Header Ads

Band vai usar cotas de patrocínio para pagar contrato da Copa-18 à Globo

Emissora decidiu cortar gastos e poupar investimentos em produção para poder exibir a competição

Foto: Reprodução / Band

Apalavrada com a Globo para transmitir a Copa do Mundo da Rússia, em 2018, a Rede Bandeirantes buscou uma forma de arcar com os custos e oficializar o acordo. Segundo o blog de Keila Jimenez, a Globo quer cerca de US$ 60 milhões pela divisão na TV aberta dos direitos do Mundial.

Em crise financeira, a Band decidiu cortar gastos e poupar investimentos em produção para poder exibir a competição. A emissora, inclusive, deixará de exibir o programa "Pânico" em dezembro, sacrificando a sua programação.

Além disso, a transmissão da Copa pode ainda comprometer os espaços comerciais da Band. Segundo fontes do mercado, a ideia da emissora é colocar oito cotas de patrocínio à venda, por cerca de R$ 25 milhões cada (valor de tabela).

As primeiras cotas vendidas seriam destinadas à Globo, e a Band ficaria com o restante. O problema é que essas cotas oferecem aos anunciantes espaço nos intervalos da Band por quase dois anos. É uma tática para tentar fisgar marcas com uma entrega a longo prazo, mas que imobiliza parte da grade comercial.

Por conta de todos esses empecilhos, a direção da Band está dividida em relação a todos os sacrifícios que serão feitos para viabilizar a transmissão da Copa da Mundo.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece nos bastidores da mídia esportiva em tempo real? Então curta nossas páginas no Facebook (facebook.com/midiaesporte) e Twitter (twitter.com/midiaesporte).

Quer anunciar no Portal Mídia Esporte? Entre em contato com a nossa equipe no email midiaesporte@gmail.com e solicite uma proposta.
Tecnologia do Blogger.