Header Ads

CBF negocia venda de direitos de amistosos da seleção e quer faturar R$ 6 mi por jogo

Entidade conversa desde janeiro de emissoras e agências de marketing interessadas em fazer propostas

CBF liberou sinal do amistoso contra a Colômbia como uma degustação ao mercado (Foto: Ricardo Stuckert / CBF)
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

O ótimo momento da Seleção Brasileira deve ajudar a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) a faturar um grande valor na negociação dos direitos de transmissão dos amistosos do time nacional. Essa é aposta dos dirigentes da entidade.

Segundo informações do jornal 'Folha de S. Paulo', os cartolas da CBF conversam desde janeiro com executivos de emissoras e agências de marketing interessadas em fazer propostas.

Até dezembro, a Globo tinha a exclusividade na exibição dos amistosos. Com o encerramento do contrato, a entidade está disposta a fechar novas parcerias. A intenção é dividir os direitos e vendê-los para cada plataforma (TV aberta, fechada e internet).

A boa fase do time nacional valorizou ainda mais a negociação. A equipe comandada por Tite já tem oito vitórias seguidas e lidera as eliminatórias da Copa do Mundo de 2018, com sete pontos de vantagem para o Uruguai, que está em segundo.

O valor do pacote segmentado ainda não foi fechado. Em janeiro, a CBF fez o amistoso contra a Colômbia, no Engenhão, como uma degustação ao mercado.

Como a Globo não quis aceitar pagar R$ 6 milhões para exibir a vitória da seleção apenas com atletas que atuam no país, a entidade liberou o sinal na tentativa de conseguir novas ofertas. Dezenas de emissoras no país e no exterior exibiram o confronto. O próprio canal da confederação exibiu a partida pelo Facebook.

Com a possibilidade de fatiar os direitos para várias empresas, a entidade quer arrecadar mais de R$ 6 milhões por jogo.

Já as partidas de competição do Brasil - nas eliminatórias e na Copa do Mundo - estão garantidas pela Globo, que tem acordo com a Fifa até o Mundial de 2022.

A negociação para a venda dos direitos de transmissão está sendo lenta. A ideia dos executivos da CBF é fechar negócio com os interessados até o final de maio.

Caso não aconteça, a confederação poderá gerar novamente as imagens de amistosos na Austrália em junho - um com os donos da casa e outro com a Argentina. A exibição dos jogos pelo seu canal virtual não está descartada.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece nos bastidores da mídia esportiva em tempo real? Então curta nossas páginas no Facebook (facebook.com/midiaesporte) e Twitter (twitter.com/midiaesporte).

Quer anunciar no Portal Mídia Esporte? Entre em contato com a nossa equipe no email midiaesporte@gmail.com e solicite uma proposta.
Tecnologia do Blogger.