Esporte Interativo planeja mudar horário dos jogos de meio de semana do Brasileirão

O vice-presidente de conteúdo esportivo da Turner, Edgar Diniz, disse que o horário deve ser "entre 19h30 e 21h"

19:09

O vice-presidente de conteúdo esportivo da Turner, Edgar Diniz, disse que o horário deve ser "entre 19h30 e 21h"



Por Folha de S. Paulo (Guilherme Seto) - Em cerimônia de anúncio dos clubes com os quais assinou contrato para transmissão do Campeonato Brasileiro a partir de 2019, nesta terça-feira (19), o Esporte Interativo, pertencente ao grupo multinacional Turner, revelou que planeja mudar os horários vigentes dos jogos para mais cedo.

No anúncio, foi dado o argumento de que isso beneficiaria o torcedor, o que foi corroborado em vídeo pelos presidentes do Inter, Vitorio Piffero, do Joinville, Jony Stassun, e da Ponte Preta, Vanderlei Pereira.

À Folha, o vice-presidente de conteúdo esportivo da Turner, Edgar Diniz, disse que o horário deve ser "entre 19h30 e 21h", mas que a decisão será tomada em comum acordo com os clubes envolvidos.

"Vamos alterar nossa grade para ajeitar esses jogos. Acredito que hoje não existem muitas críticas quanto aos horários nos finais de semana, então a ideia é mudar os jogos de semana para um horário em que o torcedor consiga sair do trabalho, ver o jogo e dormir o suficiente", explica.

Para Diniz, a relação de longa data do Grupo Globo, que defende os horários mais tarde durante a semana para adequar os jogos à sua grade de programação, e a CBF não dificultará a negociação do Esporte Interativo com a entidade máxima do futebol brasileiro.

"Ainda não conversamos com a CBF, mas também temos uma ótima relação com eles. Temos a Copa Verde, a Copa do Nordeste No final, a CBF vai defender o que for melhor para o futebol. Ela não vai entrar numa disputa entre grupos de mídia para tratar desse tema. Se o horário for bom para o futebol, não acho que ela vá tentar prejudicar a gente", concluiu.

ANÚNCIO

Nesta segunda (18), o Esporte Interativo anunciou 14 clubes com os quais assinou contratos pelos direitos de transmissão em TV fechada do Brasileiro a partir de 2019. São eles: Santos, Inter, Atlético-PR, Coritiba, Bahia, Ceará, Joinville, Sampaio Corrêa, Paysandu, Ponte Preta, Criciúma, Fortaleza e Paraná.

O Santa Cruz foi colocado nessa lista "à revelia". Nesta segunda, o clube disse à Folha que pretende romper o que seria um "pré-contrato" com o Esporte Interativo e fechar com a Globo, ao passo que a emissora do grupo Turner argumenta que um contrato já foi assinado e as luvas já foram depositadas.

Sobre o tema, Diniz diz se tratar de uma situação negocial "normal", e que agora o Santa Cruz tenta receber mais por um acordo que já foi estabelecido anteriormente.

A Folha apurou que o Figueirense apenas não foi anunciado por questões burocráticas e será o 15º clube do grupo.

VEJA MAIS:

Esporte Interativo anuncia acordo com novos clubes, mas enfrenta problemas com Santa Cruz
Ouça a Rádio Estação Play em seu Computador, Tablet ou Celular pelos aplicativos RadiosNet e TuneIn.
Curta a página oficial Portal Mídia Esporte no Facebook e @midiaesporte no Twitter.

Compartilhe

Editor e administrador do Portal Mídia Esporte.
Contato: midiaesporte@gmail.com

Leia mais

Próxima
« Anterior
Anterior
Próxima »