Esporte Interativo confirma negociação com clubes por direitos de TV fechada do Brasileirão

A emissora ainda confirmou que o valor oferecido é nove vezes superior em relação ao que é atualmente pago pela Globo

15:14

A emissora ainda confirmou que o valor oferecido é nove vezes superior em relação ao que é atualmente pago pela Globo



Na tarde desta segunda-feira (15), o Esporte Interativo divulgou uma nota oficial sobre as negociações dos direitos de transmissão do Campeonato Brasileiro Série A a partir de 2019.

A emissora confirmou que está negociando com alguns clubes - porém sem citar quais - e que o valor oferecido é nove vezes superior em relação ao que é atualmente pago pela Globo para os direitos de TV fechada da competição.

Além disso, o canal esportivo da Turner também esclareceu que a proposta de divisão das receitas será nos moldes do Campeonato Inglês, de forma mais igualitária. O EI também promete divulgar as marcas dos patrocinadores dos times e das arenas e transmitir uma quantidade mínima de jogos de cada time que assinar com a emissora.

Veja a nota na íntegra:

"Temos lido inúmeras notícias sobre o interesse do Esporte Interativo na aquisição de direitos de transmissão da Série A do Campeonato Brasileiro. Não temos o costume de comentar sobre negociações em andamento mas, diante da relevância do tema, de tudo que vem sendo publicado e das milhares de perguntas que temos recebido diariamente dos nossos fãs, decidimos esclarecer alguns pontos importantes:
1. O Esporte Interativo confirma que está negociando com alguns times os direitos de transmissão em TV fechada da Série A do Campeonato Brasileiro, a partir de 2019, ou seja, respeitando os contratos que ainda estão em vigor.
2. Nossa proposta representa para os clubes um aumento de mais de 9 vezes em relação à sua receita atual de TV fechada, o que vai abrir a possibilidade de os clubes fazerem investimentos significativos e se fortalecerem ainda mais.
3. Os clubes que aceitarem nossa proposta de TV Fechada NÃO terão qualquer redução de receita em seus contratos atuais de TV aberta ou Pay per View, pois os contratos em vigor são separados e independentes entre si, como determinado pelo Cade com o objetivo de permitir uma concorrência saudável pelos direitos. Ameaças e falta de clareza nas propostas não condizem mais com o ambiente de transparência que o país vive.
4. Um ambiente de livre concorrência pelos direitos e a entrada de um novo grupo na disputa geram benefícios a todos os envolvidos: os clubes terão a oportunidade de investir mais, podendo inclusive trazer do exterior alguns de nossos melhores craques; o campeonato será fortalecido; os patrocinadores terão um retorno maior (podendo aumentar seu investimento!) e, o mais importante, os Torcedores terão mais opções para assistir e se emocionar com sua paixão. Até os canais ganham um incentivo extra para incrementar suas transmissões e oferecer uma experiência cada vez melhor ao Torcedor.
5. A divisão das receitas entre os clubes que fecharem acordo com o Esporte Interativo se dará nos moldes da Premier League inglesa, baseada no princípio do equilíbrio e do mérito, que julgamos ser um sistema que favorece o desenvolvimento do futebol brasileiro como um todo.
6. Com o objetivo de fortalecer os times e o futebol brasileiro,o Esporte Interativo assume publicamente os seguintes compromissos, todos baseados em princípios de justiça em que acreditamos e que já praticamos independente de nossos interesses comerciais:
6.1 Chamar as Arenas e os times por seus nomes, independentemente deste nome ser ou não uma marca comercial.
6.2 Exibir as marcas dos patrocinadores dos times e das Arenas, de forma a valorizar essa propriedade e ajudar os clubes a aumentar ainda mais suas receitas e assim fortalecer o futebol brasileiro
6.3 Transmitir um número mínimo de jogos de cada time, independentemente do seu estado. Acreditamos que a força do futebol brasileiro está espalhada por todas as regiões e torcidas do país.
Para encerrar, agradecemos o enorme apoio que temos recebido dos torcedores de todos os times, mesmo antes de termos nos pronunciado sobre este assunto. Esse apoio fortalece a nossa visão de que vamos na direção certa. Ficamos emocionados ao ver grandes torcidas espalhadas por todo Brasil se mobilizando pelo sonho de assistir aos jogos dos seus times com emoção de verdade, em canais feitos por apaixonados para apaixonados. A nossa história é de luta, de ultrapassar barreiras e, enquanto contarmos com o seu apoio, não desistiremos dos nossos sonhos. Acreditamos que esse é o momento de começar a mudar o futebol brasileiro."

Na semana passada, o Esporte Interativo assinou contrato com o Santos pelos direitos do Brasileirão para a TV fechada. Atlético-PR, Coritiba, Internacional e Bahia devem ser os próximos clubes a fechar com a emissora.

Da Redação/Portal Mídia Esporte
Ouça a Rádio Estação Play em seu Computador, Tablet ou Celular pelos aplicativos RadiosNet e TuneIn.
Curta a página oficial Portal Mídia Esporte no Facebook e @midiaesporte no Twitter.

Compartilhe

Editor e administrador do Portal Mídia Esporte.
Contato: midiaesporte@gmail.com

Leia mais

Próxima
« Anterior
Anterior
Próxima »