Especialista aposta que Band voltará a transmitir o Brasileirão em 2017

No mercado, especula-se que a emissora decidiu focar na Olimpíada diante das poucas verbas para fechar o Brasileirão

16:43

Na semana passada, a Rede Bandeirantes anunciou o fim das transmissões do Campeonato Brasileiro após dez anos de parceria com a Rede Globo. A emissora alegou que o agravamento da crise econômica impediu a emissora de prosseguir com o licenciamento. No entanto, o mercado aposta que o canal volte a transmitir o torneio em 2017.

+ Sem futebol, Band acumula prejuízo de quase meio bilhão de reais

+ Fim das transmissões do Brasileiro na Band vai além da crise financeira, dizem especialistas

Essa é a avaliação de Ivan Martinho, professor do MBA em Negócios do Esporte da ESPM. “É um reflexo da economia, o mercado publicitário está um pouco mais retraído. Em 2014, eles [Band] fizeram movimento parecido, saíram da Copa do Brasil, mas em 2015 voltaram. Eles são consolidados como marca de esporte e acredito que no ano que vem eles voltem a transmitir tanto o Campeonato Brasileiro como a Copa do Brasil”, disse o especialista em marketing esportivo ao site Propmark.

Martinho ressalta que, para ter uma boa cobertura de um torneio, uma emissora precisa, além do dinheiro para a compra dos direitos de transmissão, também ter recursos para pessoal e logística, o que custa muito. E diante das poucas verbas no mercado publicitário para fechar o Brasileirão, ele acredita que a Band optou por concentrar os esforços nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro.

“Para a cobertura das Olimpíadas, é preciso criar um diferencial, ter deslocamento de equipe, o que custa muito. Somando o que tiveram de gastar com os Jogos e a retração do mercado publicitário, o resultado é que eles não tiveram sucesso na venda do Brasileiro e resolveram abrir mão desse direito”, completa.

“Do ponto de vista de produto, o mercado publicitário perde essa boa opção de investimento com a Band, que fez belas transmissões e tem um acerto grande quando se trata de futebol”, acrescenta Martinho.

No mercado, a especulação gira em torno do interesse de Record, RedeTV! ou SBT em dividir os direitos com a Globo na TV aberta, mas é dado quase como certo que este ano a emissora carioca ficará sozinha no Brasileirão por uma questão de timing, afinal o torneio começa no próximo dia 14 de maio.

“Acho que a Record teve experiências ruins e não acho que seja concorrente séria. Talvez a RedeTV! poderia se interessar, mas ela precisaria de tempo para estruturar tanto a cobertura como também para buscar patrocinadores. Eles não têm isso pronto. É muito difícil acharem grandes orçamentos disponíveis no mercado para viabilizar o projeto. Minha impressão é que a Globo vai transmitir o Brasileirão sozinha este ano e a Band volta em 2017”, destaca o professor.
Ouça a Rádio Estação Play em seu Computador, Tablet ou Celular pelos aplicativos RadiosNet e TuneIn.
Curta a página oficial Portal Mídia Esporte no Facebook e @midiaesporte no Twitter.

Compartilhe

Editor e administrador do Portal Mídia Esporte.
Contato: midiaesporte@gmail.com

Leia mais

Próxima
« Anterior
Anterior
Próxima »