Pressionada por rival, Globo propõe nova divisão das cotas de TV do Brasileirão

O problema é a incerteza se a Globo poderá cumprir essa promessa

15:54

O problema é a incerteza se a Globo poderá cumprir essa promessa



Pressionada pela proposta superior feita pelo Esporte Interativo, a Globo acenou para certos clubes com uma mudança no conceito da divisão de cotas de tv do Brasileiro para renovar a partir de 2019. A promessa seria buscar um fórmula mais igualitária, assim como a concorrente. O problema é que contratos da emissora carioca são empecilho para essa alteração que revolucionaria o quadro.

O Esporte Interativo atraiu sete grande clubes para a mesa com uma proposta que diz ser nove vezes maior do que a da Globo _ R$ 550 milhões contra R$ 60 milhões. Além disso, permitiu que os times decidissem a fórmula de divisão do dinheiro, e a adotada foi a da Premier League, 50% igual, 25%, critério técnico, 25%, audiência. Assim, atraiu descontentes.

Para recuperar a confiança desses clubes, a Globo passou a acenar para alguns clubes com uma alteração na divisão de cotas sem grandes vantagem para Corinthians e Flamengo. Um das propostas seria 40% de divisão igual, 30% de premiação, e 30% de audiência.

O blog confirmou que pelo menos dois clubes, São Paulo e Grêmio, receberam ofertas da Globo com modelos após a concorrência do Esporte Interativo. Em ambos, as cotas se alterariam em relação à proposta anterior. Mas não foi possível saber como ficariam os percentuais.

O problema é a incerteza se a Globo poderá cumprir essa promessa. Os contratos do Brasileiro são individuais. O Corinthians tem uma garantia da Globo de que terá um ganho maior juntamente com o Flamengo. O clube rubro-negro tende a fechar com a emissora carioca, e poderia pensar na melhor proposta do Esporte Interativo se perdesse a vantagem.

Além disso, a maior parte do dinheiro oferecido pela Globo é relacionado à TV Aberta, e não a fechada. Por isso que a emissora carioca sempre viu justificativa para Corinthians e Flamengo levarem mais dinheiro: porque tem mais jogos na grade e dão melhor audiência.

No momento, sete clubes estão mais próximos do EI, Santos, Fluminense, Grêmio, Internacional, Bahia, Coritiba e Atlético-PR. Negociam em bloco. Mas isso não significa que vão fechar. Flamengo e São Paulo conversam com ambos, mas estão mais próximo da Globo.

Fonte: Rodrigo Mattos/UOL
Ouça a Rádio Estação Play em seu Computador, Tablet ou Celular pelos aplicativos RadiosNet e TuneIn.
Curta a página oficial Portal Mídia Esporte no Facebook e @midiaesporte no Twitter.

Compartilhe

Editor e administrador do Portal Mídia Esporte.
Contato: midiaesporte@gmail.com

Leia mais

Próxima
« Anterior
Anterior
Próxima »