Header Ads

Premiação do Brasileiro vai aumentar com novos acordos de TV em 2019

Previsão é que, a grosso modo, o bolo do dinheiro distribuído por colocação no campeonato seja multiplicado por quatro ou cinco vezes

Reprodução

Campeão brasileiro em 2017, o Corinthians ganhou uma premiação de R$ 18 milhões pelo título, dinheiro que faz parte do contrato de televisão. Pouco se comparado ao que se ganhará o campeão da Copa do Brasil e até a Libertadores, em 2018. O Nacional só se tornará uma competição forte de distribuição de dinheiro por colocação em 2019 com os novos acordos de televisão.

Com seu novo modelo de cotas, a Globo prevê dar 30% do total do contrato de R$ 1,1 bilhão (TV Aberta e Fechada) por posições no Brasileiro. Ou seja, considerando que tivesse 20 times no campeonato, daria R$ 330 milhões. Atualmente, em 2017, o total de premiação atingiu apenas R$ 63,8 milhões. Haverá um reajuste para 2018 pela inflação.

Em relação aos times com contrato com o Esporte Interativo, também haverá 25% do dinheiro distribuído por posição no campeonato. O canal deve desembolsar R$ 220 milhões se tiver as oito equipes no campeonato (tinha oferecido R$ 550 milhões por 20 clubes). Ou seja, haveria R$ 55 milhões em valores divididos por colocações.

Cada emissora só vai pagar para as equipes com quem tenha contrato, proporcionalmente aos direitos adquiridos. A Globo, por exemplo, vai pagar premiação maior a quem tiver contrato com ela para TV Aberta e Fechada, assim como o Esporte Interativo só pagará aos que tenham vendido seus direitos a eles. Assim, os valores das duas emissoras não se acumulam e é impossível agora saber qual o bolo por premiação.

De qualquer maneira, a previsão é que, a grosso modo, o bolo do dinheiro distribuído por colocação no campeonato seja multiplicado por quatro ou cinco vezes em 2019. Será portanto muito mais importante ficar em posições avançadas na tabela sob o ponto de vista financeiro.

Para se ter ideia, a Globo já fixou o prêmio para o campeão a partir de 2019 e este será de R$ 33 milhões. É mais de 80% superior ao valor destinado ao campeão Corinthians neste ano.

O modelo que incrementa a cota destinada à colocação no campeonato aproxima o Brasileiro do modelo inglês, onde há uma cota fixa, um total por desempenho esportivo e outro com critério de mercado. No caso deste último, a Globo usa o número de exibições na TV e o Esporte Interativo, a audiência.

Fonte: Blog de Rodrigo Mattos / UOL

Quer ficar por dentro de tudo que acontece nos bastidores da mídia esportiva em tempo real? Então curta nossas páginas no Facebook (facebook.com/midiaesporte), Twitter (twitter.com/midiaesporte) e Instagram (instagram.com/midiaesporte).

Quer anunciar no Portal Mídia Esporte? Entre em contato com a nossa equipe no email midiaesporte@gmail.com e solicite uma proposta.



PUBLICIDADE



Tecnologia do Blogger.