Futebol argentino pode romper contrato de TV com Governo para assinar com a Turner

Dono do canal Esporte Interativo oferece mais de R$ 600 milhões pelos direitos de transmissão do Campeonato Argentino

22:31
Crédito: Ole.com.ar

Um grupo de dirigentes de clubes da Argentina se reuniu nesta sexta-feira (15) com representantes do governo do país responsáveis pelo programa Futebol Para Todos para alinhar o andamento do contrato de transmissão do Campeonato Argentino.

VEJA TAMBÉM

Esporte Interativo muda comportamento e não procura mais clubes sobre direitos do Brasileiro

Segundo informações da imprensa local, os cartolas argentinos consideraram "insuficiente" a oferta de 2,5 bilhões de pesos (cerca de R$ 550 milhões) pela próxima temporada do torneio, que começa em agosto, e exigiram mais dinheiro ou o rompimento do contrato em vigor, válido até 2019.

A proposta oferecida pelo grupo Turner, dono do canal brasileiro Esporte Interativo, de 3 bilhões de pesos (mais de R$ 600 milhões), foi um fator de pressão para que os dirigentes pedissem ao Governo um valor maior pelos direitos de transmissão do futebol argentino.

Segundo o vice-presidente da Associação de Futebol Argentino (AFA), Claudio "Chiqui" Tapia, os dirigentes dos clubes decidirão na próxima segunda-feira (18) se irão manter ou não o contrato com o Governo. "Para nós, a oferta de 2,5 bilhões de pesos é insuficiente", disse.

Na última quarta-feira (13), os clubes argentinos aprovaram a criação da Superliga, que passa a organizar a primeira e segunda divisões do Campeonato Argentino. A AFA, por sua vez, seguirá à frente das divisões inferiores e da seleção do país. A partir de agora, o órgão será responsável por controlar as verbas dos direitos de transmissão dos torneios.

Interesse da Turner

Após fechar o acordo transmissão do Campeonato Brasileiro com 15 clubes a partir de 2019, a empresa de mídia norte-americana agora quer investir no mercado argentino.

A oferta da Turner foi de mais de R$ 600 milhões - pela próxima temporada -, que estendem a um montante de quase R$ 2 bilhões nos anos seguintes. A programadora quer comprar os direitos do Campeonato Argentino por 13 anos.

Para garantir a gratuidade nos três primeiros anos - condição exigida pelo governo do país -, a Turner irá solicitar a criação de uma comissão conjunta com a AFA e o Futebol Para Todos. Após essa transição, o grupo quer incluir um conteúdo pago em HD, uma multiplataforma de jogos ao estilo Netflix ou um canal próprio da AFA .

Na próxima semana, representantes da Turner visitam o país para tentar concretizar a assinatura do contrato pelos direitos do futebol argentino.
Ouça a Rádio Estação Play em seu Computador, Tablet ou Celular pelos aplicativos RadiosNet e TuneIn.
Curta a página oficial Portal Mídia Esporte no Facebook e @midiaesporte no Twitter.

Compartilhe

Editor e administrador do Portal Mídia Esporte.
Contato: midiaesporte@gmail.com

Leia mais

Próxima
« Anterior
Anterior
Próxima »