Header Ads

Segundo site, fusão entre Fox e Disney pode tirar Fox Sports do ar no Brasil

Canal pode ser descontinuado no país em até sete anos, e parte das operações deverão ser assumidas pela ESPN

Reprodução

Depois do Esporte Interativo, mais um canal de esportes pode sair do ar no Brasil em breve. De acordo com o site 'Notícias da TV', o Fox Sports será descontinuado no país em até sete anos, uma vez que houver a aprovação do Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica) para a fusão entre a Disney e a 21st Century Fox.

No mercado, porém, aposta-se que o encerramento do Fox Sports ocorrerá bem antes do previsto. Caso isso seja concretizado, parte das operações do canal deverão ser assumidas pela ESPN. Já campeonatos como a Libertadores poderão migrar para a nova plataforma de streaming da Disney.

Um publicitário de peso, que comanda uma companhia multinacional, afirmou à publicação que a informação do fechamento dos canais Fox na América Latina, incluindo o Brasil, já circula nos Estados Unidos, onde está a matriz dos canais.

Outro executivo de um grande anunciante das transmissões de futebol do Fox Sports, em especial da Libertadores, diz que o fim do canal já é dado como certo pelo mercado publicitário do Brasil. "Os anunciantes ainda não foram oficialmente informados. Mas já se ouve o burburinho da fusão entre os canais ESPN-Fox Sports, com a ESPN englobando os direitos de transmissão e a comercialização da Libertadores e de outros campeonatos", revela.

Um outro importante executivo ligado a transmissões esportivas pela TV, que pede anonimato, confirma que não faz sentido para a Disney manter uma operação com o nome de um concorrente que ainda existe nos EUA.

"É natural que uma empresa comprada desapareça", explica. "Tudo isso é um movimento da Disney para o desenvolvimento de uma plataforma de streaming, como a Netflix, que ela deve lançar nos EUA em 2019, e que certamente trará alguns dos principais campeonatos de futebol, como é o caso da Libertadores, além de seus filmes, séries etc."

Já uma pessoa ligada à ESPN informou que já há apreensão entre os funcionários, apresentadores e comentaristas da casa. Isso porque haveria superposição de operações e a possibilidade iminente de cortes entre os colaboradores dos canais. "Tanto Fox Sports quanto ESPN Brasil fecharam 2017 no vermelho, mas é esperado que neste ano o rombo do Fox Sports seja ainda maior por causa da Copa", afirmou.

"A Fox investiu cerca de US$ 9 milhões (cerca de R$ 36 milhões) neste ano para a cobertura da Copa do Mundo, mas infelizmente não houve o retorno esperado", explicou. O resultado insatisfatório do Mundial da Rússia nos cofres do canal custou o emprego de seu vice-presidente comercial, Arnaldo Rosa.

Outro ponto que gera temor entre os funcionários é a grande oferta de profissionais da área, já que houve recentemente o fechamento do Esporte Interativo.

Procurado, o departamento de Comunicação da ESPN disse que "a proposta de aquisição está em fase de aprovação dos órgãos regulatórios e todos os comunicados oficiais estão sendo realizados diretamente pela Disney". Já a assessoria da Fox respondeu que o canal não se pronunciará sobre o assunto.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece nos bastidores da mídia esportiva em tempo real? Então curta nossas páginas no Facebook (facebook.com/midiaesporte), Twitter (twitter.com/midiaesporte) e Instagram (instagram.com/midiaesporte).

Quer anunciar no Portal Mídia Esporte? Entre em contato com a nossa equipe no email midiaesporte@gmail.com e solicite uma proposta.




Tecnologia do Blogger.