Header Ads

Globo cobra alto por sublicenciamento da Copa-2018 e deve ficar sem parceiro na TV aberta

Band e SBT já recusaram a oferta e outras emissoras não demonstraram interesse

Imagem: Reprodução
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

A Rede Globo deve ser a única emissora que vai transmitir na TV aberta a Copa do Mundo de 2018, na Rússia. De acordo com a jornalista Keila Jimenez, do portal "R7", Band e SBT já recusaram a oferta e outras emissoras não demonstraram interesse.

O alto preço cobrado pela Globo para o sublicenciamento seria o motivo. A emissora carioca estaria pedindo algo em torno de 50 milhões de dólares (mais de R$ 150 milhões) para dividir os direitos de transmissão do Mundial com outro canal aberto.

Devido à crise econômica no país, as emissoras recuaram a possibilidade de parceria com a Globo para a Copa da Rússia. No entendimento do mercado, os custos de produção e exibição do evento também serão altos.

Além dos R$ 150 milhões pelos direitos, as emissoras teriam que desembolsar mais R$ 15 milhões entre estadias, alimentação, locação de equipamentos, equipe técnica, estúdios, comentaristas, entre outros custeios. E como o Mundial será na Rússia, no outro lado do mundo, esses custos são ainda maiores. Para muitos, a conta não fecha e o prejuízo seria inevitável.

Quanto à TV paga, a Copa-2018 será transmitido pelo SporTV, canal esportivo da Globosat, e pelo Fox Sports, que firmou parceria com a Globo. A ESPN ainda não entrou em negociação, assim como o Esporte Interativo.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece nos bastidores da mídia esportiva em tempo real? Então curta nossas páginas no Facebook (facebook.com/midiaesporte) e Twitter (twitter.com/midiaesporte).
Tecnologia do Blogger.