Header Ads

Conmebol se frustra com ofertas de emissoras pela Sul-Americana e deve fazer novo leilão

Entidade até cogita reduzir o prazo da venda dos direitos de quatro para dois anos

Reprodução

O leilão dos direitos de transmissão da Copa Sul-Americana não atingiu no Brasil o valor esperado nas primeiras ofertas recebidas das emissoras e por isso a Conmebol deve abrir uma nova rodada de lances. A informação é do Blog de Marcel Rizzo.

De acordo com a publicação, a entidade até cogita reduzir o prazo da venda dos direitos de quatro para dois anos - seria, portanto, válido para as temporadas de 2019 e 2020, e não mais de 2019 a 2022. Seria uma maneira de compensar os baixos valores oferecidos.

A competição está sendo oferecida junto com a Recopa, mas em dois pacotes diferentes: o primeiro tem a transmissão exclusiva da final e a primeira escolha de jogos da Sul-Americana, e o segundo a exclusividade da Recopa e a segunda escolha da Sul-Americana.

Ainda não há um prazo para que as ofertas sejam entregues e nem plano de mudanças nos pacotes. Há apenas, como já informado, a possibilidade da diminuição do tempo de contrato caso as ofertas não tenham valores melhores.

O leilão da Sul-Americana está sendo conduzido pela Diez Media, joint venture formada pelas agências IMG e Perform. É a mesma empresa que fez a negociação dos direitos da Libertadores.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece nos bastidores da mídia esportiva em tempo real? Então curta nossas páginas no Facebook (facebook.com/midiaesporte), Twitter (twitter.com/midiaesporte) e Instagram (instagram.com/midiaesporte).

Quer anunciar no Portal Mídia Esporte? Entre em contato com a nossa equipe no email midiaesporte@gmail.com e solicite uma proposta.




Tecnologia do Blogger.