará a Primeira Liga em 2016 se contrato de TV for assinado

O clube gaúcho afirma que a falta de um contrato para os direitos de transmissão torna a disputa inviável

O clube gaúcho afirma que a falta de um contrato para os direitos de transmissão torna a disputa inviável



O Internacional não vai deixar a liga Sul-Minas-Rio, chamada de Primeira Liga, mas também não tem participação garantida no campeonato programado para o ano que vem. O clube gaúcho afirma que a falta de um contrato para os direitos de transmissão torna a disputa inviável. A diretoria do Colorado também se mostrou cética sobre a realização da edição de 2016 de um modo geral.

"O problema é que ainda não houve uma sinalização concreta do contrato dos direitos de transmissão. Aí não existe receita, estamos todos baixando valor de ingresso e jogar só pela renda da bilheteria não vale a pena. Viver só disso não dá. Até agora, há 40 dias dos jogos programados, não se tem o contrato. Só que é um produto interessante. Há ceticismo para (realização) em 2016", disse Vitorio Piffero, presidente do Internacional, nesta terça-feira (15).

O Internacional nunca se mostrou entusiasta da nova competição, mas sempre esteve presente nas reuniões. Assinou ata de fundação e nos primeiros encontros, foi representado por outro dirigente. Somente no quarto encontro o presidente do clube esteve presente.

"A primeira reunião que eu fui aconteceu na Arena, cheguei lá e ouvi 'então já posso ir buscar um contrato', já estavam montando o calendário e o campeonato. Eu falei 'peraí, e o Gauchão? Como assim?'. No começo eram 19 datas, depois viraram cinco. A liga é uma boa ideia, mas reúne uma série de clubes com objetivos e tamanhos bem diferentes", afirmou.

A posição do Inter, deste modo, fica mais voltada para o âmbito político. Mesmo que outros clubes fundadores tenham liderado com mais ênfase o debate e o fomento da liga.

"A liga é uma chance de se formar um fórum, um novo Clube dos 13. Mas não vejo necessidade de apressar as coisas, de se jogar logo no ano que vem. O Internacional não está fora, mas não vai participar de uma competição deficitária. Se não houver contrato de TV, não vamos jogar. Simples", decretou Piffero.

Na semana passada, o Cruzeiro anunciou que está fora da competição. Flamengo e Fluminense também foram especulados como outros desistentes.

Fonte: UOL Esporte

LEIA TAMBÉM

Flamengo pode deixar Primeira Liga se discussão ficar restrita às cotas de TV



Quer ficar por dentro de tudo que acontece nos bastidores da mídia esportiva em tempo real? Então curta nossas páginas no Facebook (facebook.com/midiaesporte) e Twitter (twitter.com/midiaesporte).

Quer anunciar no Portal Mídia Esporte? Entre em contato com a nossa equipe no email midiaesporte@gmail.com e solicite uma proposta.
Tecnologia do Blogger.