Header Ads

Perda de amistosos da Seleção pode impactar poderio da Globo no futebol

Emissora ainda pode sofrer um forte impacto em seus ganhos no futuro caso não consiga um novo contrato para 2018

Reprodução/Globo
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Sem os direitos de transmissão dos próximos dois amistosos da Seleção Brasileira, contra Argentina e Austrália, a Rede Globo tem o seu domínio no futebol ameaçado e ainda pode sofrer um forte impacto em seus ganhos no futuro.

VEJA TAMBÉM
Globo não fecha acordo e CBF transmitirá amistosos da Seleção na TV Brasil

Segundo revelou o jornalista Rodrigo Mattos, em seu blog no UOL, há iniciativas entre clubes e dentro da CBF que podem levar a ocupação de outras áreas em que atualmente atua a emissora carioca. Isso envolve os direitos da Copa América e do Campeonato Brasileiro.

Os ex-executivos da Globo, Marcelo Campos Pinto e João Pedro Paes Leme, montaram uma empresa que tem um projeto de viabilizar a produção própria de imagens para a Copa América de 2019, com um modelo similar ao da Fifa com a HBS, empresa que produz todas as transmissões e apenas repassa para as televisões que compram os direitos.

Além disso, Campos Pinto tem conversado com os dirigentes de clubes sobre comercializações de direitos do Brasileirão. A princípio, o foco é em direitos que não estão sob o poder da Globo e Esporte Interativo. A partir de 2019, os direitos internacionais e as placas do Brasileiro estarão fora do acordo com as emissoras. Outra possível área de atuação é negociar com os clubes que não fecharam com a Globo para a TV aberta.

Outro duro golpe a ser sofrido pela Globo, caso não consiga um novo contrato para 2018, será na sua arrecadação. Isto porque os jogos da Seleção Brasileirão são um dos produtos mais valorizados dentro do pacote anual negociado pela Globo a seus anunciantes.

Para 2017, a Globo já tem as Eliminatórias da Copa, isto é, a presença da seleção nos jogos mais importantes dentro do seu pacote. Por isso, a emissora não quis pagar o preço pedido pela CBF que queria em jogos avulsos valores similares aos do pacote. Até porque seu pacote publicitário já está vendido por R$ 1,8 bilhão e a emissora será pouco afetada nesta ano.

VEJA TAMBÉM
Band não transmitirá mais amistosos da Seleção na Austrália

Para 2018, no entanto, a Globo deixaria de ter até 10 datas nobres em ano da seleção na Copa do Mundo. A emissora entende que até poderia substituir as datas por outros campeonatos em um rearranjo. Mas não seriam jogos do mesmo valor, o que afetaria o total pedido às empresas. Ou seja, a emissora teria de renegociar o pacote pelo qual tem incrementado valores.

Por isso, a Globo já se prepara para entrar forte na concorrência por bid que a CBF prepara para venda de seus jogos amistosos e de Eliminatórias no ciclo de 2018 a 2022. Outras redes de televisão também avaliam que um pacote completo será bem mais valorizado porque poderá ser comercializado a longo prazo.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece nos bastidores da mídia esportiva em tempo real? Então curta nossas páginas no Facebook (facebook.com/midiaesporte) e Twitter (twitter.com/midiaesporte).

Quer anunciar no Portal Mídia Esporte? Entre em contato com a nossa equipe no email midiaesporte@gmail.com e solicite uma proposta.
Tecnologia do Blogger.