Header Ads

Globo tem duas das seis cotas de patrocínio do "Futebol 2017" em aberto

Casas Bahia e Sadia (BRF) desistem de patrocinar o futebol da emissora no ano que vem

Reprodução
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

A Rede Globo perdeu dois dos seis patrocinadores do "Futebol 2017" por conta do grande aumento do valor das cotas de patrocínio.

Segundo informações da revista Veja, Casas Bahia e Sadia (BRF) não renovaram o patrocínio em 2017. Ou seja: das seis cotas à venda, duas estão em aberto. Ambev, Itaú, Johnson & Johnson e Vivo têm prioridade na renovação e devem continuar patrocinando o futebol da Globo.

Os interessados em ocupar os espaços vagos terão que desembolsar, cada um, R$ 283 milhões, com placas à parte: R$ 28,5 milhões. O valor total chegaria a até R$ 311,5 milhões, 27% a mais em comparação à temporada 2016, quando a Globo cobrou R$ 245,7 milhões.

A emissora carioca justifica o aumento do valor das cotas pela saída da TV Bandeirantes, que pagava por parte dos direitos até maio, mas não seguiu com a parceria no futebol.

O contrato prevê quase cem partidas, entre campeonatos estaduais, Brasileirão, Copa do Brasil, Libertadores da América e eliminatórias da Copa do Mundo.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece nos bastidores da mídia esportiva em tempo real? Então curta nossas páginas no Facebook (facebook.com/midiaesporte) e Twitter (twitter.com/midiaesporte).
Tecnologia do Blogger.