Bahia revela pressão da Globo para que não assinasse com Esporte Interativo

Executivo da Globo alegava diversas vezes que o melhor para o clube seria fechar com a emissora para todas as mídias

17:38

Da Redação/Portal Mídia Esporte - O Bahia é um dos clubes que assinou contrato com o Esporte Interativo para transmitir os seus jogos no Campeonato Brasileiro a partir de 2019 na TV fechada. E o presidente tricolor, Marcelo Sant'Ana, revelou que recebeu pressão da Rede Globo para que não fechasse o acordo com a concorrente.

Em resposta ao questionamento do Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica) sobre as negociações, o dirigente confirma que teve conversas com Fernando Manuel, diretor de direitos esportivos da Globosat, que alegava diversas vezes que o melhor para o clube seria fechar com a emissora para todas as mídias (TV Aberta, TV Fechada e PPV).

Veja o que o clube disse:

"O Esporte Clube Bahia foi informado pelo Grupo Globo, repetidas vezes, que o melhor para o clube seria fechar todas as janelas. A alegação é de que seria uma vantagem competitiva para o mesmo. Para complementar, seguem dois exemplos de diálogos registrados em troca de e-mail e por mensagem via aplicativo de celular 'Whatsapp':

a) Disse o diretor Fernando Manuel, através de e-mail no dia 10 de fevereiro de 2016: "O Bahia pertence ao grupo de clubes que recebe participação no Premiere e, como clube popular que é, quantia é significativa e paga estando o Bahia na Série A ou B. Isso ocorre este ano. Trata-se de diferencial (no NE, apenas Vitória e Sport também possuem e já asseguraram isso para futuro pois clubes já assinaram com Globo) ".

b) Sobre o mesmo tema, o diretor Fernando Manuel também enviou mensagem via aplicativo de celular 'Whatsapp, no dia 2 de março, ponderando: "Tenho buscado sinalizar efeitos da opção de um acordo conosco ou não. Ontem conversei com o Náutico e constatei, da mesma forma verificada com o Santa Cruz, os efeitos diferentes que um modelo integrado de contratos principalmente do PPV acabou gerando nos mercados. Lá, apenas o Sport tem essa situação. Temo que um distanciamento de posições contratuais gere o mesmo cenário para Bahia e Vitória, com quem já temos contratado ".

VEJA MAIS:

Vitória recusa renovação de contrato com a Globo até 2024

Além disso, o Bahia informou que a primeira proposta da Globo era de renovar o contrato até 2020, mas que haveria redução de 20,7% da cota fixa do contrato de 2016 a 2018 e um adiantamento do valor do novo contrato que seria descontado nos cinco anos subsequentes, o que não foi aceito pelo clube, que "entendeu que a mesma era prejudicial para a instituição".

Após a entrada do Esporte Interativo, a emissora carioca fez novas ofertas, sem nenhum desconto e com um pagamento a título de "luvas" pela assinatura do contrato. No entanto, o Bahia informou ao Cade que a proposta apresentada não permitia fazer a negociação por mídia, de maneira independente, com outras emissoras.

Veja quais foram as propostas feitas pela Globo:

"Conforme anteriormente relatado, a proposta inicialmente apresentada pelo Grupo Globo envolvia as seguintes mídias: TV Aberta, Placas, Telefonia e Internet, Direito de Exploração Internacional, TV Fechada e Pay-per-view.

Posteriormente, o Sr. Fernando Manuel, executivo do Grupo Globo, quando do envio da proposta do dia 27 de fevereiro de 2016, cita a possibilidade de desenvolvimento de proposta alternativa com a exploração de 3 janelas: TV Aberta, TV Fechada e PPV.

No dia 01 de março de 2016, o supracitado executivo enviou nova proposta, desta vez exclusivamente em relação à TV Fechada, também para os anos de 2019 a 2024"

Por fim, o Bahia revelou por quais motivos o clube decidiu fechar com o Esporte Interativo ao invés da Globo. Veja:

"O Esporte Clube Bahia optou pela proposta oferecida pelo Esporte Interativo, por entender que a mesma era mais vantajosa para a instituição, seja por aspectos financeiros, seja pela valorização da marca e tratamento dispensado ao Clube, sem fazer distinção por critérios geográficos; como também pela entrada de um novo player no mercado de compras de direitos de transmissão do Campeonato Brasileiro da Série A.

É de se ressaltar, ainda, que tal decisão contou com concordância expressiva dos integrantes do Conselho Deliberativo do Clube, que foi previamente consultado sobre o tema, mediante exposição das propostas formuladas pelas duas empresas.

Sendo o que nos cumpre para o momento, reiteramos os votos da mais elevada estima e consideração."

Confira abaixo o documento completo:

Ouça a Rádio Estação Play em seu Computador, Tablet ou Celular pelos aplicativos RadiosNet e TuneIn.
Curta a página oficial Portal Mídia Esporte no Facebook e @midiaesporte no Twitter.

Compartilhe

Editor e administrador do Portal Mídia Esporte.
Contato: midiaesporte@gmail.com

Leia mais

Próxima
« Anterior
Anterior
Próxima »