Header Ads

Globo garante transmissão da final da Copa do Brasil para todo o país

Emissora já havia exibido para maior parte do país um dos confrontos da semifinal do torneio

Reprodução
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Nas duas semanas passadas, a Rede Globo transmitiu para São Paulo as semifinais da Copa do Brasil, que envolveram uma equipe gaúcha (Grêmio) e outra mineira (Cruzeiro), ao invés de exibir um filme, como em outras oportunidades.

No caso do Rio de Janeiro, também sem equipe local no confronto, ainda assim o telespectador pôde ver a partida de volta, que definiu um dos finalistas, a exemplo da maior parte do país.

Segundo informações do portal UOL, a emissora carioca justificou que o apelo do confronto foi a razão para essa escolha.

''Por serem jogos decisivos, relevantes, de uma competição importante, que têm apelo para interessar a todos os públicos, independentemente da praça. A Copa do Brasil chegou à semifinal com quatro clubes de grandes torcidas, todos com enorme relevância no futebol brasileiro. Entendemos essas partidas como de forte apelo para o público que gosta de futebol. E a resposta que tivemos nos mostrou que acertamos na avaliação'', afirmou a Globo, em resposta enviada por sua assessoria de comunicação.

Questionada se a emissora estava satisfeita com o resultado da opção, inclusive quanto à audiência alcançada (com 17 pontos na Grande São Paulo com ambas as transmissões, liderando no horário, porém com o índice mais baixo com futebol no meio de semana), a Globo assim respondeu: ''Sem dúvida. A busca no Esporte, assim como em toda a Globo, é por relevância e não apenas audiência. Acreditamos que o jogo que oferecemos era de interesse de grande parte do público, e a audiência respondeu bem à iniciativa.''

''Vamos transmitir a final da Copa do Brasil, entre Atlético/MG e Grêmio, para todo o país'', assegurou a emissora.

A Globo também foi questionada se a era uma decisão apenas pontual ou se a tendência é que ela repita o procedimento para situações similares futuras – ou seja, com estados de São Paulo e Rio de Janeiro recebendo jogos importantes, mesmo que não envolvam times dessas praças.

''As transmissões não seguem um padrão definitivo. Vamos sempre avaliar, caso a caso, a relevância dos jogos para a maior parte da população do Brasil, afinal na TV aberta fazemos uma TV plural, que conversa com pessoas de todas as classes sociais, de todas as idades e de todo Brasil. Nosso norte é sempre atender o interesse do maior número de pessoas'', declarou.

A emissora também respondeu se faz parte dos seus planos apostar na transmissão de um único jogo de grande apelo nacional para toda a rede, fugindo da habitual opção por diferentes partidas de futebol, cada uma delas voltadas às suas praças locais:

''Estamos, claro, sempre atentos aos modelos internacionais e à evolução do esporte no mundo. Mas a realidade brasileira é bem diferente da norte-americana, tanto do ponto de vista esportivo quanto do cultural e mesmo do acesso à TV paga. São muitos os fatores que precisam ser levados em conta.''

Quer ficar por dentro de tudo que acontece nos bastidores da mídia esportiva em tempo real? Então curta nossas páginas no Facebook (facebook.com/midiaesporte) e Twitter (twitter.com/midiaesporte).

Quer anunciar no Portal Mídia Esporte? Entre em contato com a nossa equipe no email midiaesporte@gmail.com e solicite uma proposta.
Tecnologia do Blogger.