Conmebol vai receber mais da Fox pela Libertadores, mas Traffic ameaça impedir acordo

Caso o acordo com a Conmebol prossiga, o Fox Sports vai pagar 30% a mais pelos direitos de transmissão das competições de clubes da entidade

20:11

Caso o acordo com a Conmebol prossiga, o Fox Sports vai pagar 30% a mais pelos direitos de transmissão das competições de clubes da entidade


Como o Portal Mídia Esporte já havia informado, o canal Fox Sports fechou um novo acordo com a Conmebol pelos direitos de transmissão da Copa Libertadores e de outros seis torneios sul-americanos de clubes de 2016 a 2018.

Segundo a Folha de S. Paulo, a emissora vai pagar 30% a mais para a entidade. O valor extra a ser desembolsado de um contrato que era de US$ 171 milhões (R$ 640 milhões) será de US$ 51 milhões (R$ 190,5 milhões), o que vai totalizar US$ 222 milhões (R$ 830 milhões).

Com o novo acordo, a Conmebol prometeu que pagará mais aos clubes por suas participações na Libertadores e na Copa Sul-Americana e a previsão das equipes é que a quantia suba na proporção do novo acordo de TV, ou seja, 30%. O campeão da Libertadores, por exemplo, embolsaria em 2016 cerca de US$ 6,5 milhões (R$ 24 milhões).

VEJA TAMBÉM

Conmebol fará licitação pelos direitos de TV da Libertadores a partir de 2019


No entanto, a Traffic - empresa que possuía os direitos da Libertadores - ameaça impedir o novo contrato de televisão da Libertadores entre a Conmebol e a Fox. Segundo o UOL Esporte, a agência afirma que a confederação assinou um acordo sem ter rompido o anterior que tinha com a própria Traffic, que está envolvida no escândalo do pagamento de subornos a dirigentes da Conmebol.

A investigação do FBI revelou que cartolas sul-americanos recebiam propinas em troca de contratos de marketing e de televisão da Copa América e da Libertadores. O dono da Traffic, José Hawilla, é réu confesso e admitiu ter dado subornos por mais de 20 anos aos dirigentes.

Já a TyC (Torneos y Competencias), companhia argentina, que era sócia com a Fox na T&T, empresa que detém os direitos de transmissão da Libertadores e Sul-Americana, tem o seu executivo Alejandro Burzaco em prisão domiciliar também acusado de pagar propinas para ganhar os direitos dessas competições.

Por conta disso, a diretoria da Conmebol decidiu ignorar um contrato em vigor com a Traffic e a TyC pelos direitos de TV da Libertadores de 2016 a 2018. Assim, assinou outro acordo direto com a Fox, que, anteriormente, podia transmitir jogos tendo as duas empresas como intermediárias.

Sobre o assunto, a Traffic publicou a seguinte nota: “Diferentemente do que foi publicado, os direitos internacionais de transmissão da Copa Libertadores e da Copa Sul-Americana de 2016 a 2018 para fora do continente americano são de propriedade da Traffic Sports. Os contratos entre a Traffic Sports e a Torneos y Competencias são válidos, assim como os contratos entre a Traffic Sports e seus clientes, notadamente veículos de televisão e agências de fora das Américas".

Após interrogar a Conmebol, a Traffic passou a negociar com a Fox uma forma de rever o acordo relacionado à Libertadores. Isso poderia ser feito com a renegociação e a entrada da Fox no lugar da TyC, ou uma compra de parte da Traffic.

A empresa brasileira foi pega de supresa pelo anúncio do novo acordo. O presidente da Conmebol, Juan Angel Napout, decidiu de forma política romper o contrato para afastar empresas envolvidas em corrupção. Não fez concorrência e assinou novo acordo com a Fox sem revelar valores.

Pela decisão da Justiça norte-americana, a Traffic pode continuar a funcionar, mas tem que repassar todos os lucros com contratos obtidos com propina para o judiciário. Esse dinheiro seria usado como reparação para instituições ou pessoas que foram lesadas.

Da Redação/Portal Mídia Esporte
Ouça a Rádio Estação Play em seu Computador, Tablet ou Celular pelos aplicativos RadiosNet e TuneIn.
Curta a página oficial Portal Mídia Esporte no Facebook e @midiaesporte no Twitter.

Compartilhe

Editor e administrador do Portal Mídia Esporte.
Contato: midiaesporte@gmail.com

Leia mais

Próxima
« Anterior
Anterior
Próxima »