Clubes fechados com Esporte Interativo se unirão para negociar com a Globo na TV aberta

Um dos itens que os times pretendem avançar é a divisão do dinheiro, que hoje privilegia Flamengo e Corinthians

12:24

Um dos itens que os times pretendem avançar é a divisão do dinheiro, que hoje privilegia Flamengo e Corinthians



Por UOL Esporte vê TV (Felipe Pereira) - Assim como ocorre na TV fechada, as Organizações Globo devem enfrentar mais dificuldade na renovação dos direitos de transmissão do Campeonato Brasileiro na TV aberta. Esse é o discurso das 13 equipes que assinaram com o Esporte Interativo e abandonaram o Sportv. Elas prometem agir em conjunto para ter maior poder de barganha com a emissora carioca.

A intenção dos clubes é a de unificar ideias, verificar quais pontos são prioridade e formar um bloco que busque fechar focos de interesses a todos, e não só caso a caso. Os itens que os times pretendem avançar são a divisão do dinheiro, que hoje privilegia Flamengo e Corinthians, o horário dos jogos, a recusa em falar o nome dos estádios e não coincidir jogos da seleção com o de campeonatos.

O estágio em que se encontra o acordo entre os dirigentes pode ser classificado como um protocolo de intenções. Todos concordam que haverá benefícios, mas há pontos que precisam ser acertados para um discurso único se adotado.

O presidente do Internacional, Vitorio Piffero, contou que a intenção é escolher um representante que vai negociar com a Rede Globo e demais interessados. Mas ele ressaltou que ainda é cedo e a estratégia a ser usada não está definida.

O presidente do Paraná, Leonardo de Oliveira, falou que a ideia precisa ser amadurecida para os clubes firmarem compromissos entre si. O dirigente lembra que as cotas de TV aberta precisam ser negociadas até 2018 e, como os outros presidentes de clube, afirmou que nesta situação o ditado ‘a união faz a força’ é mais do que válido.

“Não é uma ruptura, mas uma mudança de mentalidade”, declarou Marcelo Sant'Anna, presidente do Bahia.

Ele acrescenta que outras equipes que assinaram com o Sportv são bem-vindas no grupo para aumentar a força na hora de negociar com a TV aberta. O mesmo se aplica ao Palmeiras, que até o momento não fechou os direitos de transmissão de TV a cabo nem com as Organizações Globo, nem com o Esporte Interativo.

Um ponto que Sant'Anna bateu forte foram os jogos das 22h. O dirigente declarou que nenhum jogador ou membro de departamento médico gosta deste horário. Mas ele acenou com a possibilidade de criar uma alternativa para emissoras de TV aberta, como jogar em outro dia.

O presidente do Santos, Modesto Roma Júnior, disse que negociar em conjunto recupera, pelo menos em parte, a força do extinto Clube dos 13. Por coincidência, o mesmo número de clubes presentes no Museu de Futebol na terça-feira.
Ouça a Rádio Estação Play em seu Computador, Tablet ou Celular pelos aplicativos RadiosNet e TuneIn.
Curta a página oficial Portal Mídia Esporte no Facebook e @midiaesporte no Twitter.

Compartilhe

Editor e administrador do Portal Mídia Esporte.
Contato: midiaesporte@gmail.com

Leia mais

Próxima
« Anterior
Anterior
Próxima »