Conselheiros de Santos e Inter creem em amadorismo nas negociações com Esporte Interativo

Segundo colunista do UOL, há a certeza em ambos de não terem tomado a melhor decisão

18:44

Segundo colunista do UOL, há a certeza em ambos de não terem tomado a melhor decisão



Por UOL (Flávio Ricco) - Membros dos conselhos deliberativos do Santos e Inter, de Porto Alegre, estão perplexos com o amadorismo desses dois clubes nas negociações com o Esporte Interativo. Em ambos, há a certeza de terem tomado uma decisão com o fígado e não com a cabeça.

O objetivo do EI era fechar oito clubes grandes, oferecendo R$ 40 milhões a título de luvas. Pararam nos dois acima, mais Coritiba e Atlético Paranaense – não exatamente grandes.

Agora, meio que no desespero e usando o que não foi gasto com os maiores, há a tentativa de validar acordos com times das séries B e C oferecendo cerca de R$ 5 milhões de luvas para cada um.

O que se tem como praticamente certo é que Ceará, Fortaleza, Sampaio Correa, Criciúma e Atlético Goianiense estão bem próximos de legitimar compromisso com o Esporte Interativo.

Como novo objetivo traçado, agora se pretende chegar a algo em torno de 12 ou 14 equipes. Nesta altura, acredita-se, nem o Lula com seus "poderes de Grayskull" tem alguma ideia de quantos destes estarão efetivamente na Série A em 2019, para se juntar a Inter e Santos.

Chegou a tal ponto essa disputa pelos direitos do futebol, que alguns clubes, verifica-se, estão completamente perdidos em meio a tudo.

A Série B é do SporTV, ou seja, enquanto alguns desses clubes estiverem ou mesmo se conseguirem chegar à ela, não poderão ceder seus direitos para o EI. Olha que situação.
Ouça a Rádio Estação Play em seu Computador, Tablet ou Celular pelos aplicativos RadiosNet e TuneIn.
Curta a página oficial Portal Mídia Esporte no Facebook e @midiaesporte no Twitter.

Compartilhe

Editor e administrador do Portal Mídia Esporte.
Contato: midiaesporte@gmail.com

Leia mais

Próxima
« Anterior
Anterior
Próxima »