Apresentador do SporTV chora com morte de Carlos Alberto Torres

André Rizek se emocionou ao falar do Capitão do Tri no programa ''Seleção Sportv'' desta terça-feira (25)

15:06
Reprodução/UOL
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

O apresentador André Rizek, do SporTV, chorou ao vivo no programa ''Seleção Sportv'' desta terça-feira (25) ao falar da morte do colega Carlos Alberto Torres, capitão do Tri em 1970.

'Tô triste como todo mundo, mas acho que é o momento de celebrar a carreira do Capita, o que ele fez'', disse Rizek, emocionado, após ter feito o anuncio da notícia minutos antes.

''Conheci o Capita como personagem, não conhecia o Capita [como pessoa]. Fui conhecer o Capita em 2010, pessoalmente, quando ele veio no 'Redação' e começaram os preparativos para o 'É Campeão''', prosseguiu, sobre a atração especial do SporTV com capitães campeões mundiais, exibido durante a última Copa no Brasil.

''Fiquei muito emocionado quando a turma começou a desembarcar: [Lothar] Matthaus, [Fabio] Cannavaro, o [Daniel] Passarella. Eles olhavam assim pro Capita e quase que pediam autorização pro Capita, pra poder emitir uma opinião. Ele co-apresentou o programa comigo, foi parte importante desse projeto e o [Franz] Beckenbauer só entrou nesse projeto por causa do Capita. O maior jogador alemão de todos os tempos só entrou [no programa] por causa do Capita.''

''E a gente vai fazendo o nosso 'Troca de Passes''', continuou, agora mencionando o contato profissional com Carlos Alberto Torres em outra atração da emissora. ''Até para dividir com vocês: no domingo, a gente tá tenso aqui, os jornalistas, o espelho do programa, a pauta, e chegava o Capita: 'por que que vocês tão tensos?'''.

''Na semana passada, ele pediu pra fazer o 'Redação' na quarta-feira. Não era nem contrato dele, ele pediu. E fez, depois fez quinta-feira o 'Seleção' e fez domingo o 'Troca de Passes'. Então eu tô triste, meus sentimentos à família, foi uma honra trabalhar com o Capita, mas acho que hoje a gente tem que celebrar a carreira e a vida de um dos maiores nomes do esporte brasileiro e do futebol mundial'', finalizou Rizek.

Carlos Alberto Torres, 72 anos, morreu nesta terça vítima de um infarto fulminante. O velório do ex-jogador será na sede da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), no Rio de Janeiro.
Ouça a Rádio Estação Play em seu Computador, Tablet ou Celular pelos aplicativos RadiosNet e TuneIn.
Curta a página oficial Portal Mídia Esporte no Facebook e @midiaesporte no Twitter.

Compartilhe

Editor e administrador do Portal Mídia Esporte.
Contato: midiaesporte@gmail.com

Leia mais

Próxima
« Anterior
Anterior
Próxima »