Jornalista opina que disputa entre Esporte Interativo e Globo beneficia telespectadores

A entrada do Esporte Interativo, canal da Turner, na disputa pelos direitos de TV fechada do Campeonato Brasileiro virou motivo de preocupação por parte da emissora carioca

20:23

A entrada do Esporte Interativo, canal da Turner, na disputa pelos direitos de TV fechada do Campeonato Brasileiro virou motivo de preocupação por parte da emissora carioca

Corinthians conquistou o título do Brasileirão em 2015

O fim do monopólio da Rede Globo no futebol brasileiro nunca esteve tão ameaçado nos últimos tempos. A entrada do Esporte Interativo, canal da Turner, na disputa pelos direitos de TV fechada do Campeonato Brasileiro virou motivo de preocupação por parte da emissora carioca.

VEJA TAMBÉM

Globo e Esporte Interativo falam pela 1ª vez sobre briga por Brasileirão na TV fechada 


Porém, o jornalista Nelson de Sá, do jornal Folha de S. Paulo, fez uma análise sobre o assunto e opinou que a briga entre os dois canais se tornará benéfica aos telespectadores, que por enquanto são os "sujeitos ocultos" nas negociações.

Veja a análise completa:

---------------------------------------------------------------------------------------------

Telespectador tende a ser beneficiado pela disputa entre TVs

A aquisição do Esporte Interativo pela norte-americana Time Warner, em janeiro de 2015, e a valorização do dólar frente ao real, ultrapassando a barreira de R$ 3 em março de 2015, prepararam o caminho para iminente rompimento do controle da Globo sobre o futebol brasileiro.

O que a Record não conseguiu, com o endosso da Igreja Universal, a gigante americana de mídia está perto de alcançar, com a confirmação já pública de seu acordo com o Santos, pelos direitos para TV paga a partir de 2019.

Outros clubes estariam encaminhados, aproximando o EI de metade da primeira divisão do futebol.

A "guerra" entre os dois grupos de mídia, na expressão usada pelo presidente do São Paulo, Carlos Augusto Barros e Silva, já leva a Globo a negociar concessões com outros clubes, caso do mesmo São Paulo.

Mas o beneficiário final da concorrência —entenda-se guerra, no caso, como o simples funcionamento regular do mercado— tende a ser o consumidor das transmissões, sujeito oculto nas conversas, por enquanto.

Ao fechar a compra do controle do EI, o presidente da Turner latino-americana, subsidiária da Time Warner, alertou tratar-se de "aquisição estratégica", visando crescimento em um "mercado prioritário para a Time Warner".

A primeira batalha foi pela transmissão da Liga dos Campeões, a partir de setembro, de início só on-line.

A Net, maior operadora de TV paga, não incluiu os canais EI na grade, mas a resistência durou pouco —a partir do dia 17, Chelsea, Bayern de Munique, Real Madrid e Barcelona estarão lá também, pelas oitavas de final.

O EI mostrou sua disposição para gastar ao vencer ESPN (Disney) e SporTV (Globo), que se associaram nessa disputa pelos direitos de transmissão da Liga. No entanto, por mais torcedores brasileiros que tenham os grandes europeus, o "mercado prioritário" é de Corinthians, Flamengo e outros grandes brasileiros.

Na nova batalha, a Time Warner não tem economizado seu dólar tão valorizado (R$ 3,89, cotação de quinta às 17h). Os valores que vem oferecendo seriam até nove vezes superiores aos da concorrente.

Mais importante, talvez: embora estejam em jogo só os direitos para TV paga, as ofertas incluiriam pagar pelos direitos para TV aberta, para evitar que a Globo ameace não pagar por eles, em represália —como, aliás, o Santos afirma temer.

A Time Warner não está sozinha nesta corrida às compras de mídia no Brasil.

Em paralelo, os gigantes de publicidade e relações públicas WPP e Omnicom acabam de adquirir o Grupo ABC e a agência Máquina, respectivamente.

--------------------------------------------------------------------------------------------- 

Da Redação/Portal Mídia Esporte
Ouça a Rádio Estação Play em seu Computador, Tablet ou Celular pelos aplicativos RadiosNet e TuneIn.
Curta a página oficial Portal Mídia Esporte no Facebook e @midiaesporte no Twitter.

Compartilhe

Editor e administrador do Portal Mídia Esporte.
Contato: midiaesporte@gmail.com

Leia mais

Próxima
« Anterior
Anterior
Próxima »