Header Ads

Público cresce e e-sports conquistam cada vez mais espaço nas grandes emissoras

"Competições contam com estrutura profissional que atrai centenas de milhares de espectadores"

Foto por Dota 2 The International/CC BY 2.0

Na virada do milênio os e-sports eram uma modalidade de nicho, relegada apenas a algumas centenas de fãs espalhados pelo mundo. Tudo isso mudou nas últimas décadas e hoje em dia o setor conta uma legião de fãs que movimentam uma indústria bilionária.

Números atuais impressionam

De acordo com dados da companhia Newzoo, especialista no mercado de e-sports, em 2019, o mercado global de e-sports gerará receitas de US$ 1,1 bilhão, um aumento de mais de 25% em relação ao ano anterior.

Desse valor, cerca de 82% do mercado total (US$ 897,2 milhões) virão de investimentos de marcas endêmicas e não endêmicas, como direitos de mídia, publicidade e patrocínio.

Ainda de acordo com dados da empresa, o público global de e-sports atingirá 453,8 milhões de espectadores esse ano, um número que é divido entre 201,2 milhões de entusiastas e 252,6 milhões de fãs ocasionais.

Foto por BagoGames/CC BY 2.0 “Twitch é a plataforma digital líder no segmento”

Grandes plataformas online auxiliaram no crescimento dos e-sports

Os números atuais impressionam quem não acompanhou o crescimento do setor nos últimos anos, mas não são surpresa para quem conhece a história do Twitch e o seu papel nos e-sports.

Em outubro de 2012, a empresa registrou pouco mais de 20 milhões de visitantes mensais, pouco menos de um ano depois, o tráfego mensal dela mais que dobrou para 45 milhões.

Nos últimos cinco anos o crescimento aumentou e, em 2018, a plataforma quebrou uma série de recordes históricos. Seus usuários assistiram mais de 434 bilhões de minutos e um de seus streamer mais famosos, conhecido como Ninja, conseguiu mais de 667 mil telespectadores de uma só vez.

Tudo isso está relacionado a profissionalização das competições de e-sports e os torneios de League of Legends (LoL), Counter-Strike: Global Offensive (CS:GO) e Dota 2 também proporcionaram o crescimento de outras plataformas especializadas.

Uma dessas principais plataformas é a Betway Sports, que é uma das únicas que apresenta estatísticas de diversas modalidades de e-sports e oferece uma série de ferramentas úteis para os fãs.

Por exemplo, a empresa oferece uma série de artigos e vídeos especializados sobre as principais equipes e competidores de Counter-Strike: Global Offensive (CS:GO) e conta com todos os principais dados relacionados a todas as grandes competições, da International de Dota 2 ao Campeonato Brasileiro de League of Legends (CBLoL).

Emissoras tradicionais aderem a modalidade

Todos esses números positivos chamaram a atenção das emissoras tradicionais e hoje em dia diversas delas estão adotando programas relacionados a modalidade em suas programações e cada uma delas escolheu uma abordagem diferente.

A ESPN foi o primeiro canal a aderir a modalidade. Em 2017 ela trouxe três programas fixos relacionados aos e-sports.

O “Multiplayer” conta com uma espécie de simulador que apresenta aos fãs diversas experiências dos jogos durante uma hora, já o “Match Making” exibe os maiores temas do mercado nacional de games junto de entrevistas com competidores profissionais e coberturas dos principais torneios brasileiros.

Além deles, o “Arena eSports” é focado nas maiores notícias do mercado internacional, com entrevistas de competidores internacionais e informações precisas sobre as maiores competições ao redor do mundo.

A emissora também implementou conteúdo relacionado ao setor em diversos programas da sua programação normal, com direito a matérias dedicadas a ele e convidados especiais.

Para completar o investimento nos e-sports, a empresa também criou um podcast especializado chamado “Central eSports”, inseriu uma nova categoria em seu site e passou a realizar uma série de transmissões de competições no aplicativo WatchESPN.

A SporTV também adentrou o mercado, mas seguiu o caminho inverso da ESPN. No lugar de focar na programação normal, a emissora criou o eSporTV, uma plataforma digital com conteúdo dedicado de maneira exclusiva aos e-sports.

Além dos programas de análises e coberturas da modalidade, o grande destaque vai para as competições transmitidas pela plataforma da emissora, especialmente as competições internacionai de CS:GO da ESL e o CBLoL.

O Esporte Interativo é outra emissora que investiu nos e-sports, mas no lugar de uma programação especializada ela preferiu começar apenas com a Copa Brasil de CS:GO (Counter Strike: Global Offensive). Após o fim da emissora, os direitos seguem com a Turner.

Setor deve crescer ainda mais nos próximos anos

Do crescimento das plataformas digitais a adoção da modalidade pelas plataformas tradicionais, todos os fatores indicam que o público de e-sports deve aumentar nos próximos anos e o desenvolvimento do setor será ainda maior.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece nos bastidores da mídia esportiva em tempo real? Então curta nossas páginas no Facebook (facebook.com/midiaesporte), Twitter (twitter.com/midiaesporte) e Instagram (instagram.com/midiaesporte).

Quer anunciar no Portal Mídia Esporte? Entre em contato com a nossa equipe no email midiaesporte@gmail.com e solicite uma proposta.




Tecnologia do Blogger.