Header Ads

Após crítica em programa, Vasco veta acesso da ESPN a São Januário

Decisão foi tomada por Eurico Miranda após críticas do apresentador Rafael Ribeiro ao mandatário cruzmaltino

Foto: Reprodução
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

O presidente do Vasco, Eurico Miranda, proibiu a ESPN Brasil de entrar em São Januário para fazer a cobertura de treinos e atividades do clube. As informações são do portal 'UOL'.

A decisão foi tomada após críticas do apresentador Rafael Ribeiro ao mandatário durante um programa da emissora no último sábado (8), após o empate por 0 a 0 que garantiu a classificação vascaína para a final da Taça Rio.

O clube postou um vídeo em seus canais oficiais do tradicional grito de "Casaca" puxado por Eurico dentro do vestiário, comemorando a vaga diante do maior rival. Tão logo a ESPN reproduziu a imagem durante o programa de debate, Rafael Ribeiro fez duras críticas ao presidente e à sua comemoração com os jogadores. Na visão do apresentador e comentarista, tal classificação não merecia aquele festejo todo.

"Gostaria de deixar registrado meu protesto em relação ao que nós acabamos de ver. O Vasco já teve esse cântico exaltado em momentos muito mais propícios. Classificação para uma Taça Rio que não vale absolutamente nada, nem para o Campeonato Carioca, é assinar embaixo dos 'antis' que dizem que o Vasco acabou. Isso aqui para mim não vale. Se você vascaíno ficou feliz, gritou casaca hoje, estou fora disso aí", disse Rafael.

"Ele [Eurico] recentemente esteve aqui e falei 'isso aqui é Vasco'. Não é que eu defenda. Se tiver que meter o pau, serei o primeiro a fazer isso. Isso aqui que ele fez não é Vasco, pelo amor de Deus", completou o apresentador, apontando para o vídeo.

Irritado com as palavras do comentarista, Eurico ordenou que a ESPN fosse barrada por tempo indeterminado das dependências de São Januário. Na noite de segunda-feira (10), por e-mail, a diretoria cruzmaltina repassou a ordem do presidente ao canal. No dia seguinte, nenhuma equipe da ESPN realizou a cobertura in loco do treino vascaíno.

A ESPN não comentou o caso em seus programas. O impasse é tratado internamente, especialmente pelo fato de a direção da casa ver razão parcial na reclamação de Eurico e entender que houve certo exagero nas palavras de Rafael.

Também por e-mail, a ESPN respondeu. A direção do canal buscou um diálogo com Eurico Miranda e disse que já estava resolvendo o caso. A emissora solicitou que a liberação do acesso ao clube fosse restabelecida tão logo uma solução interna sobre Rafael Ribeiro fosse encontrada. Eurico disse que aguardaria e avaliaria o caso na sequência.

Procurada pela reportagem, a ESPN confirmou o veto do Vasco. "Já estamos conversando para resolver a questão. O que importa para a ESPN é a informação ao torcedor do Vasco. Temos enorme respeito pela instituição – e também por quem comanda o Vasco. Algumas desavenças podem fazer parte do percurso. Temos certeza de que vamos solucioná-las".

Sobre Rafael Ribeiro, o canal informou que analisará internamente a situação do jornalista. " Qualquer 'atitude' em relação a qualquer talento sempre foi tratada como questão interna".

Quer ficar por dentro de tudo que acontece nos bastidores da mídia esportiva em tempo real? Então curta nossas páginas no Facebook (facebook.com/midiaesporte) e Twitter (twitter.com/midiaesporte).
Tecnologia do Blogger.