"Ou encarávamos a Globo ou ficaríamos do mesmo jeito para sempre", diz executivo do Coritiba

Clube paranaense rompeu com emissora carioca e assinou contrato com Esporte Interativo

00:21

Da Redação/Portal Mídia Esporte - O Coritiba foi um dos clubes que assinou contrato com o Esporte Interativo referente aos direitos de transmissão para TV fechada do Campeonato Brasileiro a partir de 2019. No entanto, surgiram rumores de que haveria represália por parte da Rede Globo, que até a chegada da concorrente estava sozinha no mercado.

O diretor executivo do clube paranaense, Maurício Andrade, falou sobre o assunto em entrevista à Rádio Guaíba, de Porto Alegre. "Ou nós encarávamos ou ficaríamos do mesmo jeito para sempre. Não tínhamos alternativa. Ou fazíamos isso agora ou ficaríamos o resto da vida trabalhando com o mesmo modelo", afirmou. Alguns clubes, como Bahia e Joinville, já estariam sofrendo um suposto boicote da Globo.

O dirigente também ressaltou a grandeza da Turner, que comprou o canal em 2015 por R$ 400 milhões. "O Esporte Interativo é do grupo Turner, que tem dez vezes o tamanho da Rede Globo. Nenhum dos clubes é aventureiro e tivemos racionalidade na hora assinar com o Esporte Interativo. Nós botamos na mesa as propostas, a proposta do Esporte Interativo era a melhor e por isso nós assinamos", disse.

Andrade ainda afirmou que o Coritiba teve várias reuniões e conversas com o Esporte Interativo desde o fim do ano passado. "Nós fomos convidados a participar desde o inicio do processo. Pelo menos um dia por semana estávamos no Rio de Janeiro para negociarmos com o Esporte Interativo. Foram alguns meses de negociação e de construção de contratos, que aconteceram de forma muito aberta e clara. Levamos a proposta à diretoria do clube, e depois de aprovada nós a levamos adiante", falou.

O atual contrato do Coritiba com a Globo para TV aberta é válido até 2018, mas o clube ainda não recebeu proposta da emissora carioca para a renovação do acordo. Porém, o executivo confirmou que há uma garantia do Esporte Interativo no caso da concorrente querer reduzir os valores dos direitos. "Nós temos uma cláusula de garantia no contato com o Esporte Interativo que cobre os valores mínimos que tínhamos no contrato com a Globo. Tomamos cuidado para garantir a tranquilidade financeira e não ter prejuízo para os clubes", concluiu.

VEJA MAIS:

Bahia revela pressão da Globo para que não assinasse com Esporte Interativo

Vitória recusa renovação de contrato com a Globo até 2024
Ouça a Rádio Estação Play em seu Computador, Tablet ou Celular pelos aplicativos RadiosNet e TuneIn.
Curta a página oficial Portal Mídia Esporte no Facebook e @midiaesporte no Twitter.

Compartilhe

Editor e administrador do Portal Mídia Esporte.
Contato: midiaesporte@gmail.com

Leia mais

Próxima
« Anterior
Anterior
Próxima »