Header Ads

Clubes fechados com EI têm negociação travada com Globo por direitos de TV aberta do Brasileiro

Alguns desses times já estudam exercer uma cláusula de garantia da Turner no caso de não fecharem com a emissora carioca

Reprodução

Dois anos após a disputa pelos direitos de transmissão do Campeonato Brasileiro a partir de 2019, boa parte dos clubes que assinou com o Esporte Interativo continua com a negociação travada com a Globo em relação à TV aberta.

De acordo com o blog de Rodrigo Mattos, do 'UOL', alguns desses times já estudam exercer uma cláusula de garantia do canal esportivo da Turner de que pagaria pelos direitos de TV aberta caso não houvesse acordo com outra emissora. Essa decisão será tomada até o segundo semestre deste ano.

Além desses times acertados com a Turner, o São Paulo também acertou contrato apenas de TV fechada - no caso, o SporTV. A Globo tem conversado com dirigentes dessas equipes, como Bahia e Palmeiras, por exemplo, com quem teve contato durante o sorteio da Libertadores, no ano passado.

O problema, porém, é que há clubes como o baiano, além de Santos, Atlético-PR e Coritiba, que não ficaram satisfeitos com a proposta da emissora carioca, que está oferecendo um modelo com 40% do valor fixo em partes iguais, 30% por exibição e 30% por premiação por posição.

A avaliação dos dirigentes é de que esse valor pode ser menor do que o do atual contrato de TV Aberta do Brasileirão. Para atingir a proposta do EI, a Globo redistribuiu o total oferecido aos clubes, deslocando parte do dinheiro da TV aberta para a fechada. Ou seja, quem fechar só na aberta terá um bolo menor do que o atual. Além disso, o valor total que receberiam ficaria nas mãos da emissora que decide quantas vezes exibe cada equipe.

O argumento da Globo é que foi adotado exatamente o modelo proposto por vários clubes. A emissora ainda alega que o critério de exibição é justo por ser baseado nas aparições na TV. Esse tipo de cláusula por mérito é utilizado em contratos de várias ligas, na versão da emissora. Com isso, os clubes estudam se é mais vantajoso exercerem a cláusula de garantia do Esporte Interativo.

Há a garantia de que a Turner compre os direitos de TV Aberta de cada clube por R$ 18 milhões, segundo apurou a publicação. Neste caso, a programadora poderia revender os direitos de TV aberta para outra emissora, ou simplesmente manter a exclusividade dos jogos na TV fechada.

As negociações dos clubes com a Globo devem ser definidas até o segundo semestre deste ano.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece nos bastidores da mídia esportiva em tempo real? Então curta nossas páginas no Facebook (facebook.com/midiaesporte), Twitter (twitter.com/midiaesporte) e Instagram (instagram.com/midiaesporte).

Quer anunciar no Portal Mídia Esporte? Entre em contato com a nossa equipe no email midiaesporte@gmail.com e solicite uma proposta.




Tecnologia do Blogger.