Header Ads

Após desistir da Copa do Mundo, Band deve reduzir equipe esportiva

Saída do narrador Téo José parece ter sido só o começo

Reprodução

A Band enrolou, enrolou, mas acabou mesmo ficando de fora da transmissão da Copa da Rússia.

A emissora não entrou em um acordo financeiro com a Globo, dona dos direitos de transmissão do evento.

O alto preço cobrado pela Globo para o sublicenciamento seria o motivo. A emissora carioca estaria pedindo algo em torno de 50 milhões de dólares (mais de R$ 150 milhões) para dividir os direitos de transmissão do Mundial com outro canal aberto.

As emissoras recuaram, pois, os custos de produção e exibição do evento também serão altos.

Além dos direitos, as emissoras teriam que desembolsar cerca de mais R$ 15 milhões entre estadias, alimentação, tradutores, locação de equipamentos, entre outras coisas. Com as contas no vermelho, Band está fugindo de outros prejuízos.

Já disse "adeus" à Copa. Vai cobrir o mundial, mas com equipe reduzida, em seus principais noticiários.

Com a desistência, é fato que equipe esportiva do canal será ainda mais reduzida. A saída do narrador Téo José parece ter sido só o começo. Renovações de contrato virão com redução de salário.

Repórteres mais antigos e comentaristas estão temerosos.

Quanto à TV paga, a Copa da Rússia será transmitida até então pelo SporTV, canal esportivo da Globosat, e pelo Fox Sports, que firmou parceria com a Globo.

A Band confirma que optou por deixar de transmitir a próxima Copa do Mundo.

Com informações do blog de Keila Jimenez, do 'R7'.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece nos bastidores da mídia esportiva em tempo real? Então curta nossas páginas no Facebook (facebook.com/midiaesporte), Twitter (twitter.com/midiaesporte) e Instagram (instagram.com/midiaesporte).

Quer anunciar no Portal Mídia Esporte? Entre em contato com a nossa equipe no email midiaesporte@gmail.com e solicite uma proposta.




Tecnologia do Blogger.