Header Ads

Globo pretende seguir com Série B, mas clubes querem revisão das cotas de TV

Representantes dos clubes do Campeonato Brasileiro Série B estiveram reunidos na última segunda-feira (17) no Rio de Janeiro com executivos da Rede Globo para apresentar a proposta para a revisão das cotas de TV e escutaram que a emissora tem interesse em seguir com o campeonato e prorrogar o acordo vigente.

Divulgação

Representantes dos clubes do Campeonato Brasileiro Série B estiveram reunidos na última segunda-feira (17) no Rio de Janeiro com executivos da Rede Globo para apresentar a proposta para a revisão das cotas de TV e escutaram que a emissora tem interesse em seguir com o campeonato e prorrogar o acordo vigente.

No entanto, segundo o site da ESPN, eles não descartam analisar outras ofertas mesmo com o sinal positivo da emissora. O atual contrato da competição se encerra ao fim de 2017. A comissão é formada por membros de América-MG, Náutico, Paysandu e Atlético-GO. Marcus Salum, do Coelho, foi o responsável por construir o estudo que pede a mudança em todo cenário.

Os times recebem hoje R$ 3 milhões - com os impostos, ele fica em R$ 2,7 milhões - e reclamam ser impossível montarem seus elencos com esse valor e que a cifra estaria 'defasada'. Segundo eles, a Globo não discordou num primeiro momento dessa visão.

LEIA MAIS
Clubes da Série B querem cotas de TV próximas da Série A

"Houve uma reunião na segunda-feira, no Rio, onde foram mostradas as teses que levantamos, os estudos e aí ficamos de marcar uma nova para a semana que vem. Ainda nesta mesmo seria impossível porque a maioria viajou. Sei apenas que com R$ 3 milhões é insustentável, não tem a menor condição", afirma o presidente do Náutico, Glauber Vasconcelos. "Ninguém está em rota de colisão. Existe o interesse de outras emissoras, mas só vamos ouvir depois de esgotarmos (com a Globo). Até o ano que vem, temos que definir nosso futuro", completa.

Uma nova rodada de discussões com a Globo deve acontecer na próxima semana. "O contrato existe até 2017, é lógico que, quando você está negociando, vai envolver prazos, se a emissora tem interesse em mexer com valores. É lógico que vamos atrás, mas temos processos e estamos no meio dele. Se não quiser comprar, tenho que ir atrás de quem quer", diz Marcus Salum, do América-MG.

"Se eu não tivesse tido nenhuma receptividade da outra, disposta a mexer, valores, estaria procurando outra emissora. Mas ficou muito claro para eles que os valores estão defasados e aí nós temos que ver como vai ficar. Tenho uma expectativa de até o fim do mês termos novidades. Vamos 'devagarinho'", finaliza.

Remanescentes do Clube dos 13, Bahia, Vitória e Botafogo são exceções na Série B e recebem cotas maiores do que os demais clubes.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece nos bastidores da mídia esportiva em tempo real? Então curta nossas páginas no Facebook (facebook.com/midiaesporte) e Twitter (twitter.com/midiaesporte).

Quer anunciar no Portal Mídia Esporte? Entre em contato com a nossa equipe no email midiaesporte@gmail.com e solicite uma proposta.
Tecnologia do Blogger.